Comitê Gestor de Limpeza Urbana realiza mutirão na Vila Itamar

Seguindo o cronograma permanente de ações para conservação e manutenção dos espaços públicos da cidade, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís (CGLU) realizou, neste sábado (23), um mutirão de limpeza, contemplando serviços de roçagem, capina e varrição, em vários pontos da comunidade Vila Itamar, localizada na Zona Rural do município. A fim de evitar o descarte incorreto de lixo pela localidade, também foram instaladas novas lixeiras nos mesmos pontos onde foram executados os serviços.

O mutirão de limpeza na comunidade Vila Itamar foi iniciado pelo acesso ao bairro, ainda no km 1 da BR-135, na saída de São Luís. No perímetro, os agentes de limpeza realizaram capina da vegetação crescente à margem da rodovia e, também, o recolhimento de resíduos sólidos dispersos pelo trecho.

Simultaneamente, outra parte da equipe também realizou o mesmo serviço no interior do bairro. Os alvos principais foram a praça e posto de saúde da Vila Itamar e o Campo da União. Já nas ruas, os agentes trabalharam para o recolhimento de resíduos em pontos isolados, uma vez que o serviço de coleta é cumprido pontualmente.

Na praça, os agentes realizaram roçagem e recolhimento de lixo. Ao final, instalaram novas lixeiras para manter o espaço sempre limpo, também por ter percebido a falta do equipamento no local. Já no entorno do posto de saúde que atende a comunidade, também foi executado serviço de roçagem para garantir mais qualidade na prestação de serviços aos moradores, assim como a garantia de mais lazer com extensão da ação de limpeza para o Campo da União, que recebeu serviço de capina. Em ambos os pontos foi realizada varrição, que também contribuiu para o novo aspecto com que ficou a Vila Itamar após o mutirão.

O mutirão de limpeza realizado na comunidade neste sábado teve por objetivo, também, evitar transtornos durante o período chuvoso que se aproxima. “Esse mutirão é um serviço de prevenção, pois, com o início das chuvas, campos, praças e outros pontos da região costumam ficar com mato muito alto, o que pode ser um ambiente oportuno para animais peçonhentos e, até mesmo, esconderijo para criminosos. O recolhimento de resíduos espalhadas por alguns pontos também se dá com o objetivo de evitar entupimento de galerias e alagamentos. Daqui para frente, realizaremos apenas a manutenção periódica para garantir mais qualidade de vida e segurança para os moradores”, destacou o coordenador do CGLU, Joabson Júnior.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *