Castelão tem 80% das obras concluídas, diz Max Barros

Encontram-se em fase de conclusão as obras de reforma e modernização do Estádio Castelão, em São Luís. Durante vistoria no local, nesta segunda-feira (4), o secretário de Estado de Infraestrutura, Max Barros, revelou que 80% dos trabalhos já foram realizados.

“Essa foi uma determinação expressa da governadora Roseana Sarney: que concluíssemos as obras a tempo de entregar o novo Castelão pronto para a festa dos 400 anos de São Luís. Então, estamos com o cronograma adiantado e a previsão é de concluir tudo até o dia 8 de agosto, um mês antes do aniversário de São Luís”, declarou.

Ele explicou que toda a parte estrutural foi recuperada, os vestiários estão fase de conclusão, incluindo o setor para aquecimento dos atletas que será totalmente climatizado. Também haverá substituição das subestações – serão duas de 1.250 KVA – para atender a capacidade elétrica projetada, e instalação de dois grupos geradores com autonomia de 60 minutos cada.

O projeto de reforma inclui a recuperação de vias de acesso, instalação de catracas eletrônicas, de 22 câmeras para CFTV, adaptação total aos portadores de necessidades especiais (inclusive nos banheiros), instalação de 12 cabines de rádio e quatro cabines de TV, todas climatizadas; dois centros de imprensa, uma sala de entrevista coletiva e moderno sistema de iluminação – com instalação de 75 novos holofotes na marquise e 70 nas duas torres -, atendendo às necessidades de iluminação para favorecer as transmissões de TV.

Max Barros também explicou sobre a redução da capacidade de público do Castelão, de 72 mil para 40 mil lugares, garantindo mais conforto para a torcida. Antes, o espaço destinado a um torcedor era de 30 cm, agora, ele deve ser de, no mínimo, 45 cm. “Todos os estádios que passaram por reforma reduziram a capacidade de público para cumprir com o que determina do Estatuto do Torcedor, pois agora todos os torcedores devem ficar sentados e ter acesso facilitado às áreas de fuga em casos de emergência”.

Os investimentos para a reforma do Castelão são da ordem de R$ 25 milhões, recursos do tesouro estadual. Max Barros disse que a governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel vão definir a programação para inauguração do Castelão. “Há uma proposta de realização de uma partida do Campeonato Brasileiro, mas não há nada oficialmente definido”, ressaltou.



5 pensou em “Castelão tem 80% das obras concluídas, diz Max Barros

  1. Pois é, sou maranhense e joguei futebol a vida inteira, hoje moro em São Paulo, estou com 43 anos e adoro o meu estado. A minha maior decepção é o descaso com a formação de atletas e a falta de incentivo do poder público no incentivo de esporte nas escolas, pois tudo se inicia na base. Estamos décadas atrasados em relação ao resto do país, vivemos embrenhado num passado que não decolou e ainda governado pelos mesmos mandatários que não se mostram empenhados em desenvolver o nosso estado. O oitavo maior do país, o Maranhão é hoje uma catástrofe esportiva, nos contentamos com pouco e achamos que sair da série D é algo bom. Ora, bom seria estar disputando a primeira divisão do futebol, com essa torcida e a paixão que temos, poderíamos ir muito longe e alcançar vôos maiores que essas migalhas que estamos acostumados a aceitar. Vejam o exemplo de estados nd Nordeste, como: Ceará, Pernambuco, Bahia. Apesar de não serem tão ricos têem times de ponta e são celeiros de grandes craques do nosso futebol. Um estádio do tamanho do Castelão só é bem utilizado quando tem jogos da Seleção, isso é uma vergonha e ninguém se manifesta de forma contrária. Para a festa de 400 anos de São Luis estão fazendo uma reforma no valor de R$ 25 milhões, seria legal investigar a aplicação dessa ninharia, fico imaginando que tipo de reforma estão fazendo e utilizando que tipo de material, fizeram a cobertura 100%? Tem estacionamento para pelo menos 25% de vagas em relação ao número de torcedores do estádio? O acabamento passaria por uma inspeção da FIFA, os banheiros atendem a todos com qualidade e higiêne, existe aproveitamento da água da chuva ? Vão aplicar o conceito aplicado em todas as arenas da Copa 2014 com placas solares fotoelectricas? Galera desculpem o meu desabafo, fiquei chateado que não saimos do mesmo lugar há pelo 50 anos, caimos sempre nos mesmos golpes de governos aproveitadores e que vem sempre falsas promessas. Um estado grande se faz também com esporte, cultura e lazer, e tudo isso junto compõe a educação de um povo. Abçs

Os comentários estão fechados.