Sadrak: de novo ele (e as ordens para ataques a ônibus)

O homem conhecido como Sadrak volta à cena policial após a série de ataques a ônibus na Região Metropolitana de São Luís.

Eliakim Machado cumpre pena em Pedrinhas e é um dos líderes do Bonde dos 40, uma das mais violenta facções criminosas em atuação no Maranhão.

Foi dele que partiu o “salve” – espécie de comando do crime aos seus seguidores – pra que os membros da organização criminosa atacassem ônibus na Ilha.

E o recado foi claro, como sugerem áudios gravados pelo detento e que começaram a ser compartilhamos por celular: os incêndios deveriam ocorrer nos pontos finais das linhas.

“Boa noite meus irmão da família 40! Tá dado aí um salve geral aí pra tá agarrando os ônibus, de preferencia no ponto final, pois não tem ninguém dentro, tá tocando fogo nos ônibus. Mas é pra pegar fogo todinho mesmo os ônibus. Forma de protesto contra a opressão que estamos sofrendo no sistema penitenciário”, diz Eliakim em uma das gravações, gravada com celular de dentro da cadeia.

Exatamente como ocorreu. Prova de organização e obediência.

Em 2014, Sadrak já havia conquistado certa notoriedade ao desafiar a então governadora Roseana Sarney com um rap direcionado à peemedebista. Reclamava de maus tratos no Complexo Penitenciário e tentava justificar, com isso, a violência das ações do Bonde.

Ganhou status de “estrela” entre os seguidores do então oposicionista Flavio Dino (PCdoB). Que hoje é governador e agora precisa lidar com o poder de um homem que, ao que tudo indica, comanda uma engrenagem articulada, formada por criminosos fiéis aos seus comandos.


4 pensou em “Sadrak: de novo ele (e as ordens para ataques a ônibus)

  1. Manda Pedrosa e os Direitos Humanos colocar esse marginal no colo. Se não fosse essa besteira de direitos humanos esse sujeito já estaria debaixo da terra.

  2. O governador e seus asseclas estão sentindo na pele o que no passado achava quanto pior melhor.

  3. Pingback: Após 15 ataques, Força Nacional chega a São Luís para conter terror | Gilberto Léda

  4. Pingback: Mandantes de ataques a ônibus são indiciados por formação de quadrilha | Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.