Deputada tenta forçar diretora a assinar ponto de servidora de UPA

A deputada Ana do Gás (PCdoB) foi flagrada nesta semana numa discussão com a diretora da UPA do Parque Vitória, Camila Maia, a respeito da folha de frequência de uma indicada sua – que seria irmã da parlamentar.

O caso foi todo gravado em vídeo (veja logo abaixo).

Nas imagens, a comunista aparece coagindo a diretora da UPA a assinar documentos confirmando a presença de uma funcionária. Mas ela se nega a atender a ordem, alegando que a servidora não comparecia ao local de trabalho e que só após a efetivação da cobrança de ponto a indicada da parlamentar começou a aparecer para trabalhar meio expediente.

“Eu só sei te dizer que eu não vou me corromper, eu não vou me corromper. Eu não vou assinar uma folha de uma pessoa que não comparece. Depois que eu comecei a assumir, foi que você vem, você faz o seu horário das 8h às 11h. Depois que o ponto apareceu, foi que ele fica até 12h. E conversou comigo, Camila eu não tenho condições…”, diz Camila Maia no vídeo.

A deputada, então, faz uma espécie de ameaça velada e sugere que pode haver outros casos de funcionários que não cumprem horário na unidade.

“Nós temos que ter cuidado, Camila, sabe por quê? Porque pode acontecer de outras pessoas que você encobre aqui também não estar vindo. Porque nós vamos monitorar, também, da mesma forma que você está cobrando dela, que ela tem que cumprir com seus deveres e cada um cumprir com os seus deveres. E isso a gente vai resolver”, rebateu a parlamentar.

Ana do Gás ainda diz que acionará o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, para resolver a questão.

“Você pode falar o que você quiser. Vamos ao que interessa. Eu vou lá para a Secretaria [de Saúde] e vou pedir para o secretário lhe mandar um documento. Você quer que publique esse documento?”, questiona Ana do Gás, aparentemente referindo-se a alguma ordem para validar o ponto da servidora.

“Se ele me mandar aqui um documento, não tem problema nenhum. Eu só não quero me corromper”, responde a diretora.

 

Pegadores

O caso é emblemático porque estoura exatamente no momento em que o governo Flávio Dino (PCdoB) se vê pilhado pela Polícia Federal num esquema de desvios de recursos públicos que já pode ter gerado prejuízo de mais de R$ 18 milhões ao Estado.

Segundo as investigações da Operação Pegadores, um batalhão de funcionários fantasmas foi abrigado na Saúde do Maranhão para atender a interesses de aliados do Palácio dos Leões.

Explicações

O Blog do Gilberto Léda já procurou a deputada Ana do Gás para comentar o assunto. Ela disse que dará retorno após sair de um encontro do PDT.

A diretora da UPA, Camila Maia, também foi acionada para se posicionar – sobretudo sobre a denúncia de que ela acoberta servidores que não trabalham na unidade -, mas ainda não respondeu às solicitações.

O vídeo exibido acima foi encaminhado pelo blog ao secretário Carlos Lula. Ele confirmou que a servidora é irmã da deputada, e que ela é concursada do Estado “há 23 anos”.

Disse, ainda, que não é verdade que a servidora não comparecia ao local de trabalho.


27 pensou em “Deputada tenta forçar diretora a assinar ponto de servidora de UPA

  1. Não consigo entender, se as UPAs vivem abarrotadas de funcionários presenciais e também de funcionários fantasmas indicados por políticos aliados a Flávio Dino, então por que nada nelas funciona é uma esculhambação?

    Léda, como bem observaste toda essa confusão de agentes do governo, políticos do PCdoB e PT, outros políticos e funcionários que não aceitam acobertar malversações do dinheiro público, é só por causa da Operação Pegadores.

    Interessante anotar ainda que todos esses funcionários da “lista complementar” que deixarão de receber a partir de agora dinheiro da Saúde, tendo em vista a Operação e os outros que terão os seus pontos cortados, irão se zangar e votar contra o governador em outubro de 2018, porque toda essa gente é cambiante: cessando o dinheiro cessará as juras de amor e o voto.

  2. Essa Ana do Gás é outra Curado, quanta corrupção nesse governo Flavio Dino da mudança, que mudança!!!

  3. Por onde anda Bira do Pindaré e Rato Branco que no governo passado estrebuchavam de tudo e agora permanecem calada? São coniventes!!!

  4. Se no Maranhão houvesse Ministério Público, se ele não fosse somente um custo enorme para manter marajás trabalhando terça, quarta e quinta, com 2 meses de férias e aposentadoria integral, essa deputada seria processada.
    Sua campanha milionária, dizem ter custado mais de 20 milhões, foi toda custeada com dinheiro roubado da prefeitura de Santo Antonio dos Lopes, um município que recebe milhões de royalts do gás que abastece a usina termelétrica.
    Santo Antonio dos Lopes, apesar de receber FPM e Royalts, continua a mesma cidade ruim de sempre, suja, sem esgoto, sem arborização, sem limpeza, porque o dinheiro é roubado pelo prefeito, marido da ANA do GÀS.
    São dois vigaristas , deviam estar presos.

  5. Ainda vai sobrar para a pobre da chefa…que é a única honesta nessa história. No vídeo a deputada admite que a irmã não trabalha e me vem esse Secretário afirmar que ela comparece sim. Esse pessoal não tem mais vergonha na cara mesmo.

  6. Quem vai dançar nessa história é a que não validou a folha.
    E com a PF em cima, Carlos Lula vai dizer que a mulher era fantasma?
    Será que tava na lista da saúde ?

  7. Considerando que esse video é do conhecimento público a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa deverias se manifestar

  8. Seu Carlos Lula, eu não sei se “senhor” é que é inteligente demais ou se nós, maranhenses, imbecis ao extremo, quer dizer se porque a tal mulher é concursada há 23 anos ela não precisa trabalhar, só assinar o ponto e depois receber o contracheque? eu também sou concursada e vou trabalhar todos os dias e feliz por ter um emprego sem precisar de padrinhos políticos. Cada dia o desgoverno de Dino nos faz sentir saudades do desgoverno de Roseana. #foradino# 2018

  9. o blogueiro diz que o secretario desmente a diretora mas nao apresenta provas deve ser mais um comandado pela Ana do Gás, tome vergonha blogueiro e nao mude o foco da situação vc esta sendo mais um fantoche dessa politica falida, se vc teve a possibilidade de publica que seja verídico pois contra provas não há argumentos todos na UPA todos são sabedores que a irmanzinha da Ana não vai trabalhar e vc agora vem dizer que não é verdade, te toca rapaz e deixa de ser inescrupuloso. Prove que o secretario disse isso. Achei que vc fosse um blogueiro serio.

  10. É muita putaria nesse governo e Flávio Dino, […]o, não faz nada, fica só com essa risadinha de abestado vendo o circo pegar fogo pra depois ir colocar a culpa no Sarney.

  11. Com certeza, vai sobrar pra diretora. Quanta corrupção! E pensar que essa tal Ana do Gás representa a população. Lamentável! Esse é o Maranhão de Tolos , porque de todos, só se for de todos os amigos de Flávio Dino.

  12. Deixa ver se entendi o raciocinio do Sec. Saúde. Quer dizer que ter 23 anos de serviço público é pressuposto pra não trabalhar mais nesse governo. É só assinar o ponto e pagar o contracheque na internet e bingo. Há mais isso pros servidores fantasmas né? Claro se é fantasma não aparecer, é só pegar o contracheque na internet. Quer mais moleza que isso, vai sentar no pudim! kkkkk

  13. Só peço ao titular do blog que não deixe essa história morrer pois está nítida a coação dessa senhora que está deputada. Em respeito aos seus leitores peço que acompanhe para que mais um servidor tentando fazer a coisa certa não seja injustiçado pela corrupção e pela atitude cruel desses poderosos que acham que podem fazer de tudo na máquina publica e que a população tem que engolir tudo calada.

  14. Cadê o secretário Rodrigo Lago com a sua pomposa secretaria de Estado de Transparência e Controle? E a delegada Ana Carla, Corregedora-Geral do Estado e ex-mulher de Zé Reinaldo Tavares? O que essas pessoas fazem realmente nesse Governo, são pagos pra quê!!???

  15. Pingback: Ana do Gás e diretora de UPA devem explicar à PF briga sobre folha de ponto – É São Luís

Os comentários estão fechados.