Glalbert Cutrim condena contratação de empresas de outros estados pela Vale

glalbertO deputado Glalbert Cutrim (PRB) condenou nesta terça-feira (19), durante pronunciamento feito na Assembleia Legislativa, a atitude da mineradora Vale que, segundo informações repassadas ao parlamentar, estaria contratando empresas de outros estados e até de Portugal para executar serviços em obras e projetos de sua responsabilidade no Maranhão.

Glalbert informou que, recentemente, visitou vários municípios maranhenses, a maioria localizada em regiões onde a mineradora mantém negócios, e recebeu inúmeras denúncias do empresariado local relatando o que pode ser chamado de favorecimento de empresas de fora em detrimento das maranhenses.

“Foram vários os relatos informando essa situação. Inclusive, alguns empresários denunciaram que até uma empresa de Portugal foi trazida pela mineradora para operar no Maranhão. E, de acordo com essas denúncias, na maioria das vezes não há, sequer, qualquer tipo de processo licitatório. Esse tipo de política empresarial é inadmissível. No nosso estado existem inúmeras empresas qualificadas que, inclusive, já prestaram serviços para a Vale, que está preferindo trazer gente de fora, como o Rio Grande do Sul, por exemplo”, disse.

O parlamentar complementou o seu discurso afirmando ainda que “não podemos concordar com esta atitude da mineradora que, há anos, desenvolve projetos no estado e lucra muito com isso. É necessário que defendamos as empresas da terra, que são qualificadas, sim, e possuem quadro funcional experiente e capacitado”.


8 thoughts on “Glalbert Cutrim condena contratação de empresas de outros estados pela Vale

  1. Me estranha muito a posição desse deputado conta a VALE, que é uma empresa que sempre deixou muitas riquezas para o Maranhão, enquanto fica mudo,cego e surdo ao absurdo cometido pelo seu irmão prefeito que trouxe empresa de fora para explorar os serviços de água de São José de Ribamar por 30 anos. Que deputado “exemplar”.

  2. Licitação em empresa privada? Menos Deputado. Muitas empresas são de fora e muitos funcionários também pois na Vale e terceirizadas quase totalidade dos funcionários só entram via Qi de outro funcionário (quase toda empresa já usa esse método de contratação) pois assim tem alguma referencia e um responsável pela indicação. O fato de muitas empresas maranhenses não estarem trabalhando na Vale são que não tem capital pra suportar 60 dias sem receber as vezes ou deixa de pagar e recolher os impostos de funcionários e assim nem podem mais passar na porta na Vale. Ex: Proenge. O deputado deveria era verificar nas empresas de mudança a quantidade de pessoas que estão de mudança do Maranhão por causa da crise e foram demitidos.

  3. Tá fraco esse deputado hein… Vale é para quem tem capital de giro e técnica. Ele que cobre do Governo do Estado mais incentivo para as empresas se instalarem no Maranhão, mais treinamento e educação para os cidadãos, garantindo emprego, ao invés de dar “MAIS BOLSA FAMÍLIA”, 13º BOLSA FAMÍLIA…

  4. Ele deveria condenar é a administração desastrosa de seu irmão em São José de Ribamar, diga-se de passagem que nessa cidade o que tem de empresa de fora não tá no gibí.

  5. E o que ele tem a dizer das empresas de MG do RJ que estão sendo contratadas pelo Gov FD? E o secretário da SEJAP/MA, que é de Minas Gerais? explica aí deputado, será que é por falta de competência de maranhenses?

  6. ESSE DEPUTADO DEVIA CONSULTAR SEUS ASSESSORES,
    SERÁ QUE NÃO SABE O QUE EMPRESA PRIVADA?
    DEVIA, PELO MENOS, VER A BÍBLIA QUANDO FOI CONTRATADO
    UM GRUPO DE CEIFADORES DE TRIGO NA PRIMEIRA HORA, OUTRO NA SEGUNDA E MAIS UM QUASE NO FIM DA COLETA E PAGO A TODOS A MESMA QUANTIA. ,QUANDO RECLAMARAM DISSE; NÃO É JUSTO EU FAZER O QUE QUERO COM O QUE ME PERTENCE. ?

  7. Gilberto o pior é que a seduc estadual contratou a pública de Teresina para fazer os projetos das escolas e fiscalizar e não só isso os terceirizado da seduc serão pago através da pública do Piauí e mais uma laranja no governo Flávio dino . A pública e do esquema de werverton rocha . É o
    Proprietário sírio Nogueira e sua esposa . Esta pública e a mesma envolvida com polícia federal . Esta empresa lá no Piauí faz tudo dar consultoria. Vende a cajuína e etc . Cadê a licitação a publicação deste contato fanstasma com certeza foi uma armação uma dispensa de licitação vamos colocar o ministério público para investigar por favor publique esta denúncia .

Os comentários estão fechados.