Alvo da PF, Semus diz que comprou máscaras pelo ‘menor preço proposto’

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís, informou há pouco, após a deflagração da “Operação Cobiça Fatal”, da Polícia Federal, que não houve superfaturamento na compra de máscaras, segundo apontado pela investigação, e que a aquisição do material ocorreu mediante o pagamento do “menor preço proposto pelo mercado na ocasião”.

Na capital, de acordo com a PF, foram verificados indícios de superfaturamento na compra de 320 mil máscaras pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Os federais afirmam que a pasta pagou R$ 9,90 por cada unidade, quando o preço médio praticado no mercado nacional é de R$ 3,17, apontando para um superfaturamento aproximado de R$ 2,3 milhões (saiba mais).

Semus, contudo, garante que não houve qualquer irregularidade.

Veja a íntegra da nota.

Em todos os contratos executados pela pasta, os critérios de transparência, seriedade e publicidade são norteadores, garantindo, desta forma, a lisura e a boa prática no trato dos itens públicos. 

Quanto à peça que motivou a operação desta manhã, a Semus confirma a compra com a empresa citada no devido processo de apuração e ressalva que a relação de contratação atendeu aos critérios legais, entre os quais, o menor preço proposto pelo mercado na ocasião da compra.

A Semus reforça que consulta banco de preços para assegurar-se que os valores da compra estão condizentes com os praticados no mercado.

Por fim, a Semus reitera que, durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (9), na sede da pasta, disponibilizou todos os documentos solicitados pelo órgão e se mantém a disposição para todos os esclarecimentos que se fizerem necessários.

E, ainda, que confia na seriedade da Polícia Federal na condução da investigação”.


10 pensou em “Alvo da PF, Semus diz que comprou máscaras pelo ‘menor preço proposto’

  1. Piada essa justificativa. Comprei máscaras da 3M no Centro elétrico a dois meses,por dois reais a unidade. Essa barbada de estado de emergência é uma tremenda safadeza.

  2. Querem enganar quem?? se pouco antes dessa licitação à $9,90 a SEMUS comprou as mesmas máscaras `$2,90??Tem gente grande ae M.M.Juiz Federal.

  3. Quem diria , um cara íntegro desses partir para roubalheira , não aguentou teve que meter a mão nos cofres públicos , coitados da população que tanto precisa , sendo roubada por esses safados ladroes que ficam todo dia vendo como roubar , o MPF tem que pedir a prisão preventiva desses ladroes inclusive desse prefeito ordinário safado e ladrao .

  4. A narrativa imposta pela Semus para o fato demonstra a total falta de criatividade para pensar em justificar algo tão grave. Em nenhum momento por exemplo o Secretário falou em abrir sindicância interna, auditoria, investigação. Apenas jurou inocência.

  5. Pingback: EXCLUSIVO! Veja a lista completa de alvos da Operação 'Cobiça Fatal' - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *