30% das mulheres já foram ameaçadas de morte por parceiro ou ex

57% dos brasileiros conhecem alguma mulher que foi vítima de ameaça de morte pelo atual parceiro ou ex; 37% conhecem uma mulher que sofreu tentativa ou foi vítima de feminicídio íntimo.

A informação é da Agência Patrícia Galvão.

Segundo o levantamento, para 9 em cada 10, o local de maior risco de assassinato de mulheres é dentro de casa, por um parceiro ou ex.

93% dos entrevistados concordam que a ameaça de morte é uma forma de violência psicológica tão ou mais grave que a violência física. 97% concordam que mulheres que permanecem em relações violentas estão correndo risco de serem mortas e para 87%, terminar a relação é a melhor forma de acabar com o ciclo da violência doméstica e evitar o feminicídio.

Ao mesmo tempo, o momento percebido como de maior risco de assassinato da mulher que sofre violência doméstica pelo parceiro é justamente o do rompimento da relação para 49%, embora para 28% seja a qualquer momento.

90% sabem o que significa feminicídio e apenas 7% nunca ouviram falar sobre a lei do feminicídio
Menos da metade sabe o significado do termo “feminicídio íntimo”, mas após serem apresentados ao significado, 98% dos entrevistados reconhecem a gravidade do assunto e para 96% a frequência dos casos de feminicídio íntimo tem aumentado nos últimos 5 anos Entre as mulheres, 93% consideram que esse crime tem aumentado muito nos últimos 5 anos, enquanto entre os homens são 77%. Para 86%, os feminicídios estão se tornando mais cruéis e violentos do que os cometidos no passado.

68% dizem saber ao menos um pouco sobre a lei do feminicídio e apenas 7% nunca ouviram falar sobre ela.

Para a maioria, diferentes grupos de mulheres são igualmente vulneráveis
Embora as mulheres heterossexuais, as moradoras da cidade e das periferias e as mulheres pobres e negras sejam percebidas como mais vulneráveis, a maioria considera que todos os grupos de mulheres correm o mesmo risco de feminicídio.


1 pensou em “30% das mulheres já foram ameaçadas de morte por parceiro ou ex

  1. Sou contra qualquer tipo de violência contra a mulher, seja físico ou psicológico. Entretanto acho que a mulher deve escolher melhor o homem que coloca dentro de casa. Muitas vezes a mulher conhece um homem nas baladas e logo começa uma atração física…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *