Pesquisa Escutec também mostra crescimento de Edivaldo Júnior

pesquisa

A pesquisa do Instituto Escutec divulgada na edição deste domingo no jornal O Estado mostra que o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) aparece em segundo atrás somente da deputada Eliziane Gama (PPS). No levantamento anterior do instituto, o prefeito de São Luís aparecia em terceiro atrás do ex-prefeito da capital, João Castelo (PSDB).

A Escutec ouviu 807 pessoas nos dias 10 e 11 deste mês e tem margem de erro de quatro pontos percentuais.

No primeiro cenário, a Escutec perguntou em quais candidatos o eleitor votaria caso a eleição fosse hoje. A deputada Eliziane Gama (PPS) aparece com 28,7% seguida pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT) com 20,6%. O ex-prefeito João Castelo (PSDB) obteve 16,5% dos votos dos entrevistados, Roberto Rocha (PSB) com 9,2%, Rose Sales (sem partido) com 6,7% e Ricardo Murad (PMDB) com 4,6%.

Saulo Arcangeli (PSTU) aparece com 1,4% e Antônio Pedrosa (PSOL) com 1%. Votaram na opção nenhum dos candidatos, 3,6% dos entrevistados e 7,8% disseram que não sabem ou não responderam.

Em outro cenário, o ex-prefeito Castelo foi substituído pelo deputado Neto Evangelista (PSDB) e o senador Roberto Rocha foi substituído por Bira do Pindaré (PSB). Com isso, Eliziane obteve 30,1%. O prefeito Edivaldo aparece de novo em segundo com 23,5% e Neto Evangelista aparece com 8.2%.

Bira do Pindaré aparece com 8,1% seguido por Rose Sales com 7,4%, Ricardo Murad, 5%, Saulo Arcangeli, 1,9% e Pedrosa 1,5%. Em nenhum dos candidatos somou 3,1% e não sabe ou não respondeu, 11,3%.

Na pesquisa Escutec foram feitos cinco cenários para o segundo turno. No primeiro, a disputa seria entre Eliziane Gama e Edivaldo Júnior e ela venceria se as eleições fossem hoje com 47,7%. Edivaldo Júnior aparece com 26,3%. Nenhum dos candidatos, 9,9% e não sabe e não respondeu, 16,1%.

No segundo cenário, a disputa mostrada é entre Eliziane e Castelo. Ela contabilizou 48,2% da opinião dos entrevistados. O tucano ficou com 22,1%. Nenhum dos candidatos, 13% e não sabe e não respondeu, 16,7%.

No terceiro cenário, a disputa é Eliziane e Roberto Rocha sendo que ela venceria com 50,1% e Rocha aparece com 19,7%. Nenhum dos candidatos, 13,3% e não sabe e não respondeu, 17%.

Já em uma disputa entre o prefeito Edivaldo Júnior e o ex-prefeito Castelo. Edivaldo venceria as eleições com 36,2% e Castelo ficaria com 31,5%. Nenhum deles somou 14,6 e não sabe ou não respondeu, 17,7%.

No último cenário para segundo turno aparece Edivaldo Júnior com 38,8% contra 21,9% Roberto Rocha. Nenhum deles somou 16,6% e não sabe ou não respondeu, 22,7%.


5 pensou em “Pesquisa Escutec também mostra crescimento de Edivaldo Júnior

  1. Estou desconfiado desta pesquisa. Não acredito que a mídia oligárquica está puxando brasa para a sardinha de holandinha de graça! sem nada $$$$$ em troca !

  2. Espero que a população da ilha tenha bom senso em 2016, na hora de votar e não repita o erro de 2012 porque opções de candidatos não vai faltar e francamente mais quatro anos com Edivaldo Jr. é chover no alagado.

  3. O que é visto é a emoção momentânea do asfalto espalhado nas avenidas dos bairros de São Luís. Sendo que, gostaríamos de vê as ações do prefeito junto à área da saúde, educação e transporte público.
    Na saúde temos a sociedade humilhada na fila de marcação de consulta do SUS, no Socorrão I e II pacientes espalhados nos corredores dos hospitais e funcionários sem condições dignas de trabalho, correndo o risco de uma infecção. Sendo que, o prefeito e a secretária não conseguem dá solução aos problemas.
    Nas escolas, reclamação por falta de estrutura e condições dignas de permanência de alunos e professores na maioria das escolas.
    Ônibus chamado de lata velha, que a maioria das empresas está com sua frota em circulação fora do prazo determinado por lei.
    E para finalizar vamos esperar as chuvas que estão chegando, e ai iremos vê o sofrimento da população.
    Depois iremos vê as pesquisas divulgando a popularidade do prefeito de São Luís. Será que ele ainda vai atribuir a situação à gestão anterior?

  4. Pingback: Cresce rejeição à gestão Flávio Dino em São Luís | Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.