Em SLZ, crianças com comorbidades e deficientes serão vacinadas primeiro

Imirante

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), detalhou nesta sexta-feira (14) o processo de vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos na capital maranhense.

Segundo ele, a aplicação começará assim que as doses forem entregues pelo Governo do Maranhão – que as deve receber do governo federal ainda na manhã de hoje – e terá como prioridade aquelas que tenham alguma comodidade ou deficiência (veja lista abaixo).

Para garantir a vacinação, a criança deverá estar acompanhada dos pais ou responsável, portando certidão de nascimento ou RG, laudo médico ou receita que comprove a comorbidade, cartão de acompanhamento para a comodidade ou deficiência e exames que comprovem a comorbidade.

Há, ainda, uma recomendação da Prefeitura de São Luís para que crianças que tenham apresentado sintomas gripais, ou sido infectadas pela Covid-19, vacinem-se apenas após quatro semanas o fim dos sintomas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *