Glalbert segue visitando as bases

glalbertSegundo vice-presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Glalbert Cutrim (PRB) realizou, neste fim de semana, visitas a municípios de várias regiões do estado, oportunidade na qual prestigiou os festejos juninos; conversou com a classe política e moradores; participou de inaugurações de novos equipamentos públicos e reafirmou o compromisso de trabalhar, junto ao governo estadual, no sentido de viabilizar novas ações para as cidades.

O parlamentar esteve em Altamira do Maranhão, Arari, Brejo de Areia, Bacabeira, Bom Jesus das Selvas e Codó. Ele foi recebido pelos prefeitos Ricardo Almeida, Djalma Melo, Ludmila Almeida, Alan Linhares, Cristiane Damião e Zito Rolim, respectivamente.

Juntamente com os gestores municipais, o deputado visitou comunidades e ouviu suas reivindicações, direcionadas, em especial, para os setores da saúde, educação e infraestrutura.

Atendendo pedido da classe política das cidades, Glalbert se comprometeu em trabalhar pela liberação de recursos oriundos de convênios firmados ano passado entre a então administração estadual e as prefeituras.

O pagamento de boa parte dos recursos destes convênios, de acordo com os próprios prefeitos, foi suspenso ainda em 2014 e continua sendo analisado pelo atual governo.

“Temos mapeada a situação [dos convênios] de todos estes municípios e de outros. E iremos, mais uma vez, solicitar ao governo celeridade neste processo de liberação dos recursos, uma vez que estas cidades necessitam do dinheiro para dar prosseguimento à obras e iniciar novas. Meu compromisso é trabalhar para fortalecer, cada vez mais, as cidades do Maranhão”, afirmou o deputado.

Os gestores municipais agradeceram o empenho do parlamentar e elogiaram sua postura de sempre estar presente nas cidades conversando diretamente com a classe política e moradores.

“O Glalbert é um deputado municipalista, que faz questão de estar nos municípios. É, sem dúvida alguma, a voz de Bacabeira na Assembleia Legislativa”, disse Alan Linhares.

Avaliações semelhantes fizeram Djalma Melo e Ricardo Almeida. De acordo com eles, o deputado tem sido muito atuante no que diz respeito a defender no parlamento e junto ao Governo do Estado os interesses das populações de Arari e Altamira do Maranhão.

Dom José Belisário assina nota de solidariedade a padre insultado por Flávio Dino

No comunicado, Arquidiocese de São Luís garante que padre trabalhava prestando assistência religiosa a apenados em Pedrinhas e condena uso do termo “mensalinho” pelo governadorIMG_1124 IMG_1125

O arcebispo Metropolitano de São Luís, Dom José Belisário, é um dos signatários de uma nota emitida na tarde de hoje (29), em solidariedade ao padre Roberto Perez Cordova, que, após discordar do governador Flávio Dino (PCdoB) sobre a situação do sistema carcerário do estado (reveja) foi acusado pelo comunista de receber “mensalinho” sem trabalhar (leia mais).

No comunicado, chancelado também pela Comissão Justiça e Paz da arquidiocese, a entidade diz que tinha conhecimento de que o padre prestava serviço remunerado em Pedrinhas e que a Pastoral Carcerária, assim como os próprios apenados e apenadas atendidos, podem comprovar que Cordova efetivamente trabalhava.

“É de nosso conhecimento que o Padre Roberto Perez Cordova teve um contrato com o Governo do Maranhão, para atuar junto aos presídios, dando assistência religiosa aos presos e presas, o que pode ser comprovado com o testemunho de todos os membros da Pastoral Carcerária, pelos próprios apenados e apenadas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e de todo o Maranhão, trabalho que exerceu, com seriedade e compromisso cristão”, diz a nota.

Belisário traz à tona, ainda, uma informação curiosa: após a demissão de Roberto Cordova, outro padre já foi contratado para prestar o mesmo serviço no complexo penitenciário.

“Nada de desonesto no exercício destas funções, uma vez que o referido cargo existia e ainda existe, tanto assim que, desde a demissão do sacerdote, foi contratado para substitui-lo um representante de outra igreja, cujo trabalho merece, igualmente, nosso respeito. De longe, qualificá-lo com a forma pejorativa ‘mensalinho'”, completou.

Leia acima a íntegra da nota.

Humberto Coutinho vai a São Paulo para novos exames médicos

humbertoO presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, deputado Humberto Coutinho (PDT), viajou para São Paulo, nesta segunda-feira (29), a fim de ser submetido a nova bateria de exames médicos periódicos no Hospital Sírio Libanês.

Humberto viajou acompanhado de sua esposa, dra. Cleide Coutinho, presidente do Grupo de Esposas de Deputados (Gedema), que também será submetida a um checkup médico em São Paulo.

Durante a ausência do deputado Humberto Coutinho, responderá pela Presidência da Assembleia Legislativa o 1º vice-presidente, deputado Othelino Neto (PC do B).

Simplício Araújo chama Raimundo Louro de gigolô

jorgegigoloO secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (SDD), perdeu as estribeiras no fim de semana, durante uma discussão com o ex-deputado Raimundo Louro e com o seu filho, o deputado estadual Vinícius Louro, em um grupo de Whatsapp.

Tudo começou com uma provocação.

“Tem um secretário que não está dormindo mais, muito preocupado de explodir um dos maiores escândalos de um rombo na saúde no governo Jackson Lago”, escreveu Raimundo Louro.

Simplício Araújo achou que era com ele e disparou: “Diz o nome dele aí se tu for macho”.

Daí em diante, foi uma série de ataques e provocações.

Vinícius Louro também entrou na conversa e acabou também sobrando para ele.

“Gigolô é teu pai, rapá, que passou a perna numa senhora indefesa e adoentada num leito de hospitalar”, atacou Simplício, referindo-se, obviamente, ao fim do relacionamento do pai do deputado com a ex-deputada Fátima Vieira, de quem, apontam alguns adversários em Pedreiras, Raimundo Louro teria tomado bases eleitorais para eleger-se em 2010.

Aluísio Mendes apresentará emenda para redução da maioridade em todos os crimes

aluisioDe O Estado

O deputado federal Aluisio Mendes (PSDC-MA) tentará reverter em plenário as modificações feitas pela comissão especial da Câmara dos Deputados que apreciou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 171/93, que, se aprovada, reduzirá a maioridade penal no Brasil de 18 para 16 anos.

O texto original previa a redução para todos os tipos de crimes. Na comissão especial, no entanto, em função de um acordo para garantir a aprovação do relatório do deputado Larte Bessa (PR-DF) sem maiores problemas, os parlamentares efetuaram uma modificação.

Incluiu-se à proposição uma limitação à redução apenas nos casos de crimes hediondos (como estupro, latrocínio e homicídio qualificado), homicídio doloso, lesão corporal grave, lesão corporal seguida de morte e roubo agravado (quando há sequestro ou participação de dois ou mais criminosos, entre outras circunstâncias).

Já na comissão Aluisio Mendes foi contra a alteração. O parlamentar afirmou a O Estado que amanhã, durante a apreciação em plenário, apresentará uma nova emenda, para que o texto original – com redução da maioridade para todos os crimes – seja apreciado e votado.

“Não adianta limitar a crimes hediondos, porque, assim, os menores continuarão sendo cooptados pelas facções para assumir a responsabilidade pelo crimes que a lei não alcançar”, declarou.

Flávio Dino: pequeno ditador

O termo acima foi usado pelo padre Claudio Bombieri para definir o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Também presente à fatídica reunião de sexta-feira (26) entre a Pastoral Carcerária e  o comunista no Palácio dos Leões, ele classificou de “pequeno ditador” o governador do Maranhão pela forma como este reagira às críticas à gestão prisional do Estado.

“De um governador que se considera inteligente se esperava que oferecesse, no mínimo, dados concretos para provar que o que o coordenador estava dizendo não era verdade. Preferiu reagir como todos os ‘pequenos ditadores’ quando algum súdito se atreve  a lhe dizer que não é afirmando sempre a mesma mentira que ela tornar-se-á verdade”, escreveu Bombieri, em artigo intitulado “Deu a louca no governador do Maranhão?” (leia aqui a íntegra).

Descontrolado

O juiz aposentado Jorge Moreno também engrossou o coro contra o “descontrole” de Flávio Dino.

Em sua página no Facebook, Moreno disse que Flávio Dino (PCdoB) tem a “descontrolada visão” de que o seu governo é o melhor de todos os tempos e que, por isso, está imune a qualquer crítica.

“Na sua descontrolada visão, o seu governo é o melhor que já existiu e ninguém pode sequer questionar, quanto mais discordar”, declarou.

Para ele, uma das marcas do atual governo é “o cinismo cultuado como probidade”.

“O que me opõe a esse governador não é só a incompetência manifesta, mas a arrogância declarada, a necessidade de intimidar quem discorda e, acima de tudo, o cinismo cultuado como probidade”, completou.

missaNão foi

Depois de agredir por meio das redes sociais o padre Roberto Perez Cordova – a quem acusou de haver sido beneficiário de um “mensalinho” (reveja) – o governador Flávio Dino (PCdoB) não deu as caras numa missa em comemoração aos 30 anos de formatura da sua turma do Marista.

O incontestável

Da coluna Estado Maior

Flávio Dino

Flávio Dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) demonstra a cada dia que o caminho que trilha como gestor público vai notadamente de encontro ao discurso dito e repetido tantas vezes nas edições do Diálogos pelo Maranhão, movimento pré-eleitoral cuja temática era a busca de informações sobre a situação do estado em vários municípios.

Depois de se tornar governador, Dino mostra a cada dia que não é o mesmo daqueles “diálogos”. Agora se acha incontestável. Não aceita ser confrontado e nem que os números de seu governo sejam considerados falhos ou longe da realidade.

Quem ousa fazer isso é logo bombardeado com acusações e represálias, tentando insinuar haver sempre conotações políticas em seus questionamentos ou críticas.

A mais recente demonstração de que se agrava a síndrome de Deus do governador ocorreu em reunião com representantes da Pastoral Carcerária do Maranhão. Dino decidiu começar a reunião mostrando dados e números que apontam que tudo é melhor no sistema prisional do Maranhão depois de 1º de janeiro deste ano.

No entanto, diante de tantos dados fictícios, o representante da Pastoral, padre Roberto Perez, contestou a fala do governador e ousou dizer que, na realidade, a situação nos presídios do Maranhão piorou desde janeiro de 2015.

Ora, quem é este representante da Pastoral Carcerária – que vive diariamente nas penitenciarias do estado e trabalha diretamente com os detentos – para ousar contestar o todo-poderoso governador do Maranhão?

O resultado era previsível: acusações, insultos e destratos que – nos habituais posts numa rede social – passaram até pela acusação de recebimento de “mensalinhos”.

Assim é o governador do Maranhão: se julga acima de qualquer crítica e com autoridade quase divinal de castigar infiéis. No caso de Dino, os infiéis são todos aqueles que discordam de seus pontos de vistas e todas as melhorias (sejam elas imaginárias ou não) apresentadas pelo seu governo.

Glalbert cumpre agenda em Codó e Bom Jesus das Selvas

glalbertO deputado Glalbert Cutrim (PRB) realizou, esta semana, uma intensa agenda de trabalho nos municípios de Bom Jesus das Selvas e Codó.

Acompanhado da prefeita Cristiane Damião e de várias outras lideranças políticas e comunitárias da cidade, dentre eles os vereadores Irmão Candido, Letícia Lira, Toinha Tainá e Renatinho, Glalbert participou da programação do festejo junino e visitou obras que estão sendo executadas pela administração municipal, tais como construção do novo centro administrativo da prefeitura, pavimentação de vias e implantação de sistema de abastecimento de água.

O deputado também participou da solenidade de entrega de dois automóveis para o setor da assistência social da cidade.

Glalbert Cutrim realizou, ainda, reuniões com a classe política do município, oportunidade na qual ratificou o seu compromisso na Assembleia Legislativa no sentido de levar mais benefícios para Bom Jesus das Selvas e seu povo.

Cristiane Damião agradeceu a visita do deputado, a segunda que ele fez a Bom Jesus das Selvas somente este ano.

De acordo com a prefeita, Glalbert é um parlamentar municipalista que sempre está em contato direto com os gestores públicos municipais objetivando contribuir para melhorar os índices sociais das cidades maranhenses.

Codó

Em Codó, acompanhado do prefeito Zito Rolim, o deputado participou da entrega de benefícios financeiros para as agremiações folclóricas que estão participando do São João da cidade.

Glalbert, em entrevista concedida a veículos de comunicação do município, aproveitou para fazer um breve balanço do seu trabalho na Assembleia, em especial as ações direcionadas aos codoenses.

– Recentemente, solicitamos ao governo estadual a implantação, em Codó, de uma unidade do Viva Cidadão. Além disso, estamos pleiteando outras ações, tais como recursos para pavimentação de vias da cidade – explicou  o deputado.