Associação Médica indica a Dino hidroxicloroquina no início do tratamento de Covid-19

O braço maranhense da Associação Médica Brasileira (AMB) e o Sindicato dos Médicos do Estado do Maranhão (Sindmed-MA) encaminharam ontem (14) ao governador Flávio Dino (PCdoB) um ofício em que recomendam a adoção de um novo protocolo no tratamento de pacientes de Covid-19.

No documento, eles pedem que o Maranhão comece a ministrar o coquetel de hidroxicloroquina e azitromicina logo na chamada 1ª fase da doença.

De acordo com os médicos, há experiências exitosas com esse protocolo não apenas em outros países, como em algumas localidades do país – mais recentemente, ganhou vulto a experiência de sucesso no tratamento do novo coronavírus em Floriano, no Piauí (saiba mais).

As duas entidades dizem entender que estudos científicos ainda não conseguiram comprovar a eficácia do tratamento, que, contudo, é percebida com facilidade no dia a dia de quem cuida dos pacientes infectados.

“Na esteira de que não existem estudos científicos comprobatórios da eficácia de tal combinação de drogas, atualmente nos deparamos com a realidade de milhares de curas e de um índice mínimo de internações nos estados e países que implantaram tal medida. E, com todo o respeito, em uma guerra como a ocorrente, não faz sentido aguardar a publicação de avaliações científicas antes de salvar vidas”, destacam no documento (Baixe aqui a íntegra do documento).

Em postagem nesta sexta-feira (15), o médico infectologista francês Didier Raoult, um dos pioneiros no uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19, publicou mais um artigo apontando a eficácia do coquetel.

Segundo o estudo, de 15 pacientes que receberam os dois remédios, nenhum chegou a precisar de UTI e nenhum morreu.

98 mil

Ao Maranhão, segundo dados do Ministério da Saúde, já foram enviados 98 mil comprimidos de cloroquina.

Por isso, as entidades médicas solicitam que eles sejam entregues gratuitamente nas UPAs, por exemplo, a pacientes diagnosticados com a doença.

“Objetivamente a proposta que nós apresentamos se resume em disponibilizar essa medicação nas Upas e unidades básicas de saúde (e também pelo serviço de teleconsulta que apresentaremos a seguir), para serem entregues gratuitamente aos pacientes logo no início dos sintomas, sempre após avaliação médica e mediante assinatura do termo de consentimento esclarecido por parte do paciente”, completam os médicos.


14 pensou em “Associação Médica indica a Dino hidroxicloroquina no início do tratamento de Covid-19

    • Não segundo pesquisas de diversos países envolvendo milhares de pacientes. Esse remédio além de ter se mostrado ineficaz no tratamento da Covid-19 aumenta o risco de morte dos pacientes. Bolsonaro vai ter razão quando pedir pra sair da presidência.

      • Ah, sim, o uso por 5 dias vai ser prejudicial, né? Ah, e o médico irá receitar indiscriminadamente os medicamentos para o paciente, né? Tá certo. Você leu, na íntegra, essas pesquisas as quais você menciona, que a propósito, são de diversos países? Acho que você anda assistindo só a Globo e fazendo vídeos na idiotice do TikTok.

  1. 15 pacientes? Essa é a amostra? Fala sério.

    E duas medidas pra mudar a história da pandemia: cloroquina e teleconsulta. Como que os europeus e os norte-americanos ainda não descobriram isso?

    • Quem fala assim é o primeiro a se sujeitar ao uso dessa medicação, caso adoeça de covid…
      Segundo a matéria, para os médicos, o importante no momento é salvar vidas e não aguardar publicações científicas, caso contrário muitas vidas serão perdidas.
      Cada país adota seu protocolo. Certo que Europa e EUA são referências em muitas assuntos, mas não quer dizer que são melhores em tudo, qualquer país pode ser o pioneiro na descoberta da vacina para cura da covid.

  2. Quem preferir pode nao tomar. Mas as pessoas precisam ter outra possibilidade. Remedio do Bolsonaro para os esquerdistas! 😂😂😂😂😂

  3. É inconsequente à aplicabilidade de (cloroquina) ou (hidroxocloroquina) em fase inicial sem que haja um diagnostico seguro. O próprio Conselho Federal de Medicina (CFM) recomenda o uso em caráter de EXCEPCIONALIDADE ficando a critério medico e adesão do paciente a utilização das drogas.

  4. Vamos combinar! Quem quiser, pode ficar esperando o resultado dos estudos. Agora o meu remédio, já está comprado, por um preço exorbitante, diga-se de passagem, por causa da “ politicagem” que estão fazendo em torno da hidroxicloroquina. Acorda meu povo!

  5. Pingback: Dino reage a associação médica que indicou cloroquina: 'Estranhos documentos' - Gilberto Léda

  6. Pingback: Hidroxicloroquina e a saia justa do governo Flávio Dino - Gilberto Léda

  7. Pingback: Em live, Dino distorce indicação de médicos sobre uso de cloroquina no MA - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *