Bomba! Mulher de hacker diz que juíza daria R$ 150 mil para marido ajudar polícia a prender tabelião Luiz Belchior

Do blog do Daniel Motta, em primeira mão, às 17h02 de quinta-feira (2)

Lembram da história do hacker Paulo Ferreira, que afirmou em depoimento à polícia ter sido contratado para matar a juíza Lucimary Castelo Branco (6º Juizado Especial Cível); a tabeliã Ana Carolina Brasil Campos Maciel, a Carol Brasil, do Cartório de São Mateus; e o tabelião substituto do Cartório de Maranhãozinho, Ronaldo Torres?!

O próprio hacker desmentiu a história e a polícia encerrou essa etapa do inquérito. O caso agora pode ter uma reviravolta.

Em depoimento prestado no último dia 9 ao delegado Carlos Alberto Damasceno, da Seic (Superintendência de Investigações Criminais), a agente administrativa Joany Mesquita Lima Ferreira, mulher do hacker, diz ter ouvido do marido que Lucimary é quem iria pagar R$ 150 mil para que ele “ajudasse a polícia com informações que levasse prisão de Luiz Belchior”.

O depoimento faz parte da continuidade das investigações.

Leia a íntegra do depoimento de Joany Mesquita Lima:


2 pensou em “Bomba! Mulher de hacker diz que juíza daria R$ 150 mil para marido ajudar polícia a prender tabelião Luiz Belchior

Os comentários estão fechados.