Ator é expulso de avião, diz que houve exagero e quer processar aérea

Convidado a se retirar de um avião pela Polícia Federal, neste domingo, ao ser pego falando ao celular, o ator Marcos Pitombo deu sua versão sobre o incidente. “O voo atrasou muito e eu estava tentando tranquilizar minha mãe que me aguardava há duas horas no aeroporto do Rio. Não me recusei a desligar o celular, apenas pedi para terminar a ligação ao ser chamado atenção pela aeromoça”.

Pitombo, que está no ar como Lucas da novela “Vidas em Jogo” e já participou de “Malhação”, estava em um voo proveniente de Manaus com destino ao Rio. Segundo o ator, o avião teve que arremeter em Belo Horizonte o que atrasou ainda mais o voo. Ao aterrissar no aeroporto Confins, o ator ligou para a mãe.

“Sei das regras. Qual seria o meu objetivo em seguir com o aparelho ligado? Houve um exagero da aeromoça. Ela avisou imediatamente ao comandante que me jogou contra os passageiros pelo autofalante e chamou a polícia sem apurar os fatos”, critica Pitombo, lembrando que vários passageiros filmaram o ocorrido pelo celular. “As regras não são as mesmas para todos?”, indaga. O ator pretende processar a companhia aérea por danos morais.

Preta Gil, que estava no mesmo avião, presenciou a cena e comentou no Twitter. “O ator que está a bordo se recusou a desligar o celular e voltamos. A Polícia Federal o retirou do avião! Bapho”, escreveu a cantora.

No vídeo, os passageiros aplaudem no momento em que o ator é tirado da aeronave pela Polícia Federal.

(Do Globo.com)


2 pensou em “Ator é expulso de avião, diz que houve exagero e quer processar aérea

  1. Acho que pelo fato do cara ser famoso a galera forçou um pouco a barra, assim como ele tinha outras pessoas com celular ligado filmando, então as regras deveria se aplicar a todos. (minha opnião).

    • Romário, é o seguinte: o vídeo mostra o momento em que o avião já está novamente em solo, na cidade de Manaus. Então, os celulares de todos podem estar ligados. O problema com o ator, deu-se na decolagem. Mesmo depois de aeronave já estar no ar, ele se recusou a desligar o aparelho, forçando a aeromoça a solicitar que o piloto retornasse. Essa é a cronologia dos fatos.

Os comentários estão fechados.