Dino defende quebra de patentes de vacinas; Saúde diz que medida seria prejudicial ao Brasil

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), declarou há pouco, durante pronunciamento semanal sobre o panorama da Covid-19 no estado, que é a favor da quebra temporária (ou suspensão) de patentes das vacinas em uso no mundo atualmente.

Ele disse que defendeu a posição durante recente reunião de governadores brasileiros com a secretária-geral adjunta da ONU, Amina J. Mohammed.

“Enfatizei, na ocasião, que é muito importante avançar no tema da suspensão temporária de patentes. Porque, isto sim, vai permitir a ampliação da fabricação de vacinas no planeta”, revelou Dino.

Na quinta-feira, 6, em depoimento à CPI da Covid, no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou que essa suspensão de patentes seria prejudicial ao Brasil.

Ao responder questionamentos dos senadores Marcos Rogério (DEM-RO) e Rogério Carvalho (PT-SE) sobre a possibilidade, o ministro afirmou ser contra essa proposta. Na avaliação de Queiroga, o Brasil não conseguiria produzir vacinas da Pfizer e da Janssen.


5 pensou em “Dino defende quebra de patentes de vacinas; Saúde diz que medida seria prejudicial ao Brasil

  1. Só mesmo um imbecil, um tolo, um jumento para acreditar que o governador FD esteja se esforçando em prol da saúde da população. Ele apenas quer ganhar NOTORIEDADE Fazendo isso e na mesma carona tenta ludibriar o povo ,transparecendo que o governo federal não está se esforçando. Em outras palavras para os jumentos entenderem ,no final, a intenção do Governador é apenas desgastar o Presidente, pouco importa a eficácia e as possíveis consequências do imunizante.

  2. O que Flávio Dino tem no lugar do cérebro? Esse cara não t mais o que inventar. Trabalhar pelo estado mais miserável do Brasil ele se recusa.

    • Ronaldo creio que vc não entendeu ou fez que não entendeu. quebrar patente de vacinas, blz. de onde vem os insumos? da china e de outros países. vc acha que os países fabricantes dessas vacinas vão liberar insumos para a confecção de novas vacinas. claro que não, isso levaria era ao caos. os grandes detentores dos insumos não liberariam, ou então venderiam por 5x o valor de hoje, e ai ficaria tão difícil comprar e fabricar essas vacinas. então desculpa mais vc deveria repensar e vê que vc errou feio em pensar assim. sendo assim, pq o governo de são paulo que e um dos grandes apoiadores da corona nunca sugeriu isso? pq sabe que seria inviável, e o próprio pais não teria estrutura para isso. acorda velho. isso ai não e paracetamol ou remédio para verme, é vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *