Justiça cassa prefeito de Magalhães de Almeida

O juiz Isaac Diego Silva, da 51ª Zona Eleitoral, cassou os diplomas do prefeito e do vice-prefeito de Magalhães de Almeida, respectivamente, Tadeu de Sousa (PMDB) e Francisco das Chagas Vieira (PP).

A dupla foi acusada, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, de abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral de 2016.

Além de cassados, eles foram considerados inelegíveis por oito anos e condenados ao pagamento de multa de mais de R$ 55 mil.

O vereador Antônio Castro também teve o diploma cassado e punido com inelegibilidade.

Mesmo com as irregularidades, Tadeu de Sousa venceu a eleição com apenas 80 votos de vantagem sobre seu adversário, Costa Júnior (PCdoB).

O peemedebista teves 4.895 votos, contra 4.815 do comunista.

Como a votação do prefeito cassado foi superior a 50% dos votos válidos, Magalhães de Almeida deve ter nova eleição, caso o TRE-MA confirme a decisão do juiz de base.

Veja abaixo a sentença

SENTENÇA pt. 01
SENTENÇA pt. 02


6 pensou em “Justiça cassa prefeito de Magalhães de Almeida

  1. Gilberto,
    Um tempo atrás você lançou uma campanha para obter informação sobre o prof. Eli Sócrates, conhecido mais como prof. Sócrates. Você teve algum resultado?

    • Acho que sim. Vou pesquisar nos registros do blog. Me.parece que ele estava em.BSB. mas vou confirmar isso

  2. Tadeu junto com o chefe da quadrilha Neto Carvalho Ex-prefeito afastado também por corrupção comandam uma verdadeira quadrilha em Magalhães de Almeida. Eles sempre usaram este expediente de compra de votos. Na véspera da eleição eles mandam pessoas na casa onde tem o cartaz do adversário e pegam ou o titulo ou o documento com foto do eleitor. Isso é prática comum. Cadeia pra estes bandidos!

  3. Gilberto, o Grupo de Neto Carvalho costumeiramente nas últimas 3 eleições lançam mão da mesma estratégia, “compra de voto” e o JUDICIÁRIO desssa vez, não deixou passar. Estamos confiante que a justiça seja feita e resultado corrigido.

Os comentários estão fechados.