DPE quer que Justiça obrigue SLZ a vacinar pessoas de outros municípios

A Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE) pediu à Justiça estadual que obrigue a Prefeitura de São Luís a aplicar a 2ª dose de vacina contra a Covid-19 em qualquer pessoa que procure os postos de vacinação do município, independentemente do município em que ela tenha recebido a primeira.

Em Ação Civil Pública, a DPE pede liminar à Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís alegando que os postos de vacinação da capital estão se recusando a completar o ciclo de imunização.

Há pouco mais de uma semana, o Blog do Gilberto Léda mostrou a polêmica envolvendo a tentativa de vacinação de um morador de Paço do Lumiar no posto do Shopping da Ilha, na capital, o que acabou motivando a ação judicial dos defensores.

A Prefeitura de São Luís alega que não tem se negado a vacinar moradores de outras cidades que foram atendidos pela SES nos Arraiais de Vacinação, desde que o Estado repasse doses o suficiente (saiba mais).

O argumento é o de que São Luís acabará penalizando um morador que tomou a 1ª dose na capital – e ficaria sem a 2ª – se vacinar indistintamente moradores de outras cidades sem o devido repasse, pelo governo, das doses necessárias.


1 pensou em “DPE quer que Justiça obrigue SLZ a vacinar pessoas de outros municípios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *