Brandão mantém dianteira sobre Weverton, aponta Escutec

Imirante

Pesquisa Escutec/Grupo Mirante de intenções de votos para o Governo do Maranhão aponta que o governador Carlos Brandão (PSB) mantém a dianteira sobre o seu principal adversário, senador Weverton Rocha (PDT), mesmo um mês praticamente fora do debate eleitoral em virtude de sua internação em São Paulo para uma cirurgia.

De acordo com o levantamento, ambos cresceram acima da margem de erro, de 2,19 pontos percentuais – para mais, ou para menos -, com o candidato do PSB chegando a 27% no cenário estimulado, contra 23% do pedetista.

Para efeito de comparação, na consulta de maio Brandão aparecia com 24%, contra 20% de Weverton, que, por outro lado, interrompeu uma sequência de queda, após trinta dias de intensa pré-campanha pelo Maranhão.

No mesmo cenário, mudança na terceira colocação, agora ocupada por Lahesio Bonfim (PSC), com 15% – tinha 11% em maio. Ele desbancou o Edivaldo Holanda Júnior (PSD), que tinha 12% no mês passado, e agora aparece com 11%.

O ex-prefeito de São Luís foi o único a oscilar negativamente entre os líderes.

O pré-candidato do Solidariedade, Simplício Araújo, oscilou positivamente, saindo de 2% para 3%. Hertz Dias (PSTU) e Enilton Rodrigues (PSOL) estão empatados com 1%.

Outros 8% dos 2 mil entrevistados disseram votar em branco, nulo, ou em nenhum dos candidatos apresentados, e 11% não sabem, ou não responderam.

A pesquisa foi realizada em 70 municípios do Maranhão, entre os dias 11 e 16 de junho, e registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-05721/2022. O nível de confiança é de 95%.

Votos válidos

Se fossem computados apenas os votos válidos – excluídos brancos, nulos e indecisos, Brandão teria, segundo o Escutec, 33%, contra 28% de Weverton, 19% de Lahesio, 13% de Edivaldo Júnior, 4% de Simplício, 2% de Enilton Rodrigues e 1% de Hertz Dias.

Rejeição

No quesito rejeição, a liderança é do senador Weverton Rocha, com 23% dos entrevistados afirmando que não votariam nele. Carlos Brandão foi rejeitado por 17%, seguido por Edivaldo Júnior (8%), Lahesio Bonfim (7%), Simplício Araújo (6%), Enilton Rodrigues (3%) e Hertz Dias (3%).

Segundo turno

O Escutec também levantou possíveis cenários de segundo turno entre os líderes, Carlos Brandão e Weverton Rocha, e os demais principais concorrentes.

Na primeira simulação, Brandão venceria Weverton por 36% a 34%. O governador também venceria Edivaldo Holanda Júnior (39% a 23%) e Lahesion Bonfim (38% a 29%).

Weverton também venceria Edivaldo Júnior, por 39% a 20%; e Lahesio Bonfim por 35% a 28%.


17 pensou em “Brandão mantém dianteira sobre Weverton, aponta Escutec

  1. Em outubro veremos a realidade!! Apenas um lembrete brandao não ganha essa eleição. Lembrei desse comentário. Se o brandao não tivesse o fardo de Flávio Dino poderia até ganhar.

  2. Gilberto, a pesquisa não encontra respaldo na ausência do governador, ausência de pŕé campanhas, ausência de ações do governo…. simples assim!!!

  3. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  4. Se eu fosse Brandão pedia mais 15 dias de licença e depois renovava por mais 15 assim ele ganharia no primeiro turno ,pq talvez se ele voltar pro Maranhão não tenha o mesmo desempenho

  5. Qual foi o fator superveniente que trouxe essa subida? Ao contrário quem teve fatos políticos e relevantes fo Weverton. Acho que Brandão está empatado com Lahesio e weverto uns 10 pontos acima.

  6. PELO QUE SEI DE MATEMÁTICA:

    #. BRANDÃO tinha 24% – AGORA TEM 27%
    ESSES “3 pontos”. REPRESENTA UM CRESCIMENTO de 12,5%.

    #. Weverton Rocha tinha 20% – AGORA TEM
    23% -. ESSES. “3 pontos” UM CRESCIMENTO de. 15%.

    ENTÃO. ESSA. PESQUISA. MOSTRA MAIOR
    TENDÊNCIA DE. CRESCIMENTO. do. Senador Weverton Rocha. EM RELAÇÃO A
    Carlos Brandão.

    E

    QUE. Brandão. encolheu. 2,5%. EM RELAÇÃO
    AO. SENADOR. WEVERTON. ROCHA.

    Marco Antônio Carvalho Diniz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.