Maranhão vai passar a revender Gás Natural Veicular nos postos

O Gás Natural Veicular (GNV) estará disponível nos postos de combustíveis maranhenses nos próximos meses. A novidade foi confirmada nesta quarta-feira (25), pelo
governador Carlos Brandão, após reunião de trabalho com o presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), Allan Kardec, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (Sedepe), José Reinaldo Tavares.

“Daremos um salto na disponibilização deste produto para o nosso consumidor. Somos um estado rico, plenamente capaz de atender às demandas que virão, fortalecendo uma cadeia de negócios que será positivo para todos, e respeitosa com o meio ambiente”, comemorou Brandão.

De acordo com o presidente da Gasmar, Allan Kardec, a revenda do GNV, combustível fóssil mais limpo e econômico, se comparado com a gasolina, foi possível graças a um contrato firmado entre o governo do Maranhão e duas empresas: a Eneva, especializada em exploração e produção de gás natural; e a Suzano Papel e Celulose, ambas em atividade no estado.

“Nós estávamos aguardando que houvesse o contrato com uma grande empresa. Ou seja, essa empresa ia ancorar o GNV, que é o Gás Natural Veicular, e isso foi anunciado agora”, informou Allan Kardec.

Segundo o presidente da Gasmar, as duas empresas investirão cerca de R$ 530 milhões para a disponibilização desse tipo de combustível no Maranhão.
“Isso viabiliza finalmente o Gás Natural Veicular, que é o próximo investimento, é o próximo passo a partir desse contrato que está acontecendo agora”, antecipa Kardec.

Promissora alternativa de combustível automotivo, o GNV apresenta importantes vantagens técnicas no mercado de combustíveis, como baixa redução de CO2, menor desgaste de partes e componentes do motor e o menor custo no mercado brasileiro.

Para Kardec, a revenda de GNV vai proporcionar geração de emprego e renda, uma vez que vai beneficiar diretamente motoristas de aplicativo, taxistas e vans em um momento de alta inflação nos preços da gasolina e do diesel, por exemplo.

“A GNV abre oportunidade para uma gama de pessoas reduzir gastos. Hoje a gasolina tá muito cara e o preço vai ser basicamente subsidiado, uma oportunidade para ter um combustível mais barato”, aponta Allan Kardec.

Gás e ZPE

O secretário de Programas Estratégicos, José Reinaldo Tavares destaca que a chegada do GNV soma-se a outra importante notícia para a retomada da economia e atração de novos investimentos, a Zona de Processamento de Exportação do Maranhão (ZPE-MA).

Ontem (24) foi promovida a solenidade de instalação da Comissão Estadual da ZPE-MA, em São Luís. A ZPE é uma área onde empresas se instalam para produção de bens a serem comercializados fora do país.

Uma vez instalada no Maranhão, a ZPE vai ajudar na atração de mais investimentos e na geração de emprego e renda local.

“Duas notícias fantásticas nesse sentido de criação de emprego, de geração de renda, de desenvolvimento. A ZPE ela vai permitir que o Maranhão se industrialize. Ter o GNV aqui é um grande avanço e um pedido do governador. É um sonho que nós já vínhamos discutindo isso há anos e anos.

Tudo que está acontecendo nós devemos ao ambiente amigável para as empresas que o governador Brandão tá criando”, afirmou José Reinaldo Tavares.

​O processo de implantação do Gás Natural Veicular nos postos maranhenses deve ocorrer inicialmente nas cidades de São Luís e Imperatriz e essa nova opção de combustível deve estar disponível aos consumidores ainda este ano.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.