Assassinato de Décio Sá completa dez anos com apenas dois julgados

O assassinato do jornalista maranhense Décio Sá completa, na próxima semana, dez anos e, até hoje, apenas duas pessoas foram condenadas pelo crime. Outras nove pessoas, entre mandantes e envolvidos no crime, ainda não foram julgados após terem recorrido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Entre os já condenados, estão o assassino confesso do jornalista, Jhonatan de Souza Silva e Marcos Bruno de Oliveira, que pilotava a motocicleta utilizada pelo atirador na fuga logo após do homicídio.

O crime ocorreu em um bar na Avenida Litorânea, no dia 23 de abril de 2012.

Os outros nove envolvidos no caso aguardam o julgamento em liberdade. Dentre eles, estão Gláucio Alencar e o pai dele, José de Alencar Miranda que são apontados pelo inquérito da Polícia Civil como mandantes do crime. Além deles, ainda não foram julgados José Raimundo Sales Chaves Júnior, o ‘Júnior Bolinha’; Fábio Aurélio do Lago e Silva, o ‘Bochecha’; o capitão da Polícia Militar do Maranhão, Fábio Aurélio Saraiva Silva, ‘Fábio Capita’, e Welquer Farias Velosos.


1 pensou em “Assassinato de Décio Sá completa dez anos com apenas dois julgados

  1. Os outros 6 envolvidos e citados acima, por incrível que pareça, estão todos flautiando livremente nos meios sociais da cidade e vivendo praticamente nas mesmas atividades ilícitas que viviam antes do assassinato do jornalista as quais foram objeto de denúncia contundente à época do blogueiro Décio Sá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.