MA pagou R$ 163 mil por cada respirador não entregue via Consórcio NE

Aliados e satélites do Governo do Maranhão tentaram emplacar, nesta quarta-feira (17), uma narrativa de que o valor mais alto pago por um respirador durante a pandemia da Covid-19 foi de R$ 49,5 mil.

O objetivo parece claro: minimizar o estrago que foi o calote tomado, via Consórcio Nordeste, na compra de aparelhos da China, que, como já se sabe, nunca foram entregues (se não sabe ainda, saiba aqui).

A narrativa governista, no entanto, carece de correção matemática.

Senão, vejamos…

De acordo com uma nota oficial da Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) do Maranhão, o governo Flávio Dino (PCdoB) pagou U$ 902,8 mil pelos respiradores. Na cotação do dia da compra, isso equivale a R$ 4,9 milhões.

Segundo o Contrato de Rateio nº 01/2020 – assinado por todos os governadores consorciados e no qual foram especificados os valores devidos por cada um e a quantidade de respiradores a que teriam direito -, o Maranhão levaria 30 dos 300 aparelhos adquiridos.

A conta, portanto é simples: se foram pagos R$ 4,9 milhões por 30 respiradores, o total, por respirador, é de R$ 163,3 mil. Mas os governistas querem que você acredite que o respirador mais caro já adquirido pelo Maranhão custou menos de um terço desse valor.

Talvez entre os entregues…


10 pensou em “MA pagou R$ 163 mil por cada respirador não entregue via Consórcio NE

  1. A hora de Dinóquio e de todos que participam desse Consórcio vai chegar.
    tic tac.. Querem fazer acreditar que estão tranquilos..mas a realidade é outra. E sobre o Consórcio da Amazônia….. deveriam apurar tb pois o MA todo mês sangra uma boa quantia para esse ” Consórcio”.

  2. As diversas narrativas não são de se estranhar, respostas sem fundamento por parte do governo do Maranhão que invés de reconhecer um erro no processo de aquisição desses respiradores que foi errado desde o principio fica a culpar o suposto vendedor ou fornecedor.
    O que interessa saber ao cidadão pagador de tributos é quem vai ser responsabilizado pelo ressarcimento do valor ao erário.
    E que não venham dizer que o próprio estado tenha que assumir o prejuízo via manobra contábil.

  3. Esse bocó vai fazer a maior burrada da vida dele, sair do Governo e passar para Brandão, não conhece essa família, vai conhecer depois que ele e Márcio Jerry pegar um pé no traseiro, esta tudo montado e arquitetado, espere e vai ver !

  4. Pior é que o rolo todo aí é do Governo da Bahia, que recebeu uns R$ 40 milhões dos outros estados do Nordeste, Maranhão, inclusive.

    Deve ser uma pura e mera coincidência o governo baiano ser do PT e um dos primeiros a cair ser o ‘chefe da Casa Civil’. E, ainda por cima, num negócio com uma empresa que, traduzindo, tem ‘Diamba, no nome. Isso não tinha como dar certo

  5. Pingback: Após calotes, Dino nega irregularidade na compra de respiradores - Gilberto Léda

  6. Pingback: Na volta dos trabalhos na AL, deputados cobram governo por calote na compra de respiradores - Gilberto Léda

  7. Pingback: TCE do Maranhão vai apurar compra de respiradores via Consórcio NE - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *