Seguranças da Terra Zoo acusados de matar morador de rua; empresa diz colaborar com investigações

Pelo menos dois segurança da Terra Zoo, empresa do grupo Potiguar, estão sendo acusado de haver assassinado um morador de rua.

O homem, de meia idade, estaria queimando lixo num terreno ao lado das lojas da Forquilha quando foi alvejado por tiros.

A um dos seus seguidores no Instagram, a Terra Zoo lamentou o ocorrido e disse estar “colaborando com as autoridade” para o completo esclarecimento do ocorrido.

“Empresa lamenta profundamente a fatalidade ocorrida no terreno vizinho, externo a sua loja e aproveita para informar que está colaborando com as autoridades para que todos os fatos sejam apurados e esclarecidos. O caso está sendo acompanhado pelo Departamento Jurídico da Empresa”, diz o comunicado da empresa nas redes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.