Aldenora Bello já suspendeu 120 cirurgias desde quinta-feira

O Hospital do Câncer Aldenaora Bello já suspendeu 120 cirurgias desde quinta-feira passada, quando foi anunciada a paralisação do serviço de pronto atendimento por falta de recursos e problemas com o fornecimento de oxigênio.

Tomografias e radioterapias para crianças também não estão sendo realizadas no momento.

Infeliz coincidência, a situação da unidade de saúde agravou-se exatamente no início do “Outubro Rosa” mês dedicado à consciência para a prevenção e o combate ao câncer de mama.

Nesta segunda-feira (7), durante entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, no Bom Dia Mirante, o deputado federal Eduardo Braide (PMN) voltou a cobrar a liberação de recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer para garantir a retomada dos atendimentos.

“Não faz sentido haver recursos no Fundo Estadual de Combate ao Câncer e eles não serem liberados”, reclamou


4 pensou em “Aldenora Bello já suspendeu 120 cirurgias desde quinta-feira

  1. O Hospital do Câncer Aldenora Bello (HCAB), pertencente à Fundação Antônio Jorge Dino, retomará até o final desta semana os serviços de cirurgias oncológicas à população. Os procedimentos estão suspensos desde a semana passada, devido aos riscos de desabastecimento de oxigênio por problemas nos motores de ar comprimido.

    A normalização dos serviços será possível graças a uma ajuda extra da direção do Título de Capitalização Maracap, que está destinando R$ 60 mil para que o hospital solucione o problema.

    Localizado no bairro do Apeadouro, em São Luís, o Aldenora Bello é uma das poucas instituições de saúde voltada para prevenção e tratamento do câncer no Maranhão, sendo a maioria de sua clientela assistida pelo Serviço Único de Saúde (SUS).

    “Recebemos esse auxilio extra de R$ 60 mil reais do Maracap para pagarmos o conserto dos motores de ar-comprimido. Nessa semana o Hospital deverá voltar a remarcar as cirurgias. Chamaremos o pessoal que estava atrasado e continuaremos a atender à população”, disse o vice-presidente da Fundação Antonio Dino (FAD), Antonio Dino Tavares, no registro em programa da TV Cidade, apresentado por Sérgio Murilo, em que a ajuda foi anunciada.

    As falhas apresentadas nos motores poderiam ocasionar problemas durante as cirurgias e colocar em risco a vida dos pacientes. Essa doação extra do Maracap, título emitido pela Invest Capitalização, não comprometerá os repasses semanais à Fundação. Os repasses semanais obedecem rigorosamente à quantidade das vendas semanais dos produtos. O percentual é definido em contrato entre a Fundação e a Invest.

    Atualmente, os repasses mensais do Maracap ao Hospital são de R$ 120 mil a R$ 150 mil reais. Essa ajuda emergencial de R$ 60 mil reais foi feita exclusivamente para o Hospital voltar a funcionar na realização de cirurgias oncológicas à população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *