Esposa de Haddad recebe bolsas de R$ 10 mil por projeto na Ufma

A cirurgiã-dentista Ana Estela Haddad recebe pelo menos R$ 10 mil mensais de bolsa por participação em projeto na Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Professora associada da Faculdade de Odontologia da USP e ex-diretora de Gestão da Educação na Saúde do Ministério da Saúde nos governos Lula e Dilma, ela é esposa do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT).

Segundo dados de três Boletins de Serviço da instituição de ensino superior maranhense, as bolsas foram autorizadas pela reitora Nair Portela, e são pagas pelas fundações Sousândrade e Josué Montello.

De acordo com primeiro ato, de abril de 2018, Ana Estela recebe R$ 6 mil por mês da Fundação Sousândrade como coordenadora de Avaliação e Validação do “Projeto S-Atenção Básica: Desenvolvimento e Aplicação de Jogo Eletrônico como Instrumento de Educação em Saúde”. O valor deveria ser pago até julho do mesmo ano, mas foi estendido até julho de 2019.

A segunda bolsa, paga pela Fundação Josué Montello, é de R$ 4 mil. Foi autorizada por Portela em novembro de 2018 e tem validade até outubro de 2019.

Baixe aqui, aqui e aqui as portarias autorizando o pagamento das bolsas.

Outro lado

O Blog do Gilberto Léda já entrou em contato com a assessoria de comunicação da Ufma, por email, questionando o critério para a escolha de Ana Haddad como coordenadora do projeto.


18 thoughts on “Esposa de Haddad recebe bolsas de R$ 10 mil por projeto na Ufma

      • Então já que você é superletrado, explica pra gente porque uma Universidade Federal do Maranhão coloca como coordenadora de um projeto uma professora de uma Universidade Estadual de São Paulo? Talvez o senhos no alto de toda a sua sapiência… mas esse simples fato já é um indício de fraude.

  1. (Baixe aqui, aqui e aqui as portarias autorizando o pagamento das bolsas.)
    Faltou o “baixe aqui” para o projeto desenvolvido pela UFMA, seu alcance e necessidade de investimento neste projeto. Mas, isso não é notícia… Quem me dera todas as pesquisas fossem elucidadas pelos meios de comunicação para que o povo brasileiro entendesse que estes projetos desenvolvidos pelas Universidade públicas melhoram a vida de muitos brasileiros e servem de exemplo no mundo acadêmico e científico,

  2. Foi […] que colocou a irmã de Jefferson Portela como Reitora logo, determinou essa boquinha pra mulher do petralha Haddad, enquanto os eleitores otarios desse POVO ladrão, passam fome e necessidades.

    • Nair já era candidata a reitora antes de Jeferson ser secretário de Estado. Além de quê houve eleição para reitoria, e ela foi a primeira colocada na lista tríplice, que foi respeitada e homologada pelo presidente da República. Não sabe como funciona eleição na universidade e ainda destila machismo ao achar que só ser irmã faz dela reitora. Eleitor otário é vc que fala do que não sabe.

  3. não existe nenhuma ilegalidade nisso ele é pesquisadora na área de educação e coordena um projeto e recebe bolsa para isso onde está a falcatrua??? haddad nem era ministro.

    • Bolsa Desenvolvimento científico e tecnológico regional para doutorando R$ 4.200. Bolsa para mestrando R$ 1.500. Mulher de Haddad é quer ensinar a realidade a partir da virtualidade… R$ 10.000. UFMA oferece R$ 6.000 e ainda acumula R$ 4.000 de outra fundação, a famosa Sousândrade. Isso dá margem para levantarmos suspeitas sobre uma possível facilitação (jeitinho brasileiro corrupto) da escolha da pesquisadora. Uma dica para quem quer descobrir se há fraude ou nao, é pesquisar o termo de cooperação entre a UFMA e ministério da Saúde e contrato firmado. Tanto projeto bom e aprovam um projeto de uma dandoca pra ganhar R$10.000, pra gastar em New York e nem ver a cara dela aqui no Maranhão. Aí pesquisadores, porque os senhores não questionam isso? Como é a mulher do Haddad que tá em jogo, então….. É melhor ficar calado, né?

  4. gostaria de ver umas noticias dados sobre este projeto de saude bucal que pelo dinheiro que se permite de oferecer a uma dentista coordenadora…deve alcançar objetivos bem concretos e importantes….pessoalmente dediquei uns 10 anos e mais na idealizaçao e realizaçao de projetos em saude bucal em parcerias com Ufma e Ceuma ….estou nem acreditando que atualmente aumentou tanto a sensibilidade e recursos para este tipo de projetos! desde ano 2000 quando a SOM se transferiu de Teresina (projeto Pè de Moleque…qualquer pessoa pode visitar e conhecer la no Parque Piaui 22 anos de vida!!!!!!) para Sao Luis ate 2014/2015 foram mais as decepçoes e frustaçoes em relaçao a pedido de parcerias /convenios …por isso fico surpreso agora lendo esta boa noticia pela colega dentista…. um abraçooo aos voluntarios se existem ainda!

  5. A forma como está redigida a “notícia” tenta dar, sim, um quê de irregular numa coisa absolutamente correta. Tanto que tem induzido várias pessoas a comentários depreciativos à pesquisadora. Um verdadeiro absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *