BRs 135 e 316, no Maranhão, devem ser privatizadas em 2022

(Foto: Reprodução/TV Mirante)

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), do governo federal, anunciou ontem (10) que deve conceder à iniciativa privada, em 2022, duas rodovias federais que cortam o Maranhão.

Segundo o colegiado, devem ir a leilão as BR 135 e 316, duas das mais movimentadas que cortam o estado.

O trecho a ser concedido à iniciativa privada é de 438 km e ajudará no escoamento de grãos da região conhecida como Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

O CPPI não especificou quais pontos serão privatizados, mas, pela extensão, é provável que seja entre Teresina e São Luís.


11 pensou em “BRs 135 e 316, no Maranhão, devem ser privatizadas em 2022

  1. Bom demais só assim vai ter estradas boas e com monitoramentos e Ambulâncias, pagando uma taxa mais compensa.

    • Para ter estrada boa, escola para filhos, saúde, etc, é preciso pagar por fora, cadê o retorno dos impostos pagos, isso mostra a incompetência desse e de governos anteriores, e tem gente feliz por que vai pagar para transitar na BR.

  2. Infelizmente os serviços a qual a BR 135 passou entre os trechos S.Mateus a Miranda não foram de boa qualidade durante um grande período só muito $ jogado fora agora caso seja privatizado poderá ter porém do contrário terá pedágio.

  3. Credo ta é longe
    Tinha q privatizar era logo essas duas aberracoes
    Mas só decisão de privatizar é uma boa notícia

  4. O pagamento do pedágio vai compensar e muito os possíveis prejuízos causados pela buraqueira e no ganho de tempo em deslocamentos. Quantos milhões de reais já foram desperdiçados nas rodovias maranhenses, as piores do Brasil. Certamente uma excelente iniciativa.

  5. É óbvio que a exemplo da BR 135 é preferível que trafeguemos em estradas privatizadas, porquanto a exigência de pedágio se tornará mais barato à vida e ao bolso, salientando que, a continuarmos trafegando sem segurança como há mto tempo já fazemos, corremos um sério risco às nossas vidas.

    • Ano passado gastei R$ 800 pra trocar pneu e arrumar roda após cair num buraco entre SLZ e Teresina. Uma viagem apenas. Quantas viagens eu teria que fazer pra gastar isso com pedágio?

      • Já que tu gosta de se referir a São Luis como SLZ (quando na verdade é só SL). Porque tu não coloca o nome da outra cidade somente com o código da IATA – Associação Internacional de Transportes Aéreos(em português). THE.
        “…num buraco entre SLZ e THE. Uma viagem…”

Os comentários estão fechados.