Centopeia Filmes é destaque no Prêmio Maranhense de Propaganda

Centopeia FilmesNa noite de quinta-feira aconteceu a solenidade de entrega do Prêmio Maranhense de Propaganda, iniciativa do Grupo Mirante para reconhecer e incentivar a criatividade da publicidade no Estado.

A agência de publicidade Quadrante Design levou o Ouro na categoria Institucional com o VT intitulado “Ração”, um dos filmes que compuseram a campanha de lançamento do E-commerce da Terra Zoo. Vale lembrar que o mesmo filme foi vencedor do Ouro na categoria Websites, Portais e Serviços Online no Prêmio Colunistas Norte Nordeste e vem ganhando espaço de divulgação em importantes portais internacionais que são verdadeiras referências no assunto, como os sites Adeevee.com e BestAdsonTv.com.

A VCR/Brandt – a agência que levou o maior número de troféus na noite -, o Grupo Phocus, AG10 Propaganda e a Sniper Comunicação também tiveram suas peças para TV e jornal impresso premiadas.

Porém, o destaque da noite ficou mesmo com a já reconhecida pela qualidade de seus filmes publicitários, Centopeia Filmes. A produtora maranhense de audiovisual realizou nada menos que 7 dos 12 VT`s contemplados pelo Prêmio Maranhense de Propaganda, inclusive o filme “Ração”, idealizado pela Quadrante Design.

A solenidade acabou por comprovar, mais uma vez, que a criatividade e a competência das empresas  de publicidade no Maranhão não deixa a desejar em nada em relação às agências e produtoras de fora do Estado, que o diga a própria Centopeia Filmes, que há tempos já extrapolou os limites da Ilha, trabalhando em parceria com grandes agências de outros Estados e produtoras brasileiras e estrangeiras.

Envolvido em agressão a funcionário da Mirante já foi preso por atropelamento

Chama-se Igor Adriano Oliveira Gonçalves – e não Lucas Osterno Aguiar, como informado anteriormente pelo blog – o rapaz vestido com a camisa do Flamengo que participou da agressão Álvaro Júnior, funcionário da TV Mirante e da TV Assembléia.

Ele já é réu em um processo por homicídio culposo – quando não há intenção de matar.

O fato aconteceu em 2006 e também envolve problemas no trânsito.

Segundo apurou o blog, Igor Gonçalves foi preso em flagrante no dia 21 de maio daquele ano após matar, por atropelamento, o jovem Júlio César de Castro Ferreira Júnior, 27. O acidente aconteceu na Avenida Litorânea, por volta das 4h da madrugada, nas imediações do Corpo de Bombeiros.

Na ocasião, Igor pagou fiança de R$ 1.050,00 e foi liberado. Ele ainda responde a processo por homicídio.

“Pit-bitocas” desmiolados agridem funcionário da Mirante

O funcionário do Sistema Mirante Álvaro Júnior foi violentamente espancado por três “pit-bitocas”, na manhã desta sexta-feira (5), no bairro do São Francisco.

O termo “pit-bitoca” é comumente utilizado para jovens lutadores de jiu-jitsu, empolgados com o início dos treinos.

Segundo relatou o funcionário, ele estava em seu carro, parado em frente à empresa, aguardando um amigo que sairia com ele.

Os três “bitocas” chegaram em uma Pajero, atrás dele, e começaram a buzinar e gesticular, exigindo a saída de Álvaro do local.

“Eu saí do carro e perguntei a eles se não podiam esperar. Os três desceram da Pajero e começaram, de maneira covarde, a me agredir violentamente”, explicou Álvaro Júnior.

As marcas no rosto da vítima denunciam a covardia. Depois das agressões, os jovens ainda saíram fazendo gestos obscenos para as câmeras.

Álvaro Júnior registrou um boletim de ocorrências no 9º Distrito Policial, no bairro do São Francisco.

Toda a ação foi filmada e fotografada por testemunhas e pelo repórter cinematográfico João Pinheiro.

Os agressores foram identificados como Wagner Castro Neto (lutador de jiu-jítsu, que aparece nas imagens de camisa regata), Thiago Cajueiro (motorista do veículo, estudante de Publicidade, de camisa branca) e Lucas Osterno Aguiar (filho de Marlon Aguiar, proprietário de uma loja de decoração em São Luís, que aparece nas imagens com a camisa do Flamengo).

(Com informações do Imirante.com)

A irresponsabilidade da TV Mirante

Não há outro adjetivo, que não irresponsável, a ser usado para a TV Mirante no caso da matéria que foi ao ar ontem (1) sobre os problemas estruturais com as pontes de São Luís.

Matéria imputa à Sinfra crime que ela não cometeu

De forma totalmente irresponsável, a matéria tenta atribuir à Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) a culpa pela morte de quatro pessoas, no último domingo (31), quando um motorista perdeu o controle de uma Pajero TR4, bateu na mureta de contenção da Ponte do Caratatiua e caiu no mangue.

É de uma irresponsabilidade sem tamanho não perceber que tragédias acontecem e que, no caso, mais do que os problemas com a ponte – eles existem, sim, e isso nunca foi negado -, o que foi determinante para perda de quatro vidas foi a velocidade em que trafegava o veículo.

É irresponsável a matéria, sobretudo, porque praticamente imputa à Sinfra um crime que ela não cometeu, o que, segundo a nossa própria Constituição, já é crime.

O engraçado de tudo isso – se é que há algo engraçado nessa história toda – é que eu previ a irresponsabilidade, ao comentar com amigos, logo após ter sabido do acidente, que isso seria transformado em matéria contra a Sinfra.

Só não imaginava que o autor da irresponsabilidade fosse justo a TV Mirante.

Por tudo isso só tenho um adjetivo para a matéria: IRRESPONSÁVEL.

Outro lado

Em nota, a Sinfra informou que já preparou os projetos de recuperação de 3 pontes em São Luís. Além das duas citadas na matéria, a Ponte do Caratatiua também foi incluída. Ocorre que há necessidade de orçamento para tal, o que não foi disponibilizado este ano.

A Sinfra já informou ao Governo do Estado a necessidade de recuperação das pontes e aguarda para 2011 a disponibilização dos recursos necessários para as obras.

Sobre o laudo do CREA, a Sinfra informou que o Conselho não é órgão regulador da Sinfra, nem do Governo do Estado, portanto, não “deu prazo de 10 dias para iniciar a recuperação das pontes”, e sim, sugeriu isso.