Roseana vistoria obra de duplicação da Av. dos Holandeses

roseanaA governadora Roseana Sarney confirmou, para o final deste ano, a entrega dos serviços de duplicação da avenida dos Holandeses (MA-203), que compreende um trecho de três quilômetros entre o Araçagi e o entroncamento com a MA-204, próximo ao condomínio Alphaville. Nesta sexta-feira (1o), a governadora, acompanhada do secretário de Estado de Infraestrutura, José Raimundo Frazão, vistoriou a obra orçada em R$ 31,1 milhões.

O trecho corresponde a uma primeira etapa do Anel Metropolitano, que integra uma série de melhorias de mobilidade urbana na Ilha de São Luís executadas pelo Governo do Estado. Após concluída a obra vai beneficiar 300 mil moradores de 56 bairros.

“Esta obra é o começo da Avenida Metropolitana que vai passar por todos os municípios da Ilha de São Luís e, evidentemente, vai melhorar muito a infraestrutura urbana, o trânsito e a qualidade de vida das pessoas”, anunciou Roseana Sarney que estava acompanhada, também, das secretárias Anna Graziella Costa (Casa Civil), Carla Georgina (Comunicação Social) e do chefe do Gabinete Militar, José Ribamar Vieira.

Durante a vistoria, a governadora conversou com os engenheiros da obra e operários e reforçou que os trabalhos devem ser intensificados. Roseana Sarney lembrou que outras obras de mobilidade urbanas estão sendo executadas pelo governo, em São Luís, para desafogar o trânsito em vias de grande fluxo de veículos. “Estamos trabalhando, também, na Via Expressa, que deve ser inaugurada em setembro. Temos a avenida IV Centenário, que está sendo construída, além da pavimentação asfáltica em algumas vias da nossa cidade”, completou.

Facilitar o acesso

De acordo com o projeto, além de três faixas de cada lado, a nova Avenida dos Holandeses terá um canteiro central alargado, onde será construída uma faixa exclusiva para transporte público. Com a duplicação a avenida ganha uma pista exclusiva para ônibus, um viaduto e um canteiro central com preparação para ônibus biarticulado. Também serão feitas melhorias na iluminação e na sinalização horizontal e vertical, que beneficiarão os condutores que trafegam pelo local, principalmente no período noturno.

O secretário de Infraestrutura, José Raimundo Frazão, destacou que a duplicação da Avenida dos Holandeses é uma das mais importantes obras de mobilidade urbana que a governadora Roseana Sarney está construindo na Região Metropolitana de São Luís. “Nós estamos em um estágio avançado da obra. O viaduto que faz parte do serviço, na verdade, é uma trincheira, que vai distribuir para o tráfego em São José de Ribamar, como Paço do Lumiar e da Raposa e vai dar maior mobilidade para as pessoas que passam por essa área”, disse o secretário ao inspecionar os serviços na área da rotária da avenida onde as obras de construção do viaduto estão sendo executadas.

José Raimundo Frazão informou que, atualmente, estão sendo realizados serviços em todas as etapas da obra, tais como terraplenagem, imprimação do terreno – uma etapa antes da pavimentação -, e que os operários trabalham na conclusão dos serviços de drenagem da obra. “Esta etapa foi difícil porque fizemos durante o inverno, mas já está com 90% concluída”, disse. Ele contou que ainda no mês de agosto será iniciada a segunda etapa da obra do Anel Metropolitano que consiste no trecho que vai do Alphaville até um trecho próximo ao bairro da Forquilha, passando pela Beira-Rio, na Maioba.

Após explorar tema politicamente, Flávio Dino ignora Pedrinhas em plano de governo

Levantamento do UOL aponta que nenhum candidato a governador do Maranhão tem propostas concretas para o Complexo Penitenciário

Do UOL Eleições 2014

pedrinhasPivô de uma crise na segurança pública no Maranhão, o Complexo Prisional de Pedrinhas, em São Luís, é ignorado nos planos de governo dos seis candidatos ao Executivo das eleições de outubro.

No ano passado, 60 presos foram assassinados dentro do complexo –alguns com decapitação–, o que levou a intervenção da Polícia Militar e da Força Nacional de Segurança, que passaram a tomar conta dos presídios. Neste ano, foram registradas dez mortes no local.

No programas de governo dos candidatos, registrados na Justiça Eleitoral, há poucas citações de obras e políticas públicas para o sistema prisional. A maioria das promessas conta com recursos ou medidas necessários que deverão vir da União.

Candidato apoiado pela governadora Roseana Sarney (PMDB), Edson Lobão Filho (PMDB) promete criar 3.000 vagas no sistema prisional do Estado, “em parceria com o Governo Federal”. O candidato também promete concluir as “obras em andamento” e fazer novas unidades penitenciárias.

Outra proposta é garantir “tratamento diferenciado aos detentos, de acordo com a natureza e gravidade do delito”, garantir a aplicação de direitos humanos e programas de ressocialização e estimular a aplicação de penas alternativas.

Principal adversário de Lobão, Flavio Dino (PC do B) também promete aumentar a quantidade de vagas “executando convênios com o Ministério da Justiça”.

Dino também aposta em adoção de penas alternativas, garantia dos direitos humanos e “impedir que criminosos possam articular, de dentro dos presídios, a violência nas ruas”.

O candidato Pedrosa (PSOL) espera mudanças mais radicais para acabar com os problemas nos presídios.

“Uma política de desencarceramento exige uma nova política de combate às drogas, incluindo possibilidades de legalização, redução de danos, reformas do ordenamento jurídico [cerca de 80% da população carcerária enquadra-se nos crimes contra o patrimônio], construção de pequenas unidades prisionais, descentralizadas dos grandes centros urbanas e mais próximas das famílias dos apenados, uma nova metodologia de ressocialização”, informa em seu programa.

Os candidatos Professor Josivado (PCB), Josivaldo Correa Silva (PSTU) e Zé Luiz Lago (PTC) não fizeram propostas para o sistema prisional maranhense.

A cadeia de Pedrinhas foi Inaugurada em 12 de dezembro de 1965, na gestão do governador Newton de Barros Belo. Ela tinha capacidade ara um total de 120 presos em suas instalações. Com anos, o local ganhou presídio feminino, Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), Casa de Detenção (Cadet), Presídio São Luís 1 e 2, Triagem, o Centro de Detenção Provisória (CDP).

O presídio tem capacidade para 1.770 vagas e têm hoje pelo menos 2.100 presos.

Gastão e o compromisso com a educação

gastaoMesmo em plena campanha para o Senado, o deputado federal Gastão Vieira (PMDB), mantém os compromissos parlamentares em Brasília. Ontem (30), ele esteve reunido com o ministro da Educação, Henrique Paim, e o reitor da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Natalino Salgado.

Entre os assuntos discutidos, o apoio do Ministério da Educação para a liberação de recursos destinados à conclusão das obras de revitalização da Fábrica Santa Amélia e para a recuperação do Palacete Gentil Braga, em São Luís.

Além da implantação de unidades do Instituto Federal do Maranhão(IFMA) nos municípios de Godofredo Viana, Mirinzal e Vargem Grande e do curso de Engenharia de Pesca, em Cururupu.

Ainda na quinta-feira o peemedebista retornou ao Maranhão para mais uma etapa da campanha pelo interior do estado, em Barra do Corda, Newton Belo e Bom Jardim.

O Imparcial critica “picuinha descabida” do PCdoB contra Econométrica

Editorial de O Imparcial

O IMPARCIAL nasceu sob o signo da polêmica, pela postura de equilíbrio de contundência e de respeito às regras básicas que norteiam a comunicação social. Ao longo de seus quase 88 anos, o jornal dos Diários Associados no Maranhão nunca enveredou pelo descaminho da irresponsabilidade e do desrespeito aos seus milhares de leitores. Muito menos servindo a grupos políticos temporários. Pelo contrário, nessas décadas de circulação ininterrupta só uma vez um diretor seu saiu em busca de mandato eletivo – o saudoso jurista José Pires de Sabóia –, mas mesmo assim na condição de licenciado das funções na empresa.

pesquisa-250x300Só quem arregaça as mangas para produzir um jornal diário, por tanto tempo enfrentando dificuldades de toda ordem – inclusive pressões políticas – pode avaliar o determinismo de uma atividade tocada à coragem, sem fugir dos parâmetros éticos. É isso que nos faz ser respeitado. Tantas tecnologias foram adaptadas em 88 anos, mas nenhuma fez O IMPARCIAL fugir de conduta de berço: respeito ao leitor, sem nunca se imiscuir em negócios escusos ou demandas condenáveis – políticas ou não.

Em 2014, ano eleitoral, em que a disputa pelo governo do Maranhão tornou-se para alguns uma questão de vida ou morte, de começo ou de fim,O IMPARCIAL não vai mudar a linha editorial que o consagrou. Tampouco aceita qualquer tentativa de desqualificá-lo como o informativo que tem dois compromissos fundamentais: de respeito ao seu maior acionista, o leitor, dono de sua história; e com as causas que enobreçam o Maranhão. Exatamente por isso é que repudiamos, com veemência, qualquer tentativa nefasta de políticos, sejam de direita, de esquerda, ou de nenhuma ideologia, em colocar em xeque a nossa credibilidade, tão duramente conquistada. Ela é o patrimônio pétreo de O IMPARCIAL. Jornal, que, aliás, tornou-se “uma instituição do Maranhão”, como tem sido repetidamente reconhecido.

O maior desafio, hoje, do nosso jornal é não se deixar ser engolido pelas novas e avassaladoras tecnologias digitais. E mantê-lo retilíneo aos seus objetivos de longas datas. Eis os motivos pelos quais apostamos, mais uma vez, na capacidade inovadora da nossa equipe, motivo de orgulho. O IMPARCIAL, neste ano de eleições, sabe o papel que lhe cabe na divulgação isenta das informações que diariamente esbarram em sua redação, envolvendo as disputas eleitorais.

Olhando sempre o lado da imparcialidade na informação, O IMPARCIAL contratou o Instituto Econométrica para realizar uma série de pesquisas sobre as eleições de outubro. Trata-se da agência pioneira nesse tipo de pesquisa no Maranhão, portanto com larga e inquestionável experiência. No entanto, somente as pesquisas da Econométrica sofrem os mais estranhos questionamentos na Justiça Eleitoral.

No entanto, outras consultas congêneres, contratadas por veículos de candidatos e de pessoas a eles diretamente vinculadas, são vistas como uma peça “perfeita” e “acima de qualquer suspeita.” Por essas e outras é que e repudiamos a tentativa de admoestar O IMPARCIAL. Embora tais tentativas no deixem indignados, porém, não nos abate nem nos preocupa. Afinal, tentativas de boicotar meios de comunicação, sob os mais mesquinhos pretextos, não são atitudes próprias de quem presa pelos fundamentos da democracia representativa.

O IMPARCIAL vai continuar sendo o jornal que é. O governo, seja comandado por quem for, é efêmero. Por isso mesmo vamos continuar trabalhando, dando a contribuição necessária e imprescindível para que as eleições deste ano não sejam o sucesso desse ou daquele grupo, mas da população que vai comparecer às urnas, acreditando num futuro melhor para todos. Esse é o nosso objetivo – sem politicagem, sem partidarismo.

Coligações imploraram para que a Mirante gere propaganda eleitoral na TV

miranteOs partido e coligações que se fizeram presentes na audiência para definição do plano de mídia das eleições deste ano, ocorrida na quarta-feira (30), praticamente imploraram para que a Mirante fosse escolhida como a geradora oficial da propaganda eleitoral de TV.

As inserções dos candidatos na televisão começam em agosto.

Segundo apurou o blog, o diretor de jornalismo da TV Mirante, jornalista Rômulo Barbosa, chegou a solicitar que fosse realizado um sorteio, para garantir isonomia do processo.

Mas os dirigentes de partidos e coligações reagiram e o desembargador Raimundo Barros acabou aceitando a sugestão.

Gil Cutrim é reeleito presidente da Famem

DSC_1343Em mais uma eleição de consenso realizada nesta quinta-feira (31), o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, foi reeleito presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) para o biênio 2015/2016.

Liderando uma chapa única que reúne prefeitos e prefeitas de várias regiões do Estado e dos mais diversos partidos, Cutrim obteve 101 votos, o que corresponde a mais de 60% do total de filiados aptos a participar do pleito.

“Nossa reeleição mostra que o trabalho está dando certo e que os prefeitos e prefeitas do Maranhão querem que os avanços relacionados ao municipalismo continuem. Iremos arregaçar as mangas e trabalhar muito mais pelos municípios e pelo Maranhão”, afirmou Cutrim, cujo atual mandato (2013/14), para o qual foi eleito também de maneira consensual, encerra-se no dia 31 de dezembro.  

A eleição aconteceu durante todo o dia na sede da entidade municipalista, localizada em São Luís. Acompanhado de companheiros de chapa e de vários colegas prefeitos e prefeitas, Gil Cutrim votou no período da manhã e acompanhou, à tarde, a apuração dos votos, que teve início às 17h.

O presidente reeleito destacou os avanços obtidos ao longo destes quase dois anos do seu primeiro mandato e garantiu que para o próximo biênio um dos objetivos será intensificar o trabalho no sentido conseguir, juntamente com as demais entidades municipalistas do Brasil, a tão sonhada readequação do atual pacto federativo injusto imposto pela União aos municípios.

“Neste primeiro mandato conseguimos várias conquistas, como é o caso da determinação da Justiça, motivada por uma ação da Famem, que obriga a União a restituir os municípios das perdas do FPM referentes aos últimos cinco anos. Esta questão ainda tramita na Justiça Federal, mas são grandes e reais as chances de obtermos vitória definitiva nos próximos meses. Também iremos atuar fortemente no sentido viabilizarmos recursos para construir a sede própria da entidade e estabelecermos novos mecanismos permanentes de diálogos com os Governos Federal e do Estado, por exemplo”, relatou.

Justiça veta pergunta da pesquisa Econométrica /O Imparcial

pesquisa_econoO juiz eleitoral Ricardo Macieira concedeu hoje (31) liminar em ação proposta pelo PCdoB, e vetou a pergunta “10″ do questionário do Instituto Econométrica, que realiza pesquisa eleitoral cujos dados estão sendo coletados até esta quinta-feira.

A consulta está registrada desde o dia 28 na Justiça Eleitoral e deve ser divulgada pelo jornal O Imparcial no sábado.

A pergunta impugnada pelos comunistas associa o senador Edison Lobão Filho (PMDB), da coligação “Pra Frente, Maranhão”, ‘a presidente Dilma Rousseff (PT), e o candidato Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão”, com Aécio Neves, José Serra e Fernando Henrique Cardos, todos do PSDB.

TRE defere participação do PV na coligação de Lobão Filho

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão deferiu hoje (31), por 4 votos a 3,  a correção proposta pelo PV em sua ata de convenção e homologou a sua entrada na coligação “Pra Frente, Maranhão”, encabeçada pelo senador Edison Lobão  Filho (PMDB) como candidato a governador.

A participação do PV nas coligações proporcionais também foi aprovada.

O questionamento à participação do partido na coligação governista foi feito pelo petista Márcio Jardim. Ele alegava que a ata da convenção da legenda não formalizava a aliança.

Ao julgar o assunto, a Corte Eleitoral acatou, por maioria e de acordo com o voto do juiz eleitoral Daniel Blume, relator da matéria, uma retificação proposta pela direção do partido.

TRE defere candidatura de Zeluís Lago

zeluisO Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão decidiu hoje, por unanimidade, deferir o registro de candidatura de Zeluís Lago, candidato a governador pelo PPL.

Ele havia sido impugnado por Antônio Ferreira Martins, o Totó Martins, candidato a deputado federal pelo PHS, por supostos problemas com sua filiação partidária.

Em entrevista coletiva há duas semanas, Lago acusou Flávio Dino (PCdoB), candidato a governador pela coligação “Todos pelo Maranhão”, de ser o patrocinador da ação contra sua candidatura (reveja). O PCdoB emitiu nota negando o envolvimento do candidato na impugnação.

“Não vejo prova de que José Luís não esteja filiado ao PPL. Pelo contrário, o que se percebe é que, de fato, há somente alguma pendência menor, pois a própria Justiça Eleitoral declara que o candidato encontra-se filiado, mesmo porque ninguém alheio aos quadros de um partido pode ser presidente estadual da agremiação”, destacou em seu voto o desembargador eleitoral Daniel Blume, relator do processo.

Homem que atirou em policial no Fórum é acusado de matar irmãos empresários

erinaldoO homem que tomou as armas de dois agentes penitenciários e trocou tiros com o policial civil Enedias Chagas Neto (reveja) foi identificado como Erinaldo Almeida Soeiro.

Ele estava preso desde o dia 21 de novembro do ano passado, acusado de ser o executor dos irmãos empresários José Mauro Alves Queiroz e José Queiroz Filho, crime ocorrido no dia 11 de janeiro de 2012.

As vítimas eram os proprietários da empresa Replub Ltda., especializada na compra e venda de óleo reciclado, localizado no Distrito Industrial de São Luís.

Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Erinaldo foi quem disparou os tiros que atingiram os empresários. Depois de preso, ele foi apresentado pela SSP no dia 25 de novembro de 2013.

Após a ocorrência de hoje, o acusado foi levado ao Socorrão I, onde permanece internado.

Em tempo: anteriormente, o blog havia informado equivocadamente a morte do bandido, o que não se confirmou. O estado dele é grave mesmo após uma delicada cirurgia, mas ele segue vivo.