Codó: moradores protestam contra obra de Parque Ambiental

Moradores de Codó realizaram hoje (19) um grande protesto contra a realização de uma obra na cidade.

Trata-se do Parque Ambiental da Trizidela.

Segundo os manifestantes, a obra foi mal planejada e, agora, por conta das chuvas, a água tem invadido casas.

Além disso, há relatos de que a construção afetou até a vida animal no local. “Recentemente até um jacaré foi visto andando em um posto de combustível”, disse um morador ao Blog do Gilberto Léda.

Considerado o carro-chefe da gestão Flávio Dino (PCdoB) em Codó, o Parque Ambiental tem levado tanta dor de cabeça ao governo que o secretário de Estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho (PSB), foi deslocado para a cidade para tentar resolver o problema.

 

Estratégia comunista é negar candidaturas adversárias

Máquina de propaganda comunista a todo vapor no Maranhão

Está muito clara a estratégia comunista no atual momento do jogo eleitoral no Maranhão.

Como todos os postulantes ao cargo de governador são, ainda, pré-candidatos – podendo oficializar a candidatura apenas após as convenções -, os aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) trabalham o tempo inteiro produzindo fake news dando conta de que os adversários não são candidatos.

Os alvos principais são a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), o senador Roberto Rocha (PSDB), a ex-prefeita Maura Jorge (Podemos) e o deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

O objetivo também é explícito: criar alguma dúvida entre o eleitorado, enquanto, de outro lado, apresentam-se pesquisas com cenário de “vitória garantida” do governador.

Lava Pratos: 100 mil ao som da bateria da Acadêmicos de Tatuapé

Escola bicampeã do carnaval paulista participou da programação e de missa em São José de Ribamar para agradecer pela conquista

Mais de 100 mil pessoas se despediram oficialmente do carnaval 2018, durante este final de semana no tradicional Lava Pratos, festa realizada no município de São José de Ribamar, que chegou a sua 72ª edição.

Durante os dois dias do evento, os foliões puderam dançar, cantar e se esbaldar ao som de diversas atrações locais e nacionais. Porém quem deu o tom do Lava Pratos deste ano, foi a bicampeã do carnaval de São Paulo, Acadêmicos do Tatuapé. A escola, que conquistou seu segundo título consecutivo, mostrou o carisma da escola que cantou em pleno Sambódromo, as belezas e religiosidade do estado que tem como padroeiro, São José de Ribamar.

O público presente, não decepcionou e com um gigantesco coral de vozes também fez ecoar no Parque Folclórico, Teresinha Jansen, o samba-enredo que rendeu o título a escola. Na avenida Gonçalves Dias, entre blocos e escolas de samba, mais de 20 agremiação desfilaram no circuito da Sede, instalado ainda no Carnaval Tradicional.

Frederico Costa e Renata Antunes, turistas de Salvador que passaram o carnaval no Maranhão, falaram da dupla emoção em poder participar da festa e ainda com a presença da escola campeã. “Nossa, que emoção! Vamos levar para Salvador só lembranças e imagens de uma festa muito bem organizada e claro que com a presença de uma escola vencedora, se torna ainda mais mágico”, disse a visitante.

Bastante emocionado, o presidente da Acadêmicos do Tatuapé agradeceu a energia dos ribamarenses além é claro da intercessão e bênção especial que recebeu do santo padroeiro.

“Prometi que voltaríamos aqui se conquistássemos o título, e assim estamos fazendo. Estamos muito felizes com o título, com o apoio e carinho que recebemos dos ribamarenses além é claro da valorosa intercessão e bênçãos de São José de Ribamar que rendeu a conquista do bicampeonato da escola”, agradeceu o presidente durante celebração religiosa realizada no Santuário de São José de Ribamar.

Além do orgulho e satisfação pela homenagem feita ao terceiro maior município em população do Maranhão, o prefeito Luis Fernando destacou o incremento turístico que o destino recebeu.

“Além da homenagem, que rendeu título a escola, nossa emoção é ainda maior em saber que agora, São José de Ribamar, também é destaque em mais de 170 países e isso sem dúvida nos coloca na prateleira de oportunidades internacionais”, pontuou o gestor que também participou da celebração no santuário acompanhado de diversas autoridades, entre elas, o vice-governador, Carlos Brandão, os deputados estaduais Bira do Pindaré e Neto Evangelista, vereadores e o vice-prefeito Eudes Sampaio.

Lava Pratos

Sem nenhum registro de ocorrência grave, a 72ª edição do Lava Pratos contou com um forte esquema de segurança colocando mais de 700 homens da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal além de segurança privada. Barreiras foram montadas ao longo das principais entradas de acesso para a cidade, com orientação para os condutores além de do bafômetro e verificação de documentação.

Na área da saúde, durante os dois dias, um forte esquema foi montado com oferta de atendimento médico que contou também com três ambulâncias, equipes médicas e de enfermeiros e auxiliares, além de distribuição de preservativos e orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis.

VÍDEO! “Vou entrar para ganhar”, diz Roseana sobre eleições 2018

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) fez a alegria de aliados ao mostrar, em recente reunião em Chapadinha, entusiasmo com a sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Rodeada de apoiadores, ela garantiu estar preparada para o embate.

“Vou encarar. Não tenho medo de encarar, não. Acima de tudo, eu sou uma pessoa muito corajosa. Já passei por 23 cirurgia. Já tive tudo que você possa imaginar: já operei pulmão, mama, intestino, cabeça, tudo que você possa imaginar, tudo eu já fiz. Mas sempre saí bem, porque Deus me protege”, declarou.

A emedebista garantiu que vai “entrar para ganhar” na disputa de outubro de 2018.

“Então, mais uma luta, mais uma embate. Tô preparada? Tô. Porque eu sei que nessa luta você pode perder ou você pode ganhar. Mas eu tô pronta para perder, ou para ganhar, mas eu vou entrar para ganhar”, completou.

Veja o vídeo.

 

Codó recebeu mais de R$ 5 milhões do governo em 2017

A coluna Estado Maior informou no fim de semana que o secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB), Márcio Jerry (PCdoB), passou todo o Carnaval viajando para municípios maranhenses em um helicóptero emprestado pelo prefeito de Codó, Francisco Nagib (PDT).

O secretário não negou a informação.

Coincidência (ou não), Codó é uma das recordistas em recebimento de recursos por parte do governo comunista em 2017.

Foram R$ 5,5 milhões, segundo apurou o Blog do Gilberto Léda. Só para a Saúde foram R$ 3,7 milhões.

Enfermeiros da rede estadual no Maranhão anunciam paralisação

Enfermeiros de toda a rede pública estadual de Saúde preparam-se para dar início, a partir desta semana, a uma campanha de valorização, contra o assédio moral, atrasos salariais e más condições de trabalho no Maranhão.

A primeira movimentação está sendo articulada em Imperatriz pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão (SEEMA).

Na quarta-feira (21), os profissionais farão uma paralisação com concentração marcada para a porta do Hospital Regional de Imperatriz. De lá, seguirão em caminhada até o Hemomar.

Outras cidades

Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, já existem conversas para que o movimento estenda-se a outras cidades maranhenses.

Enfermeiros de Codó e de Timon informaram que devem promover uma paralisação de advertência parecida com a de Imperatriz.

Médicos

Além dos enfermeiros, quem também tem sofrido com os atrasos salariais são os médicos que prestam serviço para a rede estadual.

Os profissionais do Hospital Aquiles Lisboa, por exemplo, ainda não receberam pagamentos referentes ao mês de dezembro –  muito menos de janeiro.

“As notas fiscais são emitidas, as certidões negativas também, mas não pagam”, contou ao blog um dos médicos que cobram salário.

Segundo ele, no Hospital Carlos Macieira os nefrologistas enfrentam situação semelhante.

ELEIÇÕES 2018: “Estamos preparados para vencer”, diz Márcio Jerry

O secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB), Márcio Jerry (PCdoB), declarou em entrevista a O Imparcial que, mesmo com a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), os comunistas estão “preparados para vencer” as eleições deste ano no Maranhão.

Segundo ele, o “repertório de grandes realizações” de Dino o credencia à reeleição.

“Estamos preparados para vencer. O governador Flávio Dino faz uma gestão que possui um imenso repertório de grandes realizações num momento em que o país atravessa sua mais grave crise econômica. Flávio Dino vem confirmando como governador a imensa capacidade já demonstrada em todos os espaços que atuou. Em meio a tanta crise, um governo marcado pela honestidade, transparência, prioridade aos que mais precisam e muito trabalho; um governo que os maranhenses aprovam e por isso mesmo, tenho plena convicção, reelegerão para o Maranhão continuar no rumo certo sob liderança deste grande líder Flávio Dino”, declarou.

ARTIGO: Os fatos e a norma

Alexandre Antonio Vieira Vale*

A ignorância não é boa conselheira e a manipulação de fatos jamais permitirá a formação de juízo pertinente sobre aspectos da realidade que se deseja analisar em profundidade. Outro fator que compromete o raciocínio é a subsunção de temas complexos a dualismo elementar ou a maniqueísmo rasteiro, o que em nada contribui para o aprimoramento das questões que se quer escrutinar.

Volto ao tema que envolve a Instrução Normativa emitida pelo TCE que disciplinou a realização de festividades com o emprego de recursos públicos, pois tenho percebido a difusão de algumas informações que precisam ser melhor contextualizadas e clarificadas.

Ressalto, de forma cristalina e indispensável, a necessidade de que toda a sociedade avalie, conteste, critique, debata, enfim, acompanhe com propriedade e rigor a atuação de todas as instituições e agentes públicos. Não há caminho melhor, no sistema democrático e republicano, para se encontrar as soluções que nos conduzirão à construção de um país com justiça social.

Mas todo debate deve ter um objetivo e ocorrer dentro de parâmetros lógicos que não comprometam a sua finalidade. Não estou percebendo isso quando se trata da Instrução Normativa 54 do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A ação do TCE de emitir norma disciplinando a realização de festividades não ocorreu de forma arbitrária, discricionária e muito menos casuística. Resultou de processo amplo, transparente e interinstitucional, ancorado na legislação vigente que sustenta a atuação específica do órgão como ente responsável pelo exercício do controle externo.

Dentro de suas esferas de atuação e responsabilidades institucionais, o Ministério Público Estadual (MPE) e o Ministério Público de Contas (MPC) ingressaram com Representação junto ao TCE, pleiteando a edição de norma com o objetivo de disciplinar a realização de festividades com o emprego de recursos públicos.

Na Representação, apresentaram suas percepções sobre o tema, sempre norteadas pelo ordenamento jurídico vigente e tendo com parâmetro principal a Constituição Federal. O TCE recebeu a Representação e instaurou processo, dando a ele um Relator. Destaque-se que todos esses procedimentos são públicos, inclusive o integral trâmite da Representação, podendo ser acompanhados no site do TCE na internet: www.tce.ma.gov.br.

Em Sessão Plenária, igualmente pública e acessível a todo cidadão, transmitida ao vivo pela internet no mencionado site, o TCE debateu a Representação conjunta do MPE e do MPC. Poderia rejeitá-la ou acolhê-la. Em razão da pertinência, da relevância da Representação no contexto da gestão pública e da solidez de seus fundamentos jurídicos, decidiu o TCE emitir a Instrução Normativa 54.

Olhar atento a todo esses procedimentos; públicos, transparentes e legítimos, fundamentados em normas constitucionais límpidas; não pode resultar nas conclusões equivocadas que atribuem arbitrariedade, discricionariedade, oportunismo ou intromissão em campo indevido por parte do TCE, do MPE ou do MPC.

A Instrução Normativa 54 é legítima. A defesa que a IN faz das prioridades gerenciais encontra ressonância em todos os cidadãos que desejam que as administrações públicas em nosso país se harmonizem com os legítimos interesses públicos, atuando prioritariamente e com efetividade em áreas como educação, infraestrutura, saúde e segurança pública, entre outras, sem com isso descuidar das autênticas manifestações que expressam a riqueza do patrimônio simbólico de nosso povo, como o Carnaval. Trata-se apenas de estabelecer o que, em determinado momento e sob condições peculiares, deve ser prioritário. E isso nossos gestores públicos precisam fazer. Sobretudo em tempos de recursos financeiros exíguos.

Óbvio que a Instrução Normativa 54 não se pretende redentora. Salta aos olhos que as questões que envolvem a gestão pública em nosso país são complexas, de elevada gravidade e precisam ser enfrentadas com rigor, resolutividade e urgência em benefício dos cidadãos honestos, éticos, compromissados e trabalhadores, que diariamente constroem a imensa riqueza material e simbólica de nosso país. O que muitos nos orgulha, não obstante as mazelas que nossa realidade apresenta e que precisamos suplantar.

Evidente. Por demais irrefutável, que instituições como o TCE, o MPE e o MPC, a exemplo de várias outras instituições republicanas, possuem contradições que devem ser enfrentadas e exterminadas por seus integrantes e pela sociedade, dentro dos princípios democráticos e da legalidade, como os injustificáveis e repugnantes privilégios que não se coadunam com a nobre missão dessas instituições e que são objeto de total, integral e legítimo repúdio de amplos setores da sociedade.

Sejamos, como instituições e sociedade, capazes de combatê-los. De extirpá-los em prol do fortalecimento da legitimidade e do respeito social que todas as instituições devem possuir na República.

Não há instituições perfeitas. Da mesma forma que nenhuma instituição é a expressão de todas as coisas nefastas de uma sociedade. Se desejamos, como cidadãos e sociedade, aprimorá-las, que nos envolvamos e participemos ativamente desse processo. Há aspectos positivos e negativos em suas atuações. E, no caso da Instrução Normativa 54, o TCE atuou dentro da legalidade e na defesa dos legítimos interesses públicos.

* Alexandre Antonio Vieira Vale, auditor estadual de controle externo do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão. Especialista em Administração Pública. Mestrando em Administração Pública.

Roberto Rocha tira Léo Costa do PDT e leva para o PSDB

 

O ex-prefeito de Barreirinhas Léo Costa é o mais novo membro do PSDB do Maranhão.

Convidado pelo senador Roberto Rocha (PSDB), ele deixou o PDT – partido do qual foi um dos fundadores no Maranhão.

“É uma nova página da minha história pessoal e na minha militância política. Chego como um soldado para contribuir com a construção de um novo projeto para o Maranhão e para o Brasil. Tanto o nosso presidente estadual Roberto Rocha quanto nosso presidente nacional Geraldo Alckmin podem contar com este humilde, mas valente soldado”, afirmou o mais novo tucano do Maranhão.

As relações de Costa com o PDT desgastaram-se nas eleições de 2016.

Eleito prefeito em 2012, ele teria o direito de disputar a eleição quatro anos depois, mas enfrentou resistência dentro do próprio partido (saiba mais), que forçou sua desistência para apoiar o advogado Amilcar Rocha, candidato do PCdoB, amigo pessoal e ex-sócio de Flávio Dino (reveja).

O comunista decepcionou e perdeu a eleição para Albérico Filho (PMDB).