César Pires sugere que ‘Revalida a Jato’ seja substituído por estágio

O deputado estadual César Pires (PV) informou hoje (10), em contato com o Blog do Gilberto Léda, que fez uma sugestão à Universidade Estadual do Maranhão (Uema) diante da polêmica do “Revalida a Jato” instituído pelo governo Flávio Dino (PCdoB).

Segundo ele, em vez de revalidar de forma precária o diploma de médicos estrangeiros, ou brasileiros formados no exterior, o ideal seria admitir esses profissionais como se fossem estudantes dos últimos anos de Medicina, e permitir que eles atendam na linha de frente do combate ao novo coronavírus apenas quando tutelados por um profissional registrado no Conselho Regional de Medicina.

“Algo que não está acontecendo atualmente. Segundo as informações que temos, estudantes e médicos ainda não formados já estão atendendo sem acompanhamento”, denunciou o parlamentar.

De acordo com Pires, ao oficializar essa espécie de estágio, o governo teria o pessoal necessário para atender a população.

“Seria uma forma de garantir mais gente trabalhando na linha de frente, mas sem infringir preceitos básicos de garantia da qualidade dessa atividade profissional”, destacou o parlamentar.

Ele reconhece, contudo, que será difícil a Uema atender a sugestão, porque está sendo pressionada pelo governo a revalidar os diplomas. “Em que pese todo meu carinho e respeito aos que hoje dirigem a Uema, mas está sendo torturada, para adotar esse fórmula de revalidar diplomas”, completou.


4 pensou em “César Pires sugere que ‘Revalida a Jato’ seja substituído por estágio

  1. Deputado César Pires, esse Maranhenses que se Formaram em Medicina fora do Brasil eles são todos de Família Humildes e não tem dinheiro e nem Empregos, esses Maranhenses Médicos sem CRM prescisam de oportunidades e com isso eles recebendo o CRM vão trabalhar no Maranhão e ter oportunidade de ajudar seus familiares que são todos humildes, procure ajudar Deputado e NÃO atrapalhar, todos esses Médicos Maranhenses Formados fora do Brasil que não tem o CRM ainda são filhos de pobres que não tem dinheiro pra pagar Faculdades particular no Maranhão que só filhos de Ricos que tem oportunidades, der forças para esses Médicos sem CRM de famílias humildes e não atrapalhe, todos vão ajudar é a saúde do Maranhão trabalhando porquê querem ver todos bem com uma boa Saúde com fé em Deus.

    • Tão pobres que foram morar no exterior.. não generalize.. tem rico e pobre no meio, a questão não é dinheiro.. é ter capacidade, conhecimento. Nada contra a revalidação, desde que tenha UMA PROVA para filtrar o trigo do joio.

  2. Deputado César Pires.
    Procure ajudar e não atrapalha, procure fazer o bem a todos, você ajudando você ganha muito mais, não queira atrapalhar os Maranhenses procure ajudar.

  3. Pingback: Revalida a Jato: alunos de Medicina da Uema sugerem colação de grau de formandos - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *