Microcefalia: governo suspende tomografias no Juvêncio Mattos

Famílias de crianças maranhenses com microcefalia que usufruíam do serviço de tomografia do Hospital Juvêncio Mattos, em São Luís, estão apreensivos com a suspensão do atendimento na unidade.

Médicos relataram ao Blog do Gilberto Léda que o local recebe pelo menos 150 crianças por mês, a maioria delas oriunda do projeto Ninar. Mas o serviço vai parar.

Como já parou, também, o atendimento de mamografia por meio da Carreta da Mulher e o serviço de tomografia do Hospital Regional Dr. Jackson Lago, em Pinheiro.

Outro lado

Em nota, a SES garante que a Carreta da Mulher não parou de funcionar, apenas que será gerida, agora, pela Secretaria da Mulher, não mais pela Saúde. E que o tomógrafo da unidade de Pinheiro aguarda a chegada de uma peça para voltar a funcionar.

“Enquanto isso, os pacientes do hospital da baixada estão sendo redirecionados para outras unidades para realização do exame”, diz o comunicado,

Em relação às tomografias das crianças do projeto Ninar, no Juvêncio Mattos, a SES afirma apenas “que os serviços da rede estadual de saúde passam por realinhamento”, garante que “as mudanças em nada prejudicarão a assistência ofertada aos pequenos maranhenses, que continuarão tendo garantido o exame em unidades da rede estadual da capitas”, mas não diz como, nem quando.

Uma pena…

Acompanhamento

Médicos ouvidos pelo Blog do Gilberto Léda apontam para os prejuízos às crianças com a suspensão desse atendimento no Juvêncio Mattos.

Segundo eles, a maioria nascidos com microcefalia evoluiu para um quadro de hidrocefalia. “O que intensifica mais a necessidade de tomografias, para estudos sequenciais dos resultados”, esclareceu um deles.

Ainda de acordo com o relato dos profissionais, não apenas crianças do projeto Ninar são atendidos, mas também recém-nascidos oriundos da Maternidade Marly Sarney, de UTI Pedriátrica e do interior.


13 pensou em “Microcefalia: governo suspende tomografias no Juvêncio Mattos

  1. Estas mães já possuem dificuldade para encontrar tratamentos que melhorem a condição de vida de seus filhos.
    Com o fechamento da tomografia a dificuldade ficará ainda maior.
    A tomografia pediátrica é especializada para receber crianças da rede pública de saúde.
    É inaceitável o fechamento de uma parte fundamental no diagnóstico destas crianças!!!

    • Isso é um absurdo! Total falta de respeito com a população. Tirar um serviço de Tomografia que é essencial para o acompanhamento de crianças em risco!

  2. Suspensão deste serviço é uma atitude muito séria pois tira uma arma poderosa de tratamento e diagnóstico para uma grande maioria da população carente de nosso Maranhão…LAMENTÁVEL 🤔

  3. É com grande pesar que estou vivenciando esta notícia. As tomografias dos hospitais públicos estão superlotadas e não são especializadas para atendimento pediátrico, pois este, exige aparelhos de anestesia e o médico anestesiologista. O projeto de luta contra contra a Zika, iniciado pelo governo federal em 2015, conta com apoio multidisciplinar e não tem data para terminar, pois os casos de Zika aumentaram 25% no país de 2018 para 2019. Porque o GOVERNO DESTROI ALGO QUE ESTÁ DANDO CERTO E ASSISTINDO ÀS NOSSAS CRIANÇAS? PORQUE?

  4. E lamentável isso que está acontecendo. O que vai ser dessas crianças que necessitam desse exame. Sendo que em outros locais é um caos pra conseguir .

  5. E pra piorar a situação os carros fumaces do Estado, estão jogados dentro de um depósito na Areinha. O governo do Estado, deveria repassar através de convênio aqueles carros ao município de São Luís, e outros que correm risco de um novo avanço do zica vírus e outras doenças transmitidas pelo aedes.
    Em Pernambuco, voltou a crescer os casos, aqui no Maranhão, não está difícil acontecer o mesmo em algumas cidades, mas o governo e a prefeitura de São Luís, e dos demais municípios fecham os olhos, e assim seguem as coisas…

  6. Há informações de que a verdade não é nem essa. Há relatos de que o aparelho não encontra-se com problemas… a não realização dos exames parece decorrer da falta de pagamento… 🙈🙈

    Se for esse o motivo de fato a situação é ainda pior, pois falta transparência ao governo para falar a verdade.

    Somente uma fiscalização local pudesse confirmar tal condição.

    Será que não caberia aos nossos deputados uma fiscalização?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *