Duplicação da BR-135 ameaçada; PR quer trocar ministro dos Transportes

O jornalista Cláudio Humberto publica neste sábado em seu blog a informação de que o PR está disposto a trocar, mais uma vez, o comando do Ministério dos Transportes.

Se fosse apenas mais uma caso dos já comuns troca-trocas no governo Dilma, tudo bem. Mas para o Maranhão não é.

Na última mudança de comando na pasta, a obra de duplicação da BR-135, trecho São Luís/Bacabeira, já estava licitada  e em vias de ser iniciada.

Assim que assumiu o cargo, o novo ministro, Paulo Passos – ele substituiu Alfredo Nascimento (PR-AM), que deixou o ministério em julho após denúncias sobre um esquema de superfaturamento em obras envolvendo servidores da pasta -, cancelou a licitação e determinou a revisão do projeto, que só será concluída no fim deste mês.

___________________Leia mais

Queda do ministro dos Transportes barra duplicação da BR-135

A justificativa de Passos era a de que havia problemas com o projeto, mas, na verdade, todo mundo sabe que ele temia levar adiante o processo e pagar pelos erros dos outros. Seguro morreu de velho.

Sendo assim, quem garante que um novo ministro não determinará nova “revisão” do projeto, adiando novamente o início das obras – já garantido para junho deste ano?

É bom ficar de olho!


3 pensou em “Duplicação da BR-135 ameaçada; PR quer trocar ministro dos Transportes

  1. Se em lugar de Sarney tivéssemos o Antônio Carlos Magalhães, o Maranhão não sofreria um escárnio tão grande. Por isso é que o Maranhão está do jeito que está. Sarney usa sua influência só prá nomear Pedros e Gastões em ministérios, tomar no tapetão o que o povo tirou nas urnas. Uma estradeca como essa e um Aeroportinho tão do jeito que a gente vê.

  2. Segudo o insuspeito jornalista Marcial Arruda, que também é da base do governo, o “problema” de superfaturamento no projeto de duplicação “girava” em torno de R$50 milhões. A afirmação foi feita em seu programa de rádio aos domingos, quando disse mais – ninguém tinha coragem de falar, mas ele falaria.
    Algo parecido com “aquele pedido” de R$1bi que um certo deputado federal fez ao -ex-presidente Lula para socorrer as cidades afetadas pelas enchentes. De acordo com relatório da CGU, metade dos recursos foi aplicado indevidamente, como em Buriti de Inácia Vaz, Matinha, e São Bernardo. No JP http://bit.ly/w6oFyM

    • No caso da licitação da duplicação, meu caro, eu publiquei aqui, um mês antes de ela acontecer, quem venceria a concorrência… CBMI! Procure aí no arquivo do blog…

Os comentários estão fechados.