Covid-19: São Luís conclui hoje aplicação de 1ª dose em adultos

A Prefeitura de São Luís encerra hoje a 1ª chamada para aplicação de primeira dose de vacina contra a Covid-19 na população adulta.

O último grupo a ser vacinado é de pessoas com 18 anos.

Ao concluir essa primeira etapa, contudo, ainda será necessário vacinar pelo menos 100 mil retardatários. As datas para isso serão informadas ainda nesta semana,

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (Semus), a capital maranhense tem público vacinável de 730 mil pessoas. Desse total, até segunda-feira, 21, haviam tomado a primeira dose 585,6 mil – o que corresponde 80,2% da população adulta local.

Pedro Lucas: agressores de animais pagarão tratamento

Pessoas que praticarem atos de violência contra animais, além da punição, deverão custear os gastos com regaste e tratamento dos animais. É isso que propõe o Projeto de Lei 2219/2021, de autoria do deputado federal, Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA). De acordo com o texto do PL, quem praticar maus-tratos contra animais domésticos, domesticados animais silvestres, nativos ou exóticos, além de arcar com o custeio das despesas, será obrigado a participar de curso sobre direitos dos animais.

Para o parlamentar, o projeto é uma forma de avançar ainda mais em ações para coibir maus-tratos contra os animais. “Em muitos casos, o custo do tratamento para recuperar esses animais é muito caro, isso dificulta o trabalho de ongs que ajudam a socorrer animais. Por isso, é necessário avançar em propostas nesse sentido. Vamos lutar para aprovar esse projeto e garantir que agressores sejam identificados, punidos e arquem com os gastos”, destacou o deputado.

Pedro Lucas relatou avanços em projetos que foram aprovados no Congresso Nacional, como a Lei Sansão, em homenagem ao cão que teve as duas patas traseiras decepadas por vizinhos. A lei foi sancionada no ano passado e aumentou a pena de reclusão para crimes contra os animais. Outra conquista no Congresso, foi o reconhecimento de que animais são seres sencientes, ou seja, capazes de sentir sensações e sentimentos de forma consciente.

Abandono e maus-tratos – A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existem mais de 30 milhões de animais abandonados, algo entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Em cidades de grande porte, para cada cinco habitantes há um cachorro. Destes, 10% estão abandonados. Pedro Lucas relatou que o problema do abandono é um dos fatores da violência contra os animais. “São muitos animais jogados nas ruas, em feiras, em praças, suscetíveis a toda forma de violência. O nosso país precisa avançar em políticas públicas para minimizar esse problema. A sociedade tem seu papel fundamental de conscientização contra o abandono. Quanto mais animais nas ruas, mais violência”, finalizou o parlamentar.

Paço do Lumiar recebe kits escolares

O município de Paço do Lumiar foi contemplado com kits de material escolar e acervo bibliográfico composto por grandes clássicos da Literatura Brasileira e obras de autores maranhenses. Em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (21), foram recebidos dezenas de kits escolares que devem beneficiar cerca de 92 escolas de Paço do Lumiar, alcançando mais de 23 mil alunos da rede municipal de ensino.

Além de Paço do Lumiar outros nove municípios maranhenses receberam os recursos para auxiliar na educação dos estudantes maranhenses, foram eles: Araioses, Barra do Corda, Coroatá, Cururupu, Guimarães, Matinha, Paço do Lumiar, Pedro do Rosário e Tutóia. O secretário de estado da educação, Felipe Camarão reforça a importância da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Paço do Lumiar.

“Nós já reformamos, ampliamos e requalificamos  quase todas as escolas da rede estadual em Paço do Lumiar, reformamos o Farol do Saber e temos colaborado dentro do pacto estadual pela aprendizagem em parceria com a prefeita Paula Azevedo. A Prefeitura sempre tem feito a sua parte com muito louvor e nós estamos aqui auxiliando”, afirmou Felipe Camarão.

A ação realizada pelo Governo do Estado do Maranhão tem como objetivo doar 576 livros da literatura brasileira, 100 livros de autores maranhenses e kits de material escolar para 100 municípios maranhenses somente na primeira fase.

“Nós tivemos a honra de receber esses kits de material escolar e também garantir um reforço no acervo bibliográfico das escolas do município o que vai com certeza ajudar na educação dos nossos estudantes. Nós temos nos empenhado nos últimos meses, desde o início da pandemia, para garantir que nossos alunos possam ter acesso a educação de qualidade”, ressaltou Paula Azevedo.

Para a secretária municipal de educação, Arsênia Formiga, esse momento delicado diante da pandemia de coronavírus requer empenho de todas as redes de ensino do estado.

“Estamos trabalhando remotamente com os nossos estudantes. As equipes de acompanhamento continuam fazendo o processo de busca ativa para que todos os alunos sejam atendidos no processo de aprendizagem. A aquisição deste kit vai auxiliar no fomento da leitura, algo que está previsto em nosso plano municipal”, comentou Arsênia Formiga.

Enoque Mota investe na infraestrutura de Pastos Bons

O prefeito de Pastos Bons, Enoque Mota (PTB), tem se destacado pela ampla recuperação que tem realizado na cidade.

Depois de revitalizar o Centro do Histórico como parte das comemorações pela celebração do tradicional festejo de São Bento e do aniversário de emancipação política do município, a Prefeitura investe forte na infraestrutura local.

Tanto na sede, como nos povoados, a gestão Enoque Mota tem atuado na recuperação de praças, vias e passeios públicos.

“Vamos deixar Pastos Bons uma cidade mais bonita, mais bem cuidada e mais alegre para o povo que mora aqui e também para os nossos visitantes”, destaca o prefeito.

Bolsonaro se irrita com pergunta sobre máscara e manda jornalista ‘calar a boca’

Estadão

Em nova manifestação contra o uso de máscaras, o presidente Jair Bolsonaro ofendeu uma jornalista que o questionou sobre o uso da proteção em evento em Guaratinguetá (SP), nesta segunda-feira, 21. Bolsonaro mandou a profissional “calar a boca” e a acusou de ser “canalha” por chamar a atenção ao fato de o presidente da República descumprir a lei ao não utilizar o item, considerado por autoridades de saúde como forma eficaz de se evitar a transmissão da covid-19.

“Eu chego como eu quiser onde eu quiser, está certo? Eu cuido da minha vida. Se você não quiser usar máscara, você não use”, disse “Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora?”, questionou Bolsonaro, dirigindo-se à repórter da TV Vanguarda, afiliada da Rede Globo. O presidente estava em Guaratinguetá nesta segunda-feira para acompanhar solenidade de promoção da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR). Na ocasião, ao chegar ao local, não usava máscara.

Na entrevista após o evento, já com a proteção, Bolsonaro se irritou quando uma jornalista da TV Vanguarda tentou questioná-lo sobre a multa que ele recebeu por não utilizar máscara durante a participação em uma motociata em São Paulo, no último dia 12.

O presidente interrompeu a repórter e pediu que fizessem “perguntas decentes”. Em seguida, insultou a profissional. “Cale a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, que não ajuda em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira, vocês não prestam”, disse à jornalista após questionar de qual veículo ela era. Enquanto falava, exaltado, retirou a máscara. O gesto foi seguido pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que o acompanhava no evento.

Polêmica retenção de vacinas de SLZ pelo governo será debatida na AL

Dado Ruvic//Reuters

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) informou nesta segunda-feira, 21, que a Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa, da qual é presidente, aprovou convite aos secretários municipal e estadual de Saúde para participarem de audiência sobre a distribuição de vacinas contra Covid-19. A audiência acontecerá na próxima quarta-feira (23), às 15h, de forma remota.

O objetivo, segundo o democrata, é esclarecer a polêmica sobre a retenção de doses que deveriam ser encaminhadas à Prefeitura de São Luís, mas, aparentemente, foram aplicadas diretamente pelo Estado, além daquelas guardadas como “reserva técnica” – até a semana passada, São Luís reclamava a não entrega de mais de 108 mil doses (saiba mais).

Para Evangelista, é preciso esclarecimentos urgentes, uma vez que o cenário da pandemia continua preocupante.

“É um cenário de incertezas, onde a ocupação de leitos de UTI se mantém alta e a única forma de nos livrarmos desse vírus é com a vacinação em massa”, concluiu Neto Evangelista.

_______________Leia mais
Flávio Dino desmente Carlos Lula e SES sobre vacinas de SLZ retidas

Prefeitura de Santa Rita inicia vacinação de pessoas a partir de 25 anos

O prefeito de Santa Rita, Dr Hilton Gonçalo, anunciou no domingo, 20, o início da vacinação para pessoas de 25 anos ou mais para esta semana. Com cerca de 90% das pessoas de 30 anos ou mais já vacinadas com a primeira dose do imunizante contra o Covid-19, a Prefeitura de Santa Rita agora tem como meta alcançar número semelhante ao público entre 25 e 29 anos.

Dr Hilton Gonçalo lançou o desafio e quer vacinar até o mês de julho, toda a população de Santa Rita acima de 18 anos com a primeira dose da vacina.

Na região do Munim, Santa Rita foi a única cidade a iniciar a vacinação para pessoas de 30 anos ou mais, e agora, para jovens de 25 anos ou mais.

Porém com as metas lançadas pelo prefeito Dr Hilton Gonçalo, além de ser a primeira cidade da região do Munim é muito provável que Sanya Rita esteja entre as primeiras cidades que vão vacinar 100% da população ao menos com a primeira dose.

De acordo com os números do Ministério da Saúde, Santa Rita já aplicou 18.156 doses, sendo 13.328 da primeira vacina e 4.828 com o ciclo completo dos imunizantes.

Os números ainda apontam que 61,49% da população adulta de Santa Rita já foi vacinada. Na última semana entre os dias 14 de junho e 18 de junho, Santa Rita aplicou 2.579 doses.

Ana Paula comemora avanço na imunização em Pinheiro

A vice-prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato (PDT), acompanhada do prefeito Luciano Genésio e do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), visitou, no domingo (20), o Arraial da Vacinação, realizado pelo Governo do Estado, na escola Pedro Lobato.

No Arraial da Vacinação, solicitado pelo chefe do Legislativo, junto ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, foram aplicadas 5 mil doses de vacinas contra a COVID-19, entre a AstraZeneca (adultos a partir de 25 anos) e a Pfizer (gestantes e puérperas), nas salas de aula e pelo sistema drive thru.

“Agradeço ao Governo do Estado e, especialmente, ao presidente Othelino. Até o início da tarde, a vacinação estava sendo para adultos a partir de 30 anos de idade, depois conseguimos diminuir para os 25 anos. Um avanço importante e significativo, que nos aproxima, cada vez mais, da imunização total”, enfatizou Ana Paula.

O prefeito Luciano Genésio destacou a importância do evento, que contou, ainda, com a apresentação de grupos folclóricos tradicionais locais e decoração à caráter. “Há pouco tempo estávamos na faixa dos 70 anos de idade, agora já estamos vacinando pessoas com 25 anos ou mais. Com mais gente sendo imunizada estamos conseguindo estabilizar os leitos de UTI, os óbitos começaram a diminuir. E, nesta semana, mais vacinas devem chegar. Isso tudo se deve ao trabalho sério de nossos representantes, que têm articulado essas vacinações”, disse.

Segundo Othelino, a ideia de levar o Arraial foi para que a cidade de Pinheiro pudesse avançar na faixa etária de vacinação. “E conseguimos! Durante nossa visita, já estavam sendo vacinadas pessoas a partir de 25 anos. Meus cumprimentos às equipes da Prefeitura e Governo pela organização! Foi essa junção de forças que nos permitiu avançar”, acentuou o parlamentar.

Já o secretário municipal de Saúde, Fred Lobato, falou da parceria com o Governo do Estado, que segundo ele, tem ajudado a alcançar mais pessoas na vacinação. “Com esse apoio, logo sairemos dessa taxa negativa. Dias piores já vivemos e dias melhores virão! Em breve, vacinaremos o maior número de pinheirenses para voltarmos a conviver tranquilamente”, ressaltou.

Acompanharam a comitiva na visita ao Arraial, outros secretário do município, vereadores, equipes da Secretaria de Estado da Saúde e da Prefeitura de Pinheiro, além de outras lideranças políticas.

Neto Evangelista diz que CPI virou ‘palanque político’ de Duarte Jr.

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) classificou como “palanque político” a CPI dos Combustíveis, instalada na Assembleia Legislativa ainda em março e presidida pelo deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos).

A comissão segue com os trabalhos suspensos em virtude de medidas restritivas adotadas no Legislativo e não avançou em mais de três meses de trabalho.

Em entrevista ao Programa Ponto Continuando, da Rádio Educaroda AM, Evangelista pontuou que a alteração de preços dos combustíveis “depende de vários fatores”, sendo o principal deles a política de preços da Petrobras.

“Portanto, dizer que uma CPI instalada no Maranhão pode ser responsável pela baixa do preço, por exemplo, é uma mentira, um engodo. Não podemos enganar a população. A instalação desta Comissão Parlamentar de Inquérito, na minha avaliação, foi desnecessária. Houve, pelo menos, sapiência de se eleger o deputado Roberto Costa como relator. Ele detém condições morais e mentais para desempenhar este papel”, afirmou o democrata.

Câmara não consegue evitar demissões determinadas pela Justiça

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT) tentou nesta sexta-feira, 18, em reunião na Vara de Interesses Difusos e Coletivos e São Luís, reverter a exigência de demissão de servidores da Casa não amparados pela Constituição de 1988.

Acompanhado dos ex-presidentes Chico Carvalho (PSL) e Astro de Ogum (PCdoB) – que assinou o acordo para regularização funcional na Câmara, ainda em 2018 – Osmar Filho esbarrou na postura irredutível do Ministério Público, que exige a demissão dos servidores.

Além de buscar melhor entendimento sobre o alcance da medida judicial, os vereadores apresentaram ao juiz Douglas de Melo Martins e à promotora Sidneya Liberato, pedido de prorrogação da medida, na tentativa de evitar as demissões, ao menos neste momento de pandemia.

Os vereadores reconhecem a legalidade da medida, mas argumentaram que o momento é difícil para toda a sociedade, diante da crise provocada pelo coronavírus.

A promotora deixou claro que a situação não tem como ser mais remediada por que, além e se arrastar por anos, afrontando a Constituição Federal, também é fruto de um acordo celebrado em 2018 e já transitado em julgado.

O juiz Douglas Martins também disse que a decisão – proferida pelo juiz auxiliar Cristiano Simas de Sousa, em 28 de maio – não seria revertida.

Também participaram do encontro o vereador Octávio Soeiro (Podemos) e o procurador-geral da Câmara Municipal, Vitor Cardoso.