Uso de máscaras surtiu muito mais efeito que lockdown em São Luís

Nesta semana, o Blog do Gilberto Léda comprovou, utilizando um gráfico do próprio governo, que o bloqueio total de atividades realizado na Região Metropolitana de São Luís no início do mês de maio não contribuiu em nada para a diminuição dos atendimentos na UPAs, como alegado pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula (reveja).

Como demostrado, o lockdown iniciou-se apenas no dia 5 de maio, três semanas após o pico da busca pelas unidades de saúde, e quando os atendimentos já vinham caindo, de acordo com o mesmo gráfico da SES.

Na tarde de ontem (26), o deputado estadual Yglésio Moyses (Pros) gravou um vídeo sobre o assunto e defendeu uma tese mais condizente com a realidade.

Também analisado o mesmo levantamento sobre o número de atendimentos nas UPAs, o parlamentar mostrou que, na verdade, a medida que mais surtiu efeito para isso foi o decreto que tornou obrigatório o uso de máscaras no Maranhão.

Como se vê dos dados compartilhados por Lula, o pico de atendimentos ocorreu na semana de 12 a 18 de abril: foram 697.

No dia 20 de abril, Flávio Dino (PCdoB) torna público o ato obrigando todo maranhense a usar máscara de proteção quando estiver em local público, ou privado de uso coletivo (leia mais).

A partir daí, percebe-se uma queda brusca no número de atendimentos nas UPAs. E semana a semana, os números são sempre menores.


1 pensou em “Uso de máscaras surtiu muito mais efeito que lockdown em São Luís

  1. Cansado de ver blogueiro, presidente e tantos outros querendo tirar proveito político, sem conhecimento de causa, dando aula de pandemia, muita estupidez e pretensão, por isso estamos nessa situação. O lokdown surtiu efeito sim, o uso de máscara tem sua parcela de contribuição, porém, a população já estava usando bem antes do decreto. O fato negativo é que uma semana após o lokdown o governo libera a rua Grande, meu amigo, o pico já está acontecendo nos hospitais novamente, dessa vez um número maior de mortes, e o povo continua a usar máscaras, todavia, teremos novo aumento de mortes.

Os comentários estão fechados.