A tese desesperada de Roberto Rocha

monteiroAtrás em todas as recentes pesquisas eleitorais – até nas realizadas por institutos ligados à oposição -, o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha, candidato a senador pelo PSB, escora-se agora em uma tese desesperada para ainda alimentar o sonho de chegar ao Senado.

O socialista acredita que o seu adversário Gastão Viera (PMDB) poderá ter todos os votos anulados se for eleito senador.

A esdrúxula tese foi criada depois de o presidente estadual do PT no Maranhão, Raimundo Monteiro, protocolar ontem (15), por volta das 19h, um embargo de declaração contra decisão do TSE que indeferiu seu registro como candidato a primeiro suplente na chapa de Gastão.

Para Rocha e aliados, Monteiro segue candidato, e, como deve ter o recurso negado e o indeferimento mantido, a chapa inteira vai “cair”.

Risível o argumento…

Ocorre que o PT, o PMDB e os demais partidos da coligação “Pra Frente, Maranhão”, justamente em virtude do indeferimento da candidatura de Monteiro Raimundo, já haviam decidido substituí-lo por José Antônio Heluy, na tarde de segunda-feira.

A mudança de candidato a suplente foi autorizada pela direção nacional do PT.

Sendo assim, segundo 3 entre 4 especialistas em direito eleitoral ouvidos pelo blog, o recurso de Monteiro não será sequer conhecido – por total perda de objeto, já que ele não é mais candidato – e a chapa Gastão Vieira/Zé Heluy/Remi Ribeiro segue na disputa.

Para desespero de Roberto Rocha e aliados…

joabFalando nisso

Por falar no sempre complicado PT, enquanto uns conspiram, outros trabalham.

Quem deu demonstração de força na noite de ontem foi o militante Joab Jeremias.

Em reunião no Parque Pindorama, o petista confirmou apoio aos projetos de candidatura de Lobão Filho (PMDB) e Gastão Vieira (PMDB), a governador e senador, respectivamente, e de Adriano Sarney (PV) a deputado estadual.

Foram mais de 200 lideranças reunidas para o evento.

joab

Diretora do TJ é presa por peculato

A diretora financeira do Tribunal de Justiça (TJ) do Maranhão, Cláudia Rocha, foi presa hoje (16) por peculato.

A ação foi comandada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

Segundo a polícia, Cláudia Rocha desviava recursos da folha de pagamento do TJ e fazia empréstimos consignados para o Judiciário pagar.

Mais detalhes ao longo do dia.

Flávio Dino evita comentar farsa dos 6 milhões de turistas, mas usou “recorde” na campanha

embratur2embratur3O candidato a governador Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão”, deu uma determinação clara a seus assessores: ninguém fala sobre a revelação do Ministério do Turismo de que não é verdadeira a informação de que o Brasil teria recebido, em 2013, 6 milhões de turistas estrangeiros.

Presidente da Embratur até o início deste ano, Dino fez até festa para receber a argentina Nadia Panis, turista número 6.000.000, segundo as contas da autarquia então comandada pelo comunista.

embraturDesde o início da disputa eleitoral, o candidato vem usando o “recorde” para se promover eleitoralmente (veja acima e ao lado nos prints que o blog fez do site de campanha do comunista).

Revelada a discrepância entre os dados da Embratur e os do MTur, no entanto, o candidato agora se esconde.

Quando acionados, seus assessores dão sempre a mesma resposta: “procurem a Embratur”. Como se o problema não fosse com ele.

O blog procurou a assessoria da autarquia ainda no domingo (14).

Abaixo, o que eles responderam ontem (15):

A Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo) usa no seu planejamento os dados da Polícia Federal, responsável pela fiscalização e controle do ingresso de estrangeiros no Brasil. O número de estrangeiros que entraram no país pelos aeroportos que recebem voos internacionais somou 4.710.427  visitantes em 2013, segundo a PF. A esse total deve ser acrescentado os visitantes que entraram por via terrestre (1.612.495), marítima (87.200) e fluvial (47.431). Com isso, o número de turistas estrangeiros em 2013 superou 6 milhões.​

SMTT é usada para evento da oposição e agente justifica: “época de política”

Carros e agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) de São Luís estão sendo usados para disciplinar o trânsito na Avenida dos Holandeses, em frente ao Espaço 1000, onde está sendo realizado um evento político de candidatos da oposição maranhense.

smttNo local, há vários ônibus e carros estacionados de forma irregular – a maioria deles plotados com adesivos do candidato Flávio Dino (PCdoB) e seus companheiros de coligação -, mas os agentes ignoram. “Época de política”, justifica um dos guardas, em vídeo exclusivo, gravado por uma leitora do blog (veja a íntegra acima).

Militantes com bandeiras também ocupam os canteiros.

Na conversa com a leitora do blog, o agente de trânsito abordado parece constrangido com a situação e chega a concordar que, se fosse um cidadão comum estacionado de forma irregular na via, seria multado.

smtt2Veja abaixo um trecho do diálogo entre a nossa leitora e o servidor da SMTT.

- Seu guarda, boa noite. Me diga uma coisa: por que que esses ônibus estão tudo estacionados em lugar irregular, atrapalhando esse trânsito desse jeito?

- Época de política.

- Mas isso é permitido, sinceramente?

- Brasil…

- Porque só se… é um desmando isso aqui. Porque se eu for estacionar bem aqui, vai todo mundo me multar.

- Com certeza…

- E aí deixa esse transtorno no dia em que a gente está voltando do trabalho, cansada.

Semdel

Essa não é a primeira vez que servidores do Município são flagrados usando a estrutura da Prefeitura para beneficiar candidatos da oposição.

No início do mês, o blog do jornalista Marco d’Eça revelou que a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes (Semdel) da capital disparou e-mail à imprensa convidando para o “Encontro de Esportistas com Flávio Dino e o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo”.

Na mensagem foi anexado um banner em que aparece até o número do candidato do PCdoB ao Governo do Estado – sinal claro de campanha eleitoral.

Em nota a Semdel – comandada pelo PDT – se defendeu, informando que o e-mail da pasta fora usado “indevidamente” e que uma sindicância fora aberta para apurar o caso.

Horas extras

O pior de tudo é que, recentemente, alegando risco de descumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o secretário Canindé Barros suspendeu o pagamento de horas extras a agentes de trânsito durante o mês de setembro.

Com a medida – segundo reportagem de O Estado – a jornada de trabalho dos profissionais foi limitada e eles deixaram de atuar na fiscalização e no ordenamento do trânsito na cidade, principalmente no horário de pico noturno e aos fins de semana e feriados, deixando os locais de maior fluxo de carros sem disciplinamento do tráfego.

Mas para a campanha eleitoral…

“De jeito nenhum”, diz Monteiro sobre apoio a Flávio Dino

monteiroO presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) no Maranhão, Raimundo Monteiro, rechaçou há pouco, em conversa com o titular do blog, o boato de que ele declararia apoio ao candidato a governador Flávio Dino (PCdoB).

A possibilidade chegou a ser aventada por comunistas, desde que o TSE decidiu, por unanimidade, indeferir o registro do petista, que seria candidato a primeiro suplente na chapa de Gastão Vieira (PMDB).

“De jeito nenhum vou apoiar Flávio Dino. Isso não existe. Sou presidente estadual do PT e aqui, no Maranhão, nossa aliança é com o PMDB. Sou Lobão Filho e Gastão Vieira. Estarei em campo, acompanhando a agenda dos nossos candidatos”, declarou.

Depois de ter o registro indeferido, Monteiro foi substituído por José Antônio Heluy, que foi escolhido por votação dos presidentes de todos os partidos da coligação “Pra Frente, Maranhão” depois de autorização do PT Nacional.

foto (1)O registro do novo companheiro de chapa foi feito no final da tarde de hoje (15) – veja ao lado -, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão.

CONFIRMADO! Zé Heluy é o novo companheiro de chapa de Gastão Vieira

pT_naiconalO ex-secretário de Estado de Trabalho e Economia Solidária, José Antônio Heluy, foi confirmado, há pouco, como o nome do PT para substituir o presidente do partido, Raimundo Monteiro, na primeira suplência de senador na chapa encabeçada pelo deputado federal Gastão Vieira (PMDB).

Ele foi escolhido por votação dos presidentes de todos os partidos da coligação “Pra Frente, Maranhão” depois de o PT Nacional autorizar a substituição em virtude da declaração de inelegibilidade de Monteiro (veja documento ao lado).

O presidente do partido ainda tentou emplacar seu aliado Joãozinho, militante do PT de Caxias.

Mas o nome encontrou forte resistência das bases e Heluy – que já era considerado o candidato natural a primeiro suplente, mesmo antes da escolha de Monteiro – acabou sendo aclamado.

Dilma diz que PT mandou material a Flávio Dino porque ele a apoia, não o contrário

(Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

(Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Caiu do cavalo quem achava que o envio de material de campanha, pelo PT Nacional, com as imagens da presidente Dilma Rousseff (PT) e do candidato a governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) era prova de apoio da petista ao comunista no estado.

Como se sabe, por aqui o PT está formalmente aliado ao PMDB – apesar de alguns dissidentes apoiarem Dino.

No fim de semana, no entanto, ao ser questionada pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre o suposto apoio, Dilma negou. E garantiu que autorizou o envio do material porque é Flávio Dino quem a apoia, não o contrário.

“Questionada se ela teria dado apoio nesta semana ao candidato de oposição a Lobão no Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em razão do escândalo [da Petrobras], Dilma explicou que mandou fotografias suas ao lado de Dino porque ele a apoia”, relatou o jornal.

Para bom entendedor…

Para se descolar da Prefeitura de SLZ, Roberto Rocha reclama: “não tenho sequer gabinete”

Circula nas redes desde o fim da semana passada um vídeo com declarações dadas pelo vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), candidato a senador pela coligação “Todos pelo Maranhão”, durante uma entrevista à TV Guará.

Nele, socialista faz até críticas ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), seu colega de chapa na eleição de 2012, numa tentativa clara de descolar sua imagem da administração municipal – estratégia que vem sendo usada também pelo candidato a governador Flávio Dino (PCdoB).

Assim como o comunista, Rocha quer evitar que a desaprovação da população da capital ao prefeito respingue em sua candidatura.

“Eu sou um vice-prefeito que eu não tenho, sequer, gabinete. [...] Eu não interfiro em nada nas decisões da administração municipal. [...] Eu não tenho interesse político maior em São Luís”, diz vice prefeito no vídeo, que, antes disso, apresenta o discurso do mesmo Rocha na eleição municipal.

E era bem diferente…

Diretor de Pedrinhas é preso acusado de “vender” fuga de presos

IMG_4763.JPGO diretor da Casa de Detenção de Pedrinhas (Cadet), Cláudio Barcelos , foi preso hoje (15), em ação da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

Segundo apuração policial, ele comandava um esquema de “venda” de saídas de presos. Nesses casos, os detentos pagavam para sair da cadeia, cometiam crimes – normalmente cobranças ou acertos de contas – e depois retornavam.

Barcelos é também acusado de haver facilitado várias fugas.

Além do mandado de prisão, os homens da Seic, sob o comando do delegado Roberto Larrat, cumprem mandados de busca e apreensão na casa e no gabinete do acusado.

Flávio Dino, 6 milhões e CGU

IMG_4746.JPGA discrepância entre os números sobre a entrada de turistas estrangeiros anunciados por Flávio Dino e os dados oficiais do Ministério do Turismo (entenda aqui e aqui o caso) está longe de ser  único problema da passagem do comunista pelo comando da Embratur.

O candidato a governador pela coligação “Todos pelo Maranhão” enfrenta dois processos no Tribunal de Contas da União (TCU) em virtude de irregularidades apontadas pela Controladria-Geral da União (CGU) em um contrato com a CPM Braxis Outsourcing S.A.

Segundo a CGU, Flávio Dino autorizou operação “antieconômica” aos cofres públicos ao aditivar o contrato com a empresa, para fornecimento de estrutura “superdimensionada” de tecnologia de informação. O contrato era de 2009, quando Dino ainda não era presidente da autarquia federal, mas foi aditivado por ele em 2012.

No total, ainda de acordo com o órgão de controle, a Embratur pagou R$ 2,9 milhões para atendimento a uma estrutura de 230 estações de trabalho e 40 impressoras, com 5.311 chamadas por ano. No mesmo ano em que o contrato fora aditivado, segundo pesquisa da CGU, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), contratou os mesmos serviços, para estrutura semelhante à da Embratur, por R$ 1 milhão.

No mesmo relatório em que recomenda a aprovação das contas do comunista, a CGU aponta que essa aprovação deve estar condicionada à devolução de aproximadamente R$ 1,7 milhão pagos a mais pelo contrato superfaturado.

Ontem (14), o blog entrou em contato com a assessoria de imprensa do candidato e da Embratur para obter esclarecimentos sobre a diferença entre o que anunciou a autarquia e o que revelam os dados oficiais do Ministério do Turismo.

Ainda não houve resposta…

Para mais dados, acesse o anuário estatístico do Minsitério do Turismo.