Alcântara: comissão aprova relatório do acordo Brasil/EUA

A Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados aprovou hoje (21), por 21 votos a 6, relatório do deputado federal Hildo Rocha (MDB) a favor do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) para uso comercial da base de Alcântara, assinado entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos (saiba mais).

Apresentaram votos em separado os deputados Arlindo Chinaglia (PT), Perpétua Almeida (PCdoB), Tadeu Alencar (Psol), Camilo Capiberibe (PSB), Glauber Braga (Psol) e David Miranda (Psol).

________________Leia mais
Alcântara: deputada do PCdoB adiou votação do acordo Brasil/EUA

Em seu parecer, Rocha destacou a importância do AST para a operação comercial do Centro Espacial de Alcântara.

“Para o Brasil, o AST representa um mecanismo que permitirá a operação comercial do Centro Espacial de Alcântara, até hoje emperrada, e a oportunidade de tornar realidade a política espacial brasileira, gerando desenvolvimento tecnológico, social e econômico”, diz o texto.

Ainda segundo o relatório, o acordo não representa qualquer risco à soberania nacional.

“O AST não representa qualquer afronta à Soberania Nacional, não indo além de mero acordo de natureza comercial protegendo a tecnologia norte-americana embarcada em foguetes e satélites de qualquer nacionalidade que venham a ser lançados no Centro Espacial de Alcântara”, completa.

Baixe aqui a íntegra do relatório.


1 pensou em “Alcântara: comissão aprova relatório do acordo Brasil/EUA

  1. Gostaria que fosse investigado aqui no MA um filho de deputado federal vendendo terras no interior, nas áreas de Chapadinha e Vargem Grande., como se as terras
    não tivessem donos. Os proprietários das terras já foram avisados.. Eita MA que tem muita terra VERDE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *