“Quem está com pena, que ceda um quarto”, diz promotor sobre situação do “Pirata da Litorânea”

claudio_guimaraesO promotor Cláudio Guimarães (foto), titular da Promotoria de Controle Externo da Atividade Policial e autor da recomendação que culminou com a remoção do Fusca de Antonio Carlos da Silva, o “Pirata da Litorânea”, do estacionamento que ocupava na via, foi duro ao comentar, em entrevista ao blog, as manifestações de repúdio pela ação.

“Quem está com pena, que ceda um quarto. É só me dar o endereço que eu consigo uma autorização para colocar aquela carcaça na calçada do cidadão e, ainda, uma autorização para que o ‘pirata’ use seu banheiro”, disse.

O membro do Ministério Público disse que agiu dentro da lei e garantiu que, se a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) não houvesse atendido a recomendação, o titular da pasta poderia responder ação por improbidade administrativa.

PIRATA- DA LITORANIA  SMTT REBOCA O FUSCA DOGuimarães acrescentou que a atitude visou a “evitar medida mais dura”. “Ele deu sorte de não ter sido preso por coisa mais séria”, declarou, sem especificar que tipo de crime Antonio Carlos teria cometido para ser preso.

Ele defendeu as atuações do MP e da SMTT. “O espaço público é sagrado para mim. Eu não admito esse tipo de coisa. Todo mundo em São Luís acha que pode sair ocupando os espaços irregularmente, mas, se depender de mim, isso não acontecerá. A Avenida Litorânea é o único espaço público minimamente organizado nessa cidade”, completou.

Apuração

Em nota, a Prefeitura de São Luís informa que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) determinou a apuração da ação para averiguar se houve excessos. “A apuração apontará se houve excessos cometidos por servidores da Prefeitura. Se constatados tais excessos, serão adotadas medidas cabíveis”, diz a nota.

Veja abaixo a íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Retirada de veículo da Avenida Litorânea

Acerca da ação de retirada de veículo da Avenida Litorânea, a Prefeitura de São Luís esclarece que:

1.      A ação da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) atendeu recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Ofício n° 009/2014 – 2ª PJCEAP, assinado pelo Promotor de Justiça, Cláudio Alberto G. Guimarães;

2.      O prefeito Edivaldo Holanda Júnior determinou à SMTT a apuração imediata da ação realizada, na última quarta-feira, 12, na Avenida Litorânea para retirada de automóvel;

3.      A apuração apontará se houve excessos cometidos por servidores da Prefeitura. Se constatados tais excessos, serão adotadas medidas cabíveis;

4.      Uma equipe da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) fará levantamento da situação do proprietário do Fusca recolhido para assegurar a assistência que for necessária.

 São Luís, 13 de fevereiro de 2014.

 Secretaria Municipal de Comunicação


106 pensou em ““Quem está com pena, que ceda um quarto”, diz promotor sobre situação do “Pirata da Litorânea”

  1. Gostaria de saber quando o senhor irá desocupar o bar do leozao e lava jato do Jr borracha a ocupação errada da madeira na rua 22. Pois todos estão ocupando
    Espaço qUE e da prefeitura.
    Ou será que porque são afilhados do vereador Pereirinha não vão desocupar

  2. Ao Senhor Promotor Claudio Guimares. Gostaria que o senhor olha-se determinadas obras, predios, mansões e estacionamentos tambem já que cumprir a lei é seu designio e que o “espaço público pra o senhor é SAGRADO”. Faça isso. Começe disciplinanando conforme a lei as construções em areas publicas na região da Lagoa da Jansem.

  3. Realmente, concordo com a retirada mesmo. Porém, se o cara “poderia ser preso” por coisa mais séria, não foi por quê?

  4. Ótimo, senhor promotor Cláudio Guimarães,
    Eu aceito seu desafio se o senhor aceitar o meu. Cedo um terreno de minha propriedade para estacionar o “fusca” onde morava o ‘Pirata’. Um terreno meu e não uma calçada! Aliás, promotor, se o senhor promete conseguir o que não pode, isto é, “uma autorização para colocar aquela carcaça na calçada do cidadão”, porque não conseguiu uma calçada qualquer para o ‘pirata’ não ficar sem casa? E desde quando um promotor estadual pode “autorizar” alguém a usar a calçada, que não é do dono da casa, ou banheiro de alguém?
    Mas vamos à minha proposta, certo? Eu, sem precisar de sua “autorização” (pois que ela não existe no terreno da Lei) retiro a carcaça do Pirata para a minha propriedade, e dou-lhe a área em comodato até a data em que V. Exa. cumprir a seguinte acordo: acatar e cumprir, com o mesmo rigor que usou para o caso em tela, as denúncias que irei lhe encaminhando, de invasões de áreas públicas por particulares em São Luis.
    Resposta para este FB ou para os telefones (98) 8217-8919 / 8813-5589.

  5. Mas ele está certo. Foi duro, mas está. Isso é Estado de Direito amigo! Fazer o quê? Pena devemos sentir sim dessa pessoa, como devemos sentir de milhares de maranhenses que não tem nada, casa, comida, roupa, saúde, absolutamente nada!!!! E quem se preocupa? Agora não se pode deixar que o errado vire o certo. Ele está irregular sim. Campanha em rede social é balela, de leigos, eleitoreiros e que não se preocupam com o próximo e sim com o mkt pessoal. Essa campanha é ridícula! Vamos defender o certo, sempre. Inclusão social não se faz assim…

  6. HAHAHAHAHAHAHA! Essa matéria meio que cala a boca de tudo que foi falado anteriomente, não é mesmo? Tanto oba oba falando do prefeito e agora tá aí o promotor do ESTADO dando sua opinião sobre o caso. Agora quero ver o que vão dizer nas redes sociais…

  7. Tava na cara que isso era armadilha, gente! COisa desses Sarneys nojentos que manipulam. Mas taí, a máscara caiu… O próprio promotor assumindo que fez o pedido e que não se deve ter pena do pirata.

  8. Espero que nessas manifestações que irão acontecer esse final de semana pra defender o pirata, tenha cartazes pra quem realmente tem culpa na história: O MINISTÉRIO PÚBLICO!

  9. Eu estou sim, preocupado com a situação desse senhor, sim., e com a injustiça que o senhor cometeu. Mas não sou eu quem deve dar moradia a ele: é o Estado.E o senhor, como membro do Ministério Público tem a OBRIGAÇÃO SOB PENA DE SER ACUSADO DE PREVARICAÇÃO, de fazer cumprir a carta Magna, que diz que todo cidadão tem direito à moradia. Se o senhor quer mesmo o ordenamento da cidade, que tal tirar os barracos dos miseráveis que vivem sob a ponte da Ilhinha? Ou aquele bar que vende cachaça sob a Ponte Bandeira Tribuzzi, na Camboa? Ou os camelôs financiados por empresários que tomam TODAS as ruas da cidade e, principalmente, do Centro Histórico? O que o povo está cansado e de ver que cada vez que se acende um flash de um fotógrafo ou cinegrafista há sempre um membro do MP em busca de luz, como as mariposas. Quer o ordenamento da cidade? Dê um pulo na feira (qualquer uma) e vai ver o que é desrespeito à cidadania. Deixe de hipocrisia, promotor.

  10. Como assim “eu consigo uma autorização para colocar aquela carcaça na calçada do cidadão” ?!?!?!?!?!?!?!

    Ocupar calçada pode? só se ele quiser? Não entendi essa parte da declaração…

  11. Ele quer se aparecer…… Pr que ele não faz o mesmo com os políticos e pessoas que tem dinheiro e que fica se apropriando de coisas publicas sem dar satisfação pra nenhum órgão publico!!!!! Ele quer se aproveitar dessa situação, haja vista que este infeliz não tem recursos pra se defender….aff…..

  12. Hahahahahaha Esse guimaraes e uma figura!! Mas ele ta certo, espaço público é espaço público, ja deveria ter sido retirado a muito tempo!!!

  13. Nao questiono a legalidade da acao do promotor. So que ele eh grosseiro, covarde e hipocrita. No Barramar no meio da populacao disse que era ordem da prefeitura. Contra construtoras dos milionarios ele se acovarda. Agora contra pobres ele cai matando, humilhando. Vcs tem que ver esse maluco falando com o cidadado, pisou numa comerciante aqui no barramar que quem tava em volta chorou. E boga culpa no prefeito. Cuidado Holandinha, esse covarde disse aqui que foi a prefeitura. Bora, promotor covarde, comece a agir contra as construtoras e nao contra pobre. Esse cara eh estranho, esquisito, arrogante, grlsseiro.

  14. Como está o caso desse promotor? O caso em que ele era professor de kitsurf, sem licença, e um de seus alunos veio a óbito?

  15. Como está o caso desse promotor? O caso em que ele era professor de kitsurf, sem licença, e um de seus alunos veio a óbito…

    Profissionalzinho que se acha.

  16. Interessante a afirmativa de que “É só me dar o endereço que eu consigo uma autorização para colocar aquela carcaça na calçada do cidadão…” . Primeiro que a calçada faz parte da via e não da casa do “cidadão, portanto, espaço público que, segundo a reportagem, seria ““sagrado para mim…”. Segundo, não menos interessante é “e, ainda, uma autorização para que o ‘pirata’ use seu banheiro”. Todo cidadão sabe que a casa é asilo inviolável somente podendo-se nela entrar em especialíssimas situações constitucionais, nunca, absolutamente nunca, qualquer um, ainda mais um agente público que ocupa tão honrosa posição, conseguiria uma autorização para permitir a utilização de um de seus cômodos. Apesar de concordar com a observância da ocupação dos espaços públicos, tais declarações soam, me parece, como uso exagerado da parcela de poder, pela lei, atribuída.

  17. As coisas não podem ser assim Promotor. Devemos observar o lado social e sermos fraternos. Aquele homem não tem casa, não tem família, não tem felicidade.. Ninguém vive naquela situação porque quer. Tenha um pouco mais de humildade e temos a Deus. Seu salário, pago inclusive por ele, está gordo e na conta todo mês.

      • Obrigado Promotor. Não deixe que transforme São Luís em um favelão só por causa dos “direitos humanos” . Direitos humanos é apoiar com ações concretas a melhora das condições de vida dos que habitam as ruas de nosso país e não permitir que vivam de qualquer jeito a por em risco as suas vidas (serem queimados vivos) e a dos transeuntes que ficam chocados com os párias que encontram nas vias públicas.

    • Tina, e se esse homem que não tem casa, não tem familia e não tem felicidade, resolvesse estacionar o carro dele na rua, em frente a sua casa e morar lá, vc iria gostar, ou iria reclamar para a polícia tira-lo de ?

  18. Este senhor transmite em suas palavras a falta de tato e bom senso que seus atos demonstram. Não sou a favor de deixar o carro em espaço público mas há de se ter bom senso ao analisar cada situação . Não se trata unicamente de um “eu não admito” mas de resolver o problema todo e não somente a parte que lhe incomoda os olhos, o passeio a pé ou seus longos passeios de Kite em pleno horário de expediente dos cidadãos comuns, mas SIM de resolver tirar o veículo e ao mesmo tempo procurar encaminhar aquele ser humano que precisa de apoio aos órgãos competentes… Se pediu à SMTT poderia também ter solicitado o apoio da Semcas, mas não, o que ele precisava era impor sua “autoridade enquanto representante do MP”. Enquanto simples cidadão eu abro aqui a campanha ” Cláudio Guimarães pode até representar o Ministério Público , mas não representa a sociedade e também NÃO ME REPRESENTA”!

  19. ESSA AO MEU VER E MAIS UMA AÇÃO MIDIÁTICA DE UM PROMOTOR QUE PODERIA ESTAR AUXILIANDO MUITO MAIS EM OUTRAS ÁREAS. E MUITO FÁCIL SER RIGOROSO COM UM CIDADÃO HUMILDE, ENQUANTO FOI CRIADO EM BERÇO DE OURO E NUNCA PASSOU POR NECESSIDADES BÁSICAS . ENQUANTO DEIXAR NO AR QUE O RAPAZ COMETIA ACOES DELITUOSAS OU ATE MESMO MAIS GRAVES, ISSO E MUITO FÁCIL. TUA FUNÇÃO E FORMULAR UMA DENUNCIA CLARA E OBJETIVA E NÃO DE JOGAR NO AR FACTOIDES QUE, AO TEU VER, RESPALDAM A FORMA COMO A COISA FOI FEITA.

  20. Esse promotor tá falando assim porque é uma ação contra um pobre coitado, se fosse com um poderoso, rico e colunável, esse promotor tava caladinho, com o rabo entre as pernas e todo cagado.

    • COMO É MESMO O NOME QUE SE DAR A ESTE TIPO DE GENTE QUE TEM ESTAS ATITUDE? SÓ QUERIA QUE POR UM MINUTO UM FOSSE O OUTRO, SÓ PRA VER A CARA DESSE…

  21. Todos nós temos algumas condições que tem que ser atendidas de forma que possamos sobreviver e continuar, ao longo do tempo, nos procriarmos e estabelecermos uma convivência. Procriação que logo deixo claro é da CULTURA onde esta deveria ser mantida em condições de estabelecimento. E assim, nós, o POVO temos uma concordância sobre uma série de valores tradicionais que por força da CULTURA reúnem os homens. Uma análise superficial e equivocada deste senhor rompe com esta exigência BÁSICA do homem, uma condição mínima imposta a ele de sobrevivência e de demonstrar o que a ele foi negado, a demonstração de algo que intrínseco ele tem: FÉ, CULTURA, ARTE. Não uma arte imposta, não uma arte “RICA” monetariamente, algo que transcende a sua existência, algo que o faz feliz e traz felicidade para o “POVO”. Porque digo POVO e digo HOMEM, o POVO somos nós que vivemos neste ambiente hostil e degradável de São Luís, onde as condições de vida estão às mínguas, o HOMEM é aquilo que ninguém nos tira, nossa consciência nossa capacidade intelectual e com ela NÃO PODEMOS acatar este tipo de situação. Bom vale aqui relatar alguns casos inusitados. Vocês conhecem a VAQUINHA da SAVASSI em Belo Horizonte? Pesquisem por favor. Ela é uma escultura até bom tempo atrás ANÔNIMA que foi colocada em uma das ruas mais charmosas da capital Mineira, acham que ela foi retirada porque não pertencia ou estava obstruindo a passagem dos pedestres…que nada ela é REVERENCIADA e faz a alegria dos Belo Horizontinos a anos, faz parte dos passeios turísticos pela cidade. Bom é o Profeta Gentileza, querem saber mais acessem aí o GENTILEZA GERA GENTILEZA. A algum tempo um outro “TOGADO” que para mim, pode conhecer de leis, mas é um ACULTURADO, junto com um BANDO de incompetentes também resolveu apagar o que o profeta construiu ao longo de muitos anos. E claro, manifestações existiram e viram que “GRANDE BURRADA” fizeram, e coube a iniciativas privadas a sua recuperação. Essas são duas intervenções ARTÍSTICAS que podem ilustrar o quanto ou ao menos a cultura propriamente dita te de ser permanentemente reproduzida, procriada, mantida e administrada. Essas satisfações para com nós mesmos tendem a impor para a sociedade um certo determinismo do que é BOM ou NÃO, do que é CERTO ou NÃO, e para nossa surpresa para esta ação, a meu ver foi tudo considerado NÃO. Não estamos aqui falando de algo material e sim do imaterial, onde existem sim divergências de valores tradicionais e de divergências indispensáveis na manutenção da CULTURA e da ARTE. Cada vez, está mais difícil o convívio com estas ações truculentas, ações de desrespeito, onde os nossos artistas não tem como manter a sua integridade e sua auto-suficiência ao fato deles poderem satisfazer as suas necessidades básicas, instrumentais e integrativas. Seremos sim a voz do POVO e voz dos HOMENS neste protesto CULTURAL onde não cabem violência, revelações religiosas ou qualquer outro princípio moral envolvido e sim um ATO SOCIAL com alta relevância CULTURAL e organizado de forma que as pessoas de BEM em um ato ÉTICO possam exprimir toda a sua capacidade em prol de algo que está se perdendo, o ENCANTO PELA ARTE.

  22. Esse tal aí, é mais um dos idiotas boçais dessa sociedade hipócrita do inferno. Quer dizer então que a partir de agora tudo vai ser como determina a lei ? Se for, tudo bem, tá valendo… mas o que se ver no Brasil é que lei é só pra PPP.

  23. Ótimo, promotor Cláudio Guimarães,
    Eu aceito seu desafio se o senhor aceitar o meu. Cedo um terreno de minha propriedade para estacionar a “carcaça” de fusca onde morava o ‘Pirata’. Um terreno meu e não uma calçada! Aliás, promotor, se o senhor promete conseguir o que não pode, isto é, “uma autorização para colocar aquela carcaça na calçada do cidadão”, porque não conseguiu uma área qualquer para o ‘pirata’ não ficar sem teto? E desde quando um promotor estadual pode “autorizar” alguém a usar a calçada, que não é nem do dono da casa, ou banheiro de alguém?
    Outra pergunta, o princípio de bem de uso comum só vale para a Avenida Litorânea? Então por que lá os bares avançam além da calçada sobre a praia, ocupando e poluindo? Aquilo é ocupação definitiva, promotor, e um carro estacionado não é!
    Mas vamos à minha proposta. Sem precisar de sua “autorização” (pois que ela não existe no terreno da Lei) eu retiro a carcaça do Pirata para a minha propriedade, e dou a área em comodato até a data em que V. Exa. cumprir a seguinte acordo: acatar, e apurar com o mesmo rigor que usou para o caso do Pirata, as denúncias que irei lhe encaminhando de invasões de áreas públicas por particulares em São Luis.
    E se V. Exa. aceitar meu desafio, coisa que não acredito que faça, prometo respeitar prazos e lhe citar antes de qualquer ato… certo?
    Resposta para este blog ou para os telefones (98) 8217-8919 / 8813-5589.

    • kkkkk botei foi fé, todo mundo sabe que esse promotor joga pra mídia, só quer aparecer….achei foi graça dele “ameaçar” de improbidade administrativa caso a SMTT não cumprisse a “recomendação” dele kkkk É uma arrogante, nada mais que isso! SE ELE TIVESSE METADE DOS PODERES QUE ELE PENSA QUE TEM RSRSR

      • Acho que agora, Roberto, com todas essas reações, o promotor vai pensar “duas” vezes antes de fazer e falar… Assim espero!

    • A D O R E I !!!
      Será que agora tudo vai ser diferente? Duvido muito.
      Os ricos continuam a fazer o que querem e os pobres coitados sempre na pior.

      • Foi justamente a intolerância que vi nesta atitude egoísta e má do promotor, que me moveu… Obrigado, Claudia, por me animar!

      • Valeu, Diniz… E é pra isso que serve a macheza e a hombridade: pra reagir contra o fraco (que se veste de forte) para agir contra o mais fraco. Ou como explicou o poeta Luís de Camões: “É fraqueza entre ovelhas ser leão!” Foi essa “fraqueza” de Claudio Guimarães que eu ataquei…

      • Valeu, Valéria… mas a ideia não nera essa, ter uma fã como você! O propósito era, ao meu modo, pôr esse “promotor de injustiça” em seu lugar e mostrar minha solidariedade com o pobre do Pirata, esse ser inofensivo que empresta sua persona triste para animar os transeuntes e fazer um pouco mais alegre a vida, especialmente dos que se esfalfam em sua caminhadas em busca de saúde pela Litorânea…! Valeu, Valéria!

        • Pois é, Luís Mello. Sei bem que esse não era seu objetivo, mas num terreno “livre” como a internet, onde as pessoas se escondem atrás de comentários grosseiros, ofensivos e covardes, gostei de ver que ainda existem pessoas sensatas e que mostram a “cara”, como você.
          Aproveito para concordar com aqueles que disseram que o Promotor cumpriu a Lei e que não está certo ocupar os espaços públicos. O problema todo, no meu ponto de vista, é que, como muitos outros também já observaram, o Ministério Público tende a ser bem seletivo com seus alvos. Por que não ingressam com ações para a retirada de outras ocupações ilegais, citadas aos montes aqui neste post? Aguardamos as respostas!

          • Pois é, cara Valéria, na própria Litorânea tem os bares, que ocupam “área pública de uso comum do povo”, como diz a lei, e que ainda poluem… Mas a “lei” não os vê! O promotor Claudio Guimarães, viu o fusquinha do Pirata, mas não os vê! Não “vê” os invasores da praia, porque, decerto, aquele tipo de lazer lhe interesse (a ele e à sua classe de amigos, que, confortavelmente se deleitam com a beleza e a brisa do mar, na confortável mesa de um bar construído sobre a areia, que é de todos). Mas “viu” o Pirata! Talvez, por pruridos de autoridade, talvez por vexame de pequeno burguês tolo… Talvez…! Perto desta centena de bares e restaurantes, alguns valendo meio milhão e faturando alto, a vaguinha do Pitara era um ‘palito de fósforo’! Um lixinho de nada, diante da sujeira que é a Litorânea…!

      • Obrigado Evandro. O caso do Pirata não está resolvido, e outros “piratas” existem, assim espero que as atitudes de todos que se colocaram contra a arbitrariedade do promotor sirvam de exemplo de não resignação diante da Lei insensível e dura, e de agentes insanos dela, como esse Claudio Guimarães…

  24. E o trator da estrada Nova do Vinhais? E a babilônia da Deodoro, do João Paulo e do Coroado? Por fim, e o ESPETO DE PAU? – não dá para enfiar o dedo no próprio olho, né, promotor? Deixa o ESPETO DE PAU, esse sai na urina. Merda da hipocrisia. O pobre diabo do Pirata da Litorânea, vítima do desequilíbrio social que tem “reis” com chicotes na mão (pagos com o sacrifício até dos mendigos) e, do outro lado, lixos humanos chutados impiedosamente (por esses reis) vai nos rendendo esse espetáculo dantesco de arrogância e dor. Que Deus perdoe o promotor bravor e o prefeito evangélico e avançador, e dê ao desgraçado do Pirata o açoite do frio somente conforme o cobertor que lhe sobrar. Amém.

    • A BEM DA VERDADE, A CULPA NÃO É SÓ DESSE PROMOTOR QUE SE ACHA REIZINHO, SE A PREFEITURA QUISESSE PODERIA TER IGNORADO ESSA RECOMENDAÇÃO PATÉTTICA, DXAVA ELE PERDER O TEMPO DELE AJUIZANDO AÇÃO JUDICIAL QUE NO FINAL NÃO DARIA EM NADA RSRS

  25. Para completar o texto acima, assinado por mim, caberia fazer algumas perguntas mais e muitas afirmações a este promotor “positivista”, que ordenou à SMTT retirar o fusca-moradia do “Pirata da Litorânea” para um depósito da Prefeitura. Sendo um legalista, não poderia ficar contra a ação, se é que ela respeitou o rito mínimo da lei, que é a citação legal e o estabelecimento de prazo de desocupação do local pelo cidadão que ficou sem onde dormir. As perguntas e as afirmações seriam muitas, mas não cabe aqui fazê-las… Mas uma perguntinha só precisa de resposta. É a seguinte: “Promotor Claudio Guimarães, o senhor já se sentou em algum bar ou restaurante alguma vez na Litorânea?” Por que se fez isso, descumpriu seu dever constitucional de agir contra qualquer crime, e prevaricou! E a simples existência de uma atividade particular em área de uso comum do povo todo mundo sabe que é crime. E poluir também é crime! E só aí vão duas infrações à lei que V. Exa. não vê na Litorânea! Então, que espécie de “promotor de justiça” é o senhor? Só promove justiça contra um pobre diabo, como o Pirata? Diz o princípio legal que (o cidadão pode e) a autoridade deve agir diante do crime. E V. Exa., cujo dever constitucional é o de ser guardião da Lei, já se sentou num bar da Litorânea? Se fez isso, prevaricou. E prevaricação é motivo cassação de função, de afastamento da atividade de funcionário público, de demissão! E V. Exa. sabe que não passa disso, não é? Não passa de funcionário público…!

  26. Será que ele tem coragem de usar todo esse rigor na verificação e posterior desocupação dos espaços da União, que por hora são habitados por nobres pessoas nessa cidade?! Naquela mesma avenida temos espaços “grilados” … e aí?! vai mandar tirar não?!

  27. Meu nobre Luis Mello não perca seu tempo, esse aí estava era dando aula de kitesurf e o aluno morreu e o MPMA não fez nada…

    • Obrigado, João, pelo conselho… Mas se eu não tivesse “perdido meu tempo” ficaria sem saber desse importante detalhe do currículo do promotor Claudio…!

  28. Meu nobre, o pau que bate em Chico deve bater em Francisco. A atuação da SMTT — independente de excesso — em nada destoa do que manda a lei, tendo em vista que a situação do carro desse cidadão estava irregular. O cara chega de outro estado, estaciona em uma área nobre da capital, ali reside, não paga quaisquer tributos, trabalha, gasta seu dinheiro na pintura do carro irregular, não procura regularizá-lo e, agora, pede solidariedade?! Reverter essa situação é subverter a lei e a ordem, algo que o povo maranhense pede aplicação e manutenção. Reclamam que a lei não é aplicada e a desordem reina, mas, frente a determinadas situações pedem uma flexibilização do que é certo, simplesmente em face de uma tendência solidária, HIPÓCRITAS! Pensemos, mudemos, ou jamais avançaremos. Parabéns à recomendação do ilustre Promotor Cláudio Guimarães.

  29. Essa estupidez é peculiar a esse promotor , quero ver essa vontade toda de “trabalhar” na retirada daquele muro lá do Barra Mar que está no meio da avenida que o mesmo promotor tirou os vendedores.
    Esse promotor é um desequilibrado , se acha o todo poderoso , mas é só até ele encontrar um que lhe peite,ai a coisa muda !

  30. Por isso, tem vários bandidos que ate por 10 conto mete uma bala no meio da cabeça de pessoas INJUSTAS como esse TAL promotor ai, Vai tampar o Sol com o CÚ senhor Promotor? Faz isso somente com pessoas pobres, carentes e inocentes, pega pesado é no caso de pedrinhas, pra vc ver o que vc vai ganhar senhor Promotor.. (Revoltante isso ai)

  31. Chutar cachorro morto e tirar pirulito de crianca eh facil….quero ver QUESTIONAR as CONTAS da COZINHA dos Senhores de Engenho….

  32. Esse promotor de merda está se pronunciando assim porque tem um ótimo salário e com certeza sua família é muito bem estruturada agora o pirata não é um cara só, sem família aqui em São Luís tem tanta coisa pra eles se preocuparem e estão se preocupando com uma pessoa que não faz mau a ninguém.

  33. Conheço o promotor Claudio Guimarães e acho que suas palavras foram mal interpretadas. Somos contemporâneos de escola e sei que ele tem formação cristã igual à grande maioria dos ludovicenses. Talvez, no intuito de resumir e/ou encerrar essa discussão ele tenha sido “curto e grosso” com se diz no jargão popular. Mas, imaginemos nós se a moda pega e uns 200 piratas resolvem morar na litorânea ou até mesmo na sua calçada? Acho que ele tomou a atitude certa ao remover o veiculo daquele local que não é apropriado para deste se fazer moradia. Claro que o caso requer atenção especial das autoridades competentes haja visto a simpatia que ele ( o pirata) tem da população, mas existe quem pode cuidar do destino deste individuo com todo o respeito que merece como cidadão
    desafortunado.

  34. Queria que fosse vc seu promotozinho, vc nao tem nenhum direito de fazer isso gostaria muito que essa situação fosse com algum familiar teu pois o que é pra v6 do poder publico fazer voces nao fazem isso é uma vergonha, vai procurar ser gente primeiro pra poder ocupar um cargo desse… o promotor sem noção. ..

  35. Prezado Gilberto, não é eese o promotor que ao invés de estar trabalhando no horário de seu expediente, tava dando aula de Kitesurf na praia e seu aluno morreu afogado?
    Se for ele mesmo que tal cobrar alguma explicação do MP sobre este caso.

  36. Gostaria que esse promotorzin invés de falar uma baboseira dessa,
    Viesse explicar como anda o processo sobre a morte do aluno de Kit Surf no ele era o instrutor . Isso caiu no esquecimento né Dotorzin.
    Outra coisa derruba as barracas dos poderosos da avenida litoranea.
    Vai procurar serviço , eu te conheço , e sua família é boa pena que nasceu uma pessoa pra macular essa família .
    […]

  37. Qdo ele vai agir contra o Kitaro da Lagoa, q usa a calçada durante festas, invadindo espaço público, como outros em São Luís? Ele pode agir na area de urbanismo? Isso não seria atribuição do promotor Fernando Barreto? Ficam as perguntas.

  38. O Ilustre membro do Parquet só esqueceu uma coisa: quem decide se o administrador ou o administrado cometeu ou não irregularidade é o Tribunal, quando muito (com todo respeito e tendo em conta o duplo grau de jurisdição) o Magistrado. Ampla defesa e contraditório, lembra?. Pena o Pirata não ter procurado a Defensoria Pública. Tenho certeza de que lá ele encontraria respeito e compreensão de agentes públicos, Defensores Públicos de Carreira – do mesmo nível (e essa distinção é meramente funcional) do Promotor. Ou estou errado? Pergunta lá no STF ou no STJ! Esqueci….ele não oficia junto a Tribunais Superiores.

  39. Mais um “promortozinho” querendo fazer nome com atitudes e comentários polêmicos. Só acho que o mesmo deveria estar mais empenhado em trabalhar a favor da população ao invés de se preocupar com coisas sem tanta importância.

  40. BRAVO!! BRAVO!! BRAVÍSSIMO.
    Que espetáculo diante de nós.
    Realmente esse promotor conseguiu o que queria.
    Aparecer.
    BRAVO !! BRAVO!! BRAVÍSSO!!!
    Quer ver ele aparecer mexendo com gente rica.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    DUVIDO.
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

  41. TANTA GENTE RICA USANDO A AVENIDA LITORÂNEA PARA CHEIRAR CRACK, ESTUPRAR, ASSALTAR, E ESTE POBRE HOMEM FOI O ÚNICO ERRADO QUE O SR PROMOTOR VIU ?

  42. O mundo é um picadeiro de espetáculos, há pessoas que usam um tipo de máscara pra cada ocasião, como este CLAUDIO GUIMARAES como nao aparece em nada ate hoje ..adora uma midia em todo lugar sempre aparece um mascarado brincando de fantasias, e o mundo continua imundo!” Foi um chute muito bem dado na perna direita da sociedade maranhe.este cidadao é um um esnobe.”

  43. Esse promotor é o retrato da tirania “forte com os fracos e fraco com os fortes”, queria ver esse mesmo empenho dele para “guinchar” os corruptos.

  44. ESSE PROMOTOR É UM INFELIZ, […], IGNORANTE, ARROGANTE, MAL AMADO, […], AO INVÉS DE ELE TERMINAR DE LASCAR COM O PIRATA DEVERIA ERA TÁ INFERNIZANDO ERA A VIDA DOS POLITICOS LADROES, SEU PROMOTOR EU LHE DESEJO TUDO DE RUIN DA MESMA PROPORÇÃO QUE VC TA FAZENDO COM ESTE POBRE SENHOR . SEU BORÇAL INFELIZ .DESGRAÇADO .

  45. Guimarães quer que eu conte a mijada que recebeu da desembargadora Nelma?

    mexeu com o sobrinho da desembargadora e ele disse que não estava fazendo nada de errado, mas mesmo assim continuou a chatear.
    Até que ele ligou para a tia dele, contou a situação, e disse, Seu Promotor, Nelma que falar com o senhor.
    – Ele ainda respondeu, Nelma? quem é Nelma?
    O garoto passou o telefone para ele, e depois falou com ela, devolveu o celular, e saiu com rabo de baixo das pernas sem dizer nada!

  46. Promotor soberano.. imagina um cidadao desse com poder de decisao..
    Porq ele nao manda em nada
    talvez na cs dele..do portao pra dentro
    pois a calçada e publica

  47. Se o Brasil fosse um país sério essa história nem teria acontecido é fácil falar enquanto se arrota champanhe até parece que viver em um fusca é opção, na minha opinião é necessidade porque o fusca já desconfortável até pra dirigir imagina para morar Boa Sorte em busca de um teto :\

  48. Coitado desse promotor! Acho que ele não conhece a lei de semeadura! Um ser humano desse tipo se acaba podre em cima de uma cama!!!

  49. No texto acima, assinado por mim, caberia fazer algumas perguntas mais e muitas afirmações a este promotor “positivista”, que ordenou à SMTT retirar o fusca-moradia do “Pirata da Litorânea” para um depósito da Prefeitura. As perguntas e as afirmações seriam muitas, mas não cabe fazê-las aqui… Uma perguntinha, entretanto, pede resposta. É a seguinte: “Promotor Claudio Guimarães, o senhor já se sentou em algum bar ou restaurante alguma vez na Litorânea? Por que se fez isso, descumpriu seu dever constitucional de agir contra qualquer crime, e prevaricou…!” A simples existência de uma atividade particular em área de uso comum do povo é crime. E poluir é crime! E só aí vão duas infrações à lei que V. Exa. não vê na Litorânea! Então, que espécie de “promotor de justiça” é o senhor, que só promove justiça contra um pobre diabo, como o Pirata? Diz o princípio legal que (o cidadão pode e) a autoridade deve agir diante do crime. E V. Exa., cujo dever constitucional é o de ser o guardião da Lei, já se sentou num bar da Litorânea? Se fez isso, prevaricou. E prevaricação é motivo cassação de função, de afastamento da atividade do funcionário público! E V. Exa. sabe que não passa disso, não é? Não passa de funcionário público…!

  50. Alguém me esclareça por favor: estamos falando de São Luis do Maranhão? Se for, essa argumentação patética desse promotor deve ser recebida, no mínimo, com uma sonora gargalhada. Logo o Maranhão, que vem sendo “estuprado” pela família Sarney a sei lá quantos anos? Esse promotor merecia levar pelo menos uma surra, pra aprender a dar prioridade ao que é realmente importante. É por causa de gente assim que os Sarney e Cia fizeram do Brasil essa merda que é hoje.

  51. Era bom que o promotor (com letra minúscula mesmo), peitasse os empresários do transporte coletivo, e retirasse de imediato, as verdadeiras CARCAÇAS que rodam nessa cidade, se dizendo transporte………É claro que ninguém pode fazer suas necessidades fisiológicas na rua, mas promotor, quem lança DEJETOS e COLIFORMES FECAIS na litorânea, poluindo as praias????? Os bares, os milionários prédios localizados nas dunas????? Pois é, isso sim, afasta os turistas…….Vamos ser vigilantes daqui em diante, para ver as próximas determinações desse senhor………..vamos ver se vai importunar algum ricaço………..Ah promotor, tem posto de gasolina, que para ser construído, aterrou o mangue……..é ali no Ipase…….e aí???????????

  52. É lamentável a condulta deste Promotor, e são para estes tipos de promotores que assistimos manifestações alienadas em todo Brasil contra a PEC 37, com o único objetivo de dar-lhes ainda mais poder, imaginem onde vamos chegar, os abusos não terão limites. Quero citar o comentário acima de Julio Cesar, ele tem toda razão, há um muro de uma casa que invadiu a metade da Rua Copacabana na esquina com a Litoranea, onde por esta razão não há calçada, e as pessoas dividem o espaço com os carros, um absurdo, e já passou da hora do Ministério Público tomar uma atitude, afinal uma pessoa se apossou da Via Pública em detrimento de milhares de pessoas, e nem a Prefeitura e muito menos o MP até hoje nada fizeram.

  53. Realmente todo mundo acha que pode sair ocupando os espaços irregularmente em São Luis. Contudo, como fica a casa do nosso Promotor Cláudio, que está na orla da praia de olho d’agua? Será que está de acordo com a Lei no 7.661, de 16 de maio de 1988, que institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro? Como é senhor promotor, dois pesos e duas medidas? Só o pobre que deve respeitar a lei (mesmo que o coitado não tenha feito nada)?

  54. KKK, TENHO QUE RIR DE UM CARA DESSES QUE SÓ É PROMOTOR NESSES CASOS, QUER APARECER NA MÍDIA COM UMA AÇÃO INSIGNIFICANTE COMO ESSA DO PIRATA, PORQUE VOCÊ NÃO USA ESSA LEI EM TODOS, FACÇÃO DE BANDIDOS TU NÃO QUER NÉ!!! E POR SINAL SE FORMOU MAS NÃO TEM NENHUMA EDUCAÇÃO, VAI DAR ESSA TUA RESPOSTA “(QUEM TEM PENA DAR UM QUARTO)” PARA UM DESEMBARGADOR, PARA UM JUIZ E OUTROS INFLUENTES NA POLITICA, DUVIDO MUITO…TENHO PENA É DE VOCÊ E NÃO DO PIRATA..

  55. Abuso de poder,O Mp Como fiscal da lei deveria interferir junto onde compete a questão da moradia pra esse cidadão!! segundo a Carta Magna é um direito constitucional, esse promotor gosta de aparecer, faça valer o direito dele de verdade Promotor que gosta de ”trabalhar”!!! pobre Ministério Público!! =/

  56. Promotor Cláudio Guimarães o Senhor quer realmente trabalhar! então mande retirar um trator que se encontra em uma via publica no bairro do recanto do vinhais a mais de 15 anos,se a sua ordem não for acatada,o Senhor aproveita e notifica (SMTT) em particular o titular da pasta a Responder ação por Improbidade Administrativa.

  57. Senhores,
    Este promotor esta CERTO! A mendicancia, vadiagem, etc… sao crimes previstos em lei e sao cometidos diariamente por uma multidao sem quaisquer questionamentos de quem quer que seja; e o incrivel, e que nos aceitamos pacificamente – sao problemas sociais. O que ele poderia ter acrescentado, seria acionar a Previdencia Publica, pois tambem esta prevista em lei a acao da Previdencia para auxiliar o cidadao, quanto a conceder-lhe a oportunidade de construir uma vida digna. A acao dos desavisados por conta da apiedacao publica, mais paresce uma oportunidade para AUTO-PUBLICIDADE utilizando-se dos problemas alheios e do dinheiro publico, E ISTO TAMBEM E CRIME. Se continuarmos nessa direcao, por equidade, teremos que fazer o mesmo por todos os cidadaos brasileiros ou autorizados a residir nesse pais, que vivem na mesma condicao do “Pirata” e nao deveriam, pois existe um orgao publico responsavel, pelo qual nossos impostos pagam. Se ele, o “Pirata” e comprovadamente incapaz de cuidar-se e manter-se, este mesmo orgao deveria te-lo acolhido e buscado solucionar o problema desse cidadao. Mas a acao de criar espaco privado dentro de um espaco que e publico, e dedica-lo a um unico cidadao, distorce a ideia do direito publico e torna privado aquilo que seria direito de todos. Entao isto abre as cortinas da nossa torpe visao para muitos outros problemas da vida privada de cidadaos em semelhante condicao de vida existentes em nosso pais, para os quais o servico publico ainda nao criou, ou foram esquecidos, os cuidados e direitos necessarios para prover-lhes qualidade de vida e dignidade – a isto chamamos SERVICO SOCIAL. Se a atual administracao da Prefeitura de Sao Luis e demais orgaos publicos estao dedicando esforcos e recursos ao “Pirata”, digo-lhes: acabaram de conceder-me e a todos os demais a mesma distincao – tambem quero o mesmo direito. Identifiquem os problemas que afetam a vida publica e resolvam-os com etica e dentro do espectro da lei, nao no calor dos entusiasmos emocionais.

  58. O bairro da Cohab, pra quem nao sabe era cheio de pracinhas, em cada rua havia uma pracinha PUBLICA, hoje em dia ate casa construída e area de lazer existe, A FISCALIZAÇÃO ? Fez e continua a fazer vista grossa!!! Existe um órgão fiscalizados? Pode ate existir, mas so atua pra multar pobre que nao tirou ordem de serviço no CREA pra fazer a calcada!!!!

  59. Guimarães, esse tipo de “cão” era para voçê ter deixado dormindo ! Existem problemas com prioridades maiores com que se “preocupar”, do que com um vivo à beira da existência !

  60. Gostaria de saber do ministério público porque não tem a mesma ação contra os donos de bares que ocupam o aterro do Bacanga. Os quiosques que foram cedidos se transformaram em bares gigantescos e restaurantes que estão cada vez mais se ampliando e ocupando irregularmente uma área pública, talvez o poder dos empresários do aterro não permita , o promotor só consegue agir contra pobres coitados.

Os comentários estão fechados.