Ao pedir auditoria em ‘grampos’, Edilázio lembra espionagem de 2018

Ao pedir auditoria no sistema “Guardião”, utilizado pela SSP em interceptações telefônicas – após denúncias de grampos ilegais contra desembargadores e políticos do Maranhão -, o deputado Edilázio Júnior (PSD) chamou atenção para outro fato.

O parlamentar lembrou que, em 2018, às vésperas da eleição, descobriu-se uma ordem de espionagem contra opositores do governo e até autoridades com envolvimento no processo eleitoral.

Naquela ocasião, uma sindicância chegou a ser aberta, mas não levou a nada. E o autor da ordem de espionagem, o coronel Heron Santos acabou promovido a comandante de Policiamento do Interior da Polícia Militar do Maranhão.


0 pensou em “Ao pedir auditoria em ‘grampos’, Edilázio lembra espionagem de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *