BRT: Yglésio solicita à MOB adequações na MA-203

Por meio de Indicação enviada ao Governo do Estado e à Agência Estadual de Mobilidade Urbana – MOB, na tarde desta sexta-feira (10), o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) solicitou que fossem adotadas medidas para redesenhar a pista e retirar os canteiros instalados, adequando, ainda, a sinalização por meio de faixas e semáforos, visando a organização do trânsito da MA-203.

Na região, há pouco mais de oito anos, vem sendo desenvolvida a obra de implantação do BRT e as medidas solicitadas pelo parlamentar observam o cenário de lentidão e imprevisibilidade de conclusão das obras e entrega do novo modal de mobilidade.

A solicitação de Yglésio é importante, vem após o acidente ocorrido nesta sexta-feira (10) e também destacou que, ao logo dos anos de construção do BRT, inúmeros outros acidentes ocorreram na região, muitos deles fatais.

“A obra na via pública se arrasta por mais de oito anos ocasionando diversos transtornos para transeuntes e motoristas, além de elevar significativamente o risco de abalroamento. Ao longo dos anos, foram registrados vários acidentes fatais. A despeito, hoje foi amplamente divulgada notícia de um grave acidente envolvendo um ônibus, um caminhão e uma motocicleta, resultando em duas mortes”, diz o parlamentar no trecho da medida.


8 pensou em “BRT: Yglésio solicita à MOB adequações na MA-203

  1. Fiz essa observação a um amigo no último feriado. Os acidentes vão acontecer ali também porque os motoristas irresponsáveis usam a faixa do BRT, passando em alta velocidade e colocando em risco a vida dos demais motoristas que aguardam para fazer os retornos nos locais indicados. Haja irresponsabilidade!

    • Como engenheiro,com mais de 42 anos d experiencia inclusive em rodovias,posso afirmar:há erros graves no projeto,na geometria e na execução e, nos custos que nunca foram divulgados pois,se trata de uma obra pública que tem mais de 6 anos.Tenho sérias dúvidas quanto ao greide de “um suposto BRT”que um dia será implantado.Trabalhei na implantação do BRT do Rio de Janeiro para as Olímpídas de 2016,Usamos equipamentos ingleses via satélite para determinar várias etapas da obra,como tem a mão humana apresentou algus problemas sanáveis nos testes de funcionabilidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.