Em comunicado, presidente da AMPEM diz apoiar visita do CNMP ao Maranhão

Em comunicado enviado à imprensa na tarde da última sexta-feira (25), a presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (AMPEM), Doracy Moreira Reis, diz que dará total apoio à diligência do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) no Maranhão.

O Conselho virá ao Maranhão na próxima segunda-feira (28) fiscalizar as obras no prédio das promotorias de justiça de São Luís o já famoso “Espeto de Pau”.

“Daremos todo o apoio necessário ao CNMP e acompanharemos a diligência, pois é inaceitável que os promotores de justiça estejam há três anos trabalhando em condições precárias e a sociedade sendo prejudicada no atendimento de suas demandas”, afirma a presidente no comunicado.

A diligência do Conselho atende a uma representação de autoria de quatro promotores de justiça da capital, que alegam no documento inércia por parte da Procuradoria-Geral de Justiça “frente a denúncias de irregularidades flagrantes na prestação de serviços da empresa contratada para obras de reforma no prédio sede das Promotorias de Justiça da Capital”.

A segunda-feira promete ser movimentada pras bandas de cá.


0 pensou em “Em comunicado, presidente da AMPEM diz apoiar visita do CNMP ao Maranhão

  1. Gilberto, essa é pra vc publicar no seu blog

    Em Coroatá, funcionários somem documentos da Secretaria de Agricultura e do Sindicato Rural com receio da PF
    É de apreensão o clima em Coroatá, município visitado pelos fiscais da CGU-Controladoria Geral da União que constataram uma série de irregularidades na aplicação dos recursos de programas federais para áreas de assentamentos do INCRA.
    Hoje, agora pela manhã, era intensa a movimentação de funcionários levando documentos da Secretaria de Agricultura de Coroatá para queimar provas. Estima-se que naquele município foram desviados mais de R$ 3 milhões de reais dos programas de assentamentos.
    Na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais a correria foi grande. Tiraram todas as pastas e documentos relativos aos contratos para construção de casas nas áreas de assentamentos. O vice-prefeito de Coroatá Domingos Alberto -PT que já foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais está desaparecido da cidade desde que a “Operação Donatário” da Polícia Federal foi deflagrada hoje pela manhã.
    Domingos Alberto-PT, continua dando as cartas no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coroatá, ele age como se ainda fosse presidente do órgão dando expediente e tendo o poder de decisão em assuntos importantes como a aplicação ou não de recursos do INCRA nos assentamentos, e na escolha direta das empresas que irão executar as obras, por esse trabalho recebe até salário de cerca de R$2.00000(dois mil reais) da entidade, tudo por baixo dos panos.
    A Polícia Federal investiga também as ligações de Domingos Alberto com um funcionário do INCRA chamado Paulo Bruzzaca que era dono de uma construtora que faturou cerca de 3 milhões de reais para execução de diversas obras nos assentamentos do município e que nunca foram concluídas. Bruzzaca depois de receber os recursos do INCRA sumiu da cidade e deixou vários assentamentos sem receber o benefício.
    O atual vice-prefeito foi um dos coordenadores da campanha de Roseana Sarney-PMDB junto aos assentamentos e aos trabalhadores rurais e é aliado do vice-governador Washington Oliveira-PT.
    Domingos Alberto trabalha nos bastidores para que o atual prefeito Luizinho da Amovelar o indique como seu sucessor, para isso conta com a simpatia do vice-governador Washington. Com os desdobramentos da “Operação Donatário da PF, o sonho de Alberto pode virar um enorme pesadelo.