Promotor citou acordo por decisão favorável da Justiça contra Roseana

Uma declaração do promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária, chamou atenção dos mais atentos observadores durante coletiva à imprensa, na quinta-feira.

Autor da denúncia contra dez acusados de conceder compensações de créditos tributários ilegais a empresas – dentre eles a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) -, o membro do Ministério Público antecipou que a juíza Cristiana de Sousa Ferraz Leite, da 8ª Vara Criminal de São Luís, daria uma decisão ontem (4).

“Eu não disse que não fiz. Eu fiz. Eu só não quero antecipar, porque perde o sentido. Já que vai ser decidido na sexta, até por um o acordo que fiz com a juíza, então vou esperar a manifestação em respeito a ela”, declarou.

O promotor não explicou de que tipo de acordo estava falando. Mas, de fato, na sexta-feira – segundo material distribuído pelo próprio MP – a juíza deu um despacho aceitando a denúncia , e transformando em réus todos os acusados.

Política

Outro dado curioso do caso diz respeito à nota oficial da ex-governadora Roseana Sarney.

No comunicado ela diz estar sendo atacada por “ambição politica”. Mas não explicitou do que falava quando se referiu a isso.

Um registro do site da Ufma, no entanto, pode ser a explicação. Na imagem abaixo, aparece o promotor Paulo Roberto Ramos ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB), no Palácio dos Leões.

Ramos é professor da Ufma e foi até o comunista em setembro pedir apoio para um evento de Direito do qual ele é organizador.

Era provavelmente a isso que a peemedebista se referia…


3 pensou em “Promotor citou acordo por decisão favorável da Justiça contra Roseana

  1. Todos os blogueiros baboes estão defendendo Roseana kkkkk São tudo corruptos como ela kkkk bando de safados

  2. A rigor, a mprensa tem o dever de cobrar desse promotor de justiça qual acordo ele teria feito com a juíza, a qual ele se referia nessa intrigante coletiva!? E se, por acaso, existe este Instituto no ordenamento jurídico brasileiro!!!?????

  3. Acho muito difícil Gilberto, o governador entrar ou se deixar arrastar para o meio desse imbróglio, aí sim a coisa estaria politizada. Como ele fará isso? basta ficar calado, ele e os outros membros do governo. Isso é um caso de justiça, e lá deve ser tratado.

Os comentários estão fechados.