Prefeita tentou roubar R$ 6 milhões, afirma Yglésio Moyses na AL

O deputado Yglésio Moyses (Pros) fez na quarta-feira, 13, na Assembleia Legislativa, uma grave denúncia contra a prefeita de Chapadinha, Dulcilene Belezinha (PL).

Envolvida em recente polêmica com o governador Flávio Dino (PSB) – quando foi humilhada por este em evento na cidade após fazer críticas à gestão estadual (relembre) -, a gestora teria, segundo o parlamentar, tentado roubar R$ 6 milhões do município.

“Quando ela [prefeita Belezinha] vem dizer que não tem condições de custear uma UPA, por exemplo, que custa aí R$ 400 mil, 500 mil por mês de custeio, e ela, por exemplo, pega R$ 6,5 milhões de recursos federais que conseguiu principalmente mediante emendas do deputado do seu partido, e tenta colocar no esquema de R$ 6,5 milhões, isso é esquema, isso aqui eu estou falando, prefeita, a senhora tentou roubar Chapadinha, tentou, o instituto EMET é uma tentativa de roubo de dinheiro público”, afirmou o deputado.

Yglésio referia-se aoEMET Instituto que, segundo o TCE, pode estar por trás de um golpe milionário envolvendo pelo menos 20 municípios maranhenses na contratação de estudos científicos baseados no Guia Nacional da Vigilância Epidemiológica, visando a monitorar a ocorrência das 39 doenças relacionadas no guia.

“Todo deputado que tem o mínimo de formação aí dentro da questão da saúde sabe que a senhora [prefeita Belezinha] tentou roubar seis milhões e meio de recursos em emenda da questão do recurso da saúde para fazer esse esquema com o EMET. Eram exames que não seriam feitos, resultados que não seriam condizentes com a realidade e que a senhora tentou, claro, não foi só a senhora, foram mais vinte e dois prefeitos no Maranhão, um verdadeiro conluio com uma organização criminosa que tentou praticar crimes no estado”, denunciou Yglésio.

A prefeita Belezinha e o EMET Instituto ainda não se pronunciaram sobre o assunto. O blog está aberto às suas manifestações.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *