Travassos interrompe férias por “necessidade de serviço”

A procuradora-geral de Justiça do Maranhão, Fátima Travassos, interrompeu, dia 1º de fevereiro, as férias de 350 dias a que teria direito por conta de períodos não gozados anteriormente.

Segundo a portaria nº 383/2011 (veja documento ao lado), assinada pela subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Administrativos, Regina Maria da Costa Leite, a procuradora usou apenas um dos dias a que tinha direito, ficando, portanto, com 349 dias ainda acumulados.

São 54 de 2006, 59 de 2007, 59 de 2008, 59 de 2010 e 59 de 2011.

Como antecipado pelo blog, ela interrompeu o descanso por “necessidade de serviço”.


0 pensou em “Travassos interrompe férias por “necessidade de serviço”

  1. Tá de brincadeira!? brincadeira hora,.
    Que por.. de esculhambação é esta, e essa –coisa,– ainda exige respeito dos outros, me diz, ela respeita alguém?

  2. Caro jornalista,
    No estado do Maranhão, o resultado no campo da ação política ética e decente na lida com a “coisa pública” é sempre zero. Se ontem, respiramos aliviados/as e esperançosos/as com a ação da Polícia Federal em Barra do Corda, hoje, diante da desfaçatez e ato vergonhoso dessa senhora, só nos resta perguntar: até quando?
    Atenciosamente.