PGJ: Luiz Gonzaga firmou pacto pela nomeação de mais votado, mas…

gonzagaO novo procurador-geral de Justiça do Maranhão, Luiz Gonzaga Martins Coelho, firmou no início do mês de maio um pacto com todos os colegas que disputavam com ele a vaga de titular da PGJ: se não fosse o primeiro colocado na eleição, apoiaria a nomeação do mais votado.

O documento acima, assinado no dia 9 de maio, uma semana antes do pleito, é claro. Nele, Gonzaga diz assumir “o firme e inarredável compromisso em pleno apoio à nomeação do candidato mais votado”, caso ele próprio não fosse o primeiro colocado.

Como ele, todos os demais integrantes da lista tríplice encamnhada ao governador Flávio Dino (PCdoB) assinaram um termo de compromisso igual a esse.

Ao se abrirem as urnas, Luiz Gonzaga apareceu em segundo lugar, com 183 votos – Augusto Cutrim conseguiu 212.

Na tarde de ontem (30) Gonzaga foi nomeado procurador-geral de Justiça.


17 pensou em “PGJ: Luiz Gonzaga firmou pacto pela nomeação de mais votado, mas…

  1. Parabéns ao governador Flávio Dino que não respeitou o voto da maioria, mas principalmente, parabéns ao novo procurador-geral de Justiça, o senhor Luiz Gonzaga, que provou que sua palavra não vale o escrito!

  2. Embora não tenha respeitado a eleição que apontou outro como mais votado, acho que foi uma boa escolha. Conheço o Dr. Gonzaga desde jovem e reputu-o como pessoa integra, trabalhador e que ama o que faz. Embora não concordar com esse governo comunista mas concordo com a escolha.

    • Um detalhe: em momento algum emiti qlq juízo de valor sobre o novo PGJ. Nem poderia, já que não o conheço.

  3. Quanto é que estão te pagando dessa vez?
    Tu não tem passado para falar dos outros cara.

    • Problema de alguns é que eles me medem por suas próprias réguas… Primeiro seja homem pra se identificar corretamente. Depois venha aqui debater comigo

  4. Ei, Gilberto Leda, o imão de Flávio Dino, dizem, lidera a corrida para chefiar a Procuradoria Geral da República. Já pessou se Michel Temer escolhe o segundo? O que vai dizer Flávio Dino nas redes sociais da vida, hein? Nem o irmão procurador vai poder falar alguma coisa. kkkkk

  5. O Governador mostrou mais uma vez a falta de respeito com a autonomia das classes, assim como fez com a Defensoria Pública quando ele nomeou o 2º. colocado. A Constituição Federal atribui ao Governador o poder de escolha através da lista tríplice apresentada pela classe, até ai tudo bem, acontece que ele próprio tinha afirmado que não interferiria nas decisões das classes só mostrou que ele escolheu de acordo com sua conveniência e seus interesses, e o novo Procurador firmou um compromisso perante sua classe e se ele tivesse dignidade fazia valer sua palavra. Dois homens sem palavra, nosso estado está bem representado.

  6. Os signatários “assumiram compromisso com a investidura do candidato mais votado” . Não está afirmado que, em caso do Governador escolher outro, não aceitariam ser nomeados. E, em se tratando de quem sabe o que ESCREVE E ASSINA, não há incoerência. Quando se assina ou se ler algum texto é necessário saber o sentido do escrito.

Os comentários estão fechados.