Covid-19: Douglas Martins acredita que lockdown evitou mortes em SLZ

O Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, declarou hoje (13), durante entrevista ao programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, que acredita que, por conta da sua decisão – determinando a decretação de lockdown na Região Metropolitana da capital -, houve um uma quebra da linha de expansão do novo coronavírus na Grande Ilha, com consequente contenção do número de óbitos por Covid-19 nos últimos dias.

Ele determinou que o bloqueio total, por 10 dias, começasse na na semana passada, e na terça-feira (12) homologou acordo entre o Ministério Público, o Governo do Maranhão e as quatro prefeituras da Região Metropolitana de São Luís para que a medida, que acabaria amanhã (14), fosse estendida até o domingo (17) – saiba mais.

“Eu tenho absoluta certeza de que foi tomada a decisão correta. E digo mais, se não tivéssemos adotado essa posição para alcançar o nível de isolamento social que conseguimos alcançar na ilha, hoje talvez nós estivéssemos aqui com o número de mais de 100 óbitos por dia. Não foi só a redução, nós evitamos o crescimento”, finalizou.

O magistrado disse, ainda, que não vê, por ora, necessidade de nova prorrogação do bloqueio na grande Ilha. Segundo ele, uma nova extensão ocorrerá apenas se houver decisão dos Executivos, estadual ou municipais.

“Do que nós vimos na audiência, já poderíamos dizer que provavelmente não teremos nenhum tipo de proposta de prorrogação além da segunda-feira [dia 18 de maio], porque ninguém propôs a prorrogação na audiência, partiu de uma iniciativa minha. O que parece, do que vimos na audiência, é que todas as partes estão se encaminhando no sentido de, daqui por diante, essas decisões de mais restrições ou menos restrições, a partir de segunda-feira, fiquem ao encargo exclusivo dos órgãos do Executivo estadual e municipais. Cada um decidindo de acordo com a sua realidade e de acordo com a situação concreta de seu. município”, explicou.


7 pensou em “Covid-19: Douglas Martins acredita que lockdown evitou mortes em SLZ

  1. Sei não, mas esse juiz está aparecendo muito na mídia. Será que estou certo em dizer que o desejo dele é ter o professor da sua monografia no curso de direito o Flávio Dino como padrinho para promoção a desembargador.

  2. Ah ta! Quantos morreram em Sao Luis do dia 05 ate hoje? E Como é que esse cidadão vem dizer que lockdown evitou mortes? Pelo contrario ajudou a matar muitas pequenas empresas, muitos empregos. Ta sacanagem né?

  3. Tudo pra eles evita mortes….e os números do Maranhão são vergonhosos… só querem é mídia !!!!

  4. A ONU acaba de publicar um estudo no sentido de que o lockdown vai matar mais que o vírus.
    Verifica lá.

      • A segunda onda da pandemia é a econômica. E vai ser pior do que a onda biológica. A preocupação com a economia é fundamental, pois um colapso econômico pode lançar milhões de pessoas para a miséria.

        Lockdown em um estado como o MA é condenar justamente os mais pobres. Se a crise econômica se agravar, a miséria mata mais que qualquer doença. Por isso, a luta pela diminuição da desigualdade social.

        Basta imaginar a seguinte situação: Flavio Dino não pagar o salário dos servidores. Os servidores da Assembléia e do Judiciário sem receber dinheiro. É o lockdown econômico social.

        Segue o link.

        https://exame.abril.com.br/mundo/crise-economica-pode-matar-centenas-de-milhares-de-criancas-diz-onu/

Os comentários estão fechados.